Assaltante é morto durante troca de tiros com a PM na Vila Caquetá na BR 317

Polícia apreende arma usada por assaltantes

Após a Polícia Militar frustrar um assalto na Vila Caquetá, localizada na BR-317, um assaltante acabou morrendo e outros três foram presos. Na ação policial, a caminhonete da família foi recuperada e foram apreendidas três armas de fogo em poder dos criminosos.

A Polícia Militar foi acionada na noite de terça-feira, 7, para atender ocorrência de roubo em andamento, onde sete homens armados renderam uma família na Vila Caquetá, BR-317. Quatro assaltantes mantinham as vítimas na casa enquanto outros três tentavam conduzir a caminhonete para a Bolívia.

De acordo com tenente-coronel Sandro Oliveira, um membro da família conseguiu fugir e acionou a PM. Quando a guarnição chegou à casa foi recebida a tiros, os militares revidaram e o bando fugiu para uma mata, mas um acabou sendo preso com uma pistola. Ninguém ficou ferido, mas as buscas pelos demais continuaram.

Na manhã de quarta-feira, 8, os três autores foram vistos por moradores locais e ainda efetuaram tiros contra um homem que foi conduzido para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). A PM foi novamente informada e houve nova troca de tiros, e mais um homem foi preso com um revolver 38 com três munições intactas e duas deflagradas. Mais uma vez ninguém se feriu, porém dois acusados conseguiram fugir.

Nova troca de tiros e assaltante morto

Com apoio de outras guarnições, incluindo militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), foram montadas várias barreiras. Em uma delas, os fugitivos foram localizados e após novo confronto, um assaltante acabou morrendo e outro conseguiu fugir e até agora não foi localizado. Uma pistola 9 milímetros foi apreendida.

Caminhonete recuperada

Ainda na madrugada de quarta-feira, após a família conseguir acionar as guarnições a caminhonete foi recuperada. “Após a guarnição chegar à chácara e resgatar a família, os policiais entraram em contato com militares de Plácido de Castro. Os três autores abandonaram o veículo antes de uma barreira montada na cidade de Plácido de Castro”, disse o tenente-coronel, Oliveira.

A ocorrência foi encaminhada para Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), até o fechamento desta matéria nenhum dos indivíduos haviam sido identificados.

Fonte: Assessoria

Comentários