Momento em que Betinho é notificado pelos funcionários da Receita Federal e terá que pagar mais R$ 7 milhões em multas ao órgão - Foto: Assessoria
Momento em que Betinho é notificado pelos funcionários da Receita Federal e terá que pagar mais R$ 7 milhões em multas ao órgão – Foto: Assessoria

Alexandre Lima, da redação

Diante dos problemas existentes e notórios, a pequena cidade de Assis Brasil, localizada no extremo norte do estado do Acre, na fronteira com a Bolívia e o Peru, vem passando por problemas financeiros deixados pelos ex-gestores Eliane Gadelha e Manoel, ambos do Partido dos Trabalhadores.

Nos últimos dias, Humberto Filho lançou uma campanha de limpeza pública na cidade e na ponte que liga o Assis Brasil (Brasil) à Iñapari (Peru), onde contou com a participação dos vizinhos peruanos, além de funcionários municipais.

Esse ‘mutirão’ chegou em algumas ruas, praça, passarela, além de tapa buracos. Segundo sua assessoria, alguns desses problemas foram causados pelos trabalhos realizados pelo Programa Ruas do Povo, do governo estadual.

Foi informado que, a atual administração está ciente dos problemas e não está omissa aos seus afazeres. Esses trabalhos irão continuar, mesmo de forma lenta irão retirar os entulhos e lixos das ruas , tapar buracos e podar as árvores, além de outras necessidades.

Com esta notificação, Assis Brasil passa a ter que pagar quase R$ 32 milhões em multas deixadas pelos ex-gestores - Foto: Assessoria
Com esta notificação, Assis Brasil passa a ter que pagar quase R$ 32 milhões em multas deixadas pelos ex-gestores – Foto: Assessoria

Para piorar, a atual administração herdou uma dívida que passa de R$ 24 milhões de reais, que deverão pagos através de sequestros dos repasses federais. Dividas essas direcionadas a falta de pagamento e arrecadações do INSS, FGTS, entre outros pagamentos até o mês de dezembro de 2012.

Mesmo com essas dívidas, Humberto Filho vem tentando manter o Município adimplente para que possa receber emendas federais e sejam investidos no bem estar dos munícipes. Nesta semana, funcionários da Receita Federal realizaram outra visita em Assis Brasil.

A visita seria para notificar o prefeito que, o Município estaria sendo multado em mais R$ 7 milhões de reais, provenientes de dívidas deixadas pelas ex-gestora, Eliane Gadelha Carius (PT), dos anos de 2010 e 2011. Humberto foi notificado e tomou ciência de que Assis Brasil passa agora, a ter uma dívida de quase R$ 32 milhões de reais a serem pagas nas próximas décadas.

Dívidas deixadas pelos ex-prefeitos de Assis Brasil, ultrapassam os R4 32 milhões de reais, impossibilitando investimentos básicos.
Dívidas deixadas pelos ex-prefeitos de Assis Brasil, ultrapassam os R4 32 milhões de reais, impossibilitando investimentos básicos.

Comentários