Primeiro acidente  ocorreu no km 26, deixou quatro feridos.
Primeiro acidente ocorreu no km 26, deixou quatro feridos.

Alexandre Lima

Numa de suas promessas de campanha, onde anunciou investimentos de R$ 280 milhões de reais nas BR’s 364 e 317, o reeleito governador do Acre, Sebastião Viana (PT), entregou parte dos trabalhos que ligam os municípios de Xapuri e Epitaciolândia num trecho de aproximadamente 55 quilômetros, que teimam em ter os mesmos buracos por mais de uma década.

As maquinas do DNIT trabalharam até em áreas que não deveriam, mas, terminaram o serviço de tapa buracos, além de recuperação de alguns barrancos que foram abandonados por mais de dois anos. Para os motoristas, a sensação de poder dirigir ao invés de ter que frear a todo momento, foi um grande alívio.

“Estamos vendo a franca recuperação da BR-317, como a população queria. Antes o governo do Estado investia R$ 20 milhões por ano e não atendia às necessidades”, disse Tião Viana (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
“Estamos vendo a franca recuperação da BR-317, como a população queria. Antes o governo do Estado investia R$ 20 milhões por ano e não atendia às necessidades”, disse Tião Viana (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Tal alívio e alegria não durou mais de três meses. Com o fim de ano chegando e o grande fluxo na BR, os mesmos buracos que foram tampados por diversas vezes desde o governo de Binho Marques, voltaram a aparecer e levar perigo aos veículos.

Somente em três dias, três acidentes foram registrados num trecho que cinco quilômetros. Todos alegaram que o motivo fora decorrente da tentativa de desviar dos buracos. O primeiro aconteceu próximo ao km 26, quando uma camionete modelo Ford/Ranger, placas NAC 2250, perdeu o controle, saiu da estrada e capotou.

Felizmente, todos os ocupantes, dois adultos e duas crianças, saíram apenas com ferimentos superficiais. Passado esse final de semana, por volta das 13h00 desta segunda-feira, dia 29, outra camionete da cidade de Xapuri, modelo Nissan/Frontier, placas MZW 0422, dirigida por Gutierres Ferreira da Silva (33), perdeu o controle no km 20 após bater num buraco.

IMG-20141229-WA0007_1
Frontier dirigida por Gutierres que vinha de Xapuri na companhia de sua esposa e dois filhos, capotou após bater num buraco no km 20.

A camionete saiu da BR e capotou, fazendo com que os motorista, sua esposa Caticilene Rodrigues (40) e seus dois filhos menores de 4 e 13 anos, escapassem apenas com algumas lesões pelo corpo. Todos foram resgatados pelos socorristas do Corpo de Bombeiros e levados ao hospital de Brasiléia, ficando apenas os pais em observação e seriam liberados horas depois.

Coincidentemente, em menos de uma hora e de um quilômetro adiante, um veículo VW/Fox, conduzido por Maria Nilza da Oliveira (34), que estava na companhia de mais quatro pessoas, também se deslocavam da cidade de Xapuri para a fronteira, onde iriam deixar uma acadêmica de medicina no aeroporto de Cobija (Bolívia), quando sofreram um acidente.

O motivo seria os buracos existentes na BR que fizeram a motorista perder o controle da direção e ir de encontro a um barranco. Por um milagre, somente sofreram lesões e ficariam em observação após serem resgatadas e receber pronto atendimento e medicados no hospital.

Veículo dirigido por Maria Nilza, perdeu o controle após bater no buraco localizado no km 21.
Veículo dirigido por Maria Nilza, perdeu o controle após bater no buraco localizado no km 21.

Segundo o sitio de notícias do Estado, somente na primeira etapa de três, iniciada em agosto de 2013, foram aplicados mais de R$ 23 milhões, chegando a soma final de R$ 69 milhões aproximadamente. Cada quilômetros pode ter custado cerca de um milhão e duzentos e cinquenta e quatro reais, ao menos.

Pena que os trabalhos não duraram três meses. Talvez, o Ministério Público Federal e Estadual possa perguntar ao governo do Acre, o porquê que o asfalto recém colocado está derretendo igual a açúcar ao sol quente.

Para-brisa ficou trincado após um dos ocupantes bater coma cabeça e o airbag não funcionou.
Para-brisa ficou trincado após um dos ocupantes bater coma cabeça e o airbag não funcionou.
Fotos - Alexandre Lima
Fotos – Alexandre Lima

 

Veja matérias publicadas no sitio do estado.

Trecho da BR-317 entre Xapuri e Brasileia recebe recapeamento

Tião Viana discute entraves no Dnit para acelerar recuperação das BRs 364 e 317

 

 

Comentários