A Representação Brasileira no Parlamento Mercosul  esteve reunida esta semana, 20, no Senado Federal, quando aprovou a realização de uma audiência pública, em conjunto com a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, para debater a admissão de títulos e graus universitários nos países do Mercosul. O requerimento, ainda sem data, deverá ter representantes de países vizinhos.

O pedido de audiência suscitou grande debate entre deputados e senadores sobre a formação dos médicos na Bolívia, o Programa Mais Médicos e a carência de profissionais da saúde no Brasil.

O deputado federal Major Rocha (PSDB-AC), Presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional Sustentável de Ordenamento Territorial, Habitação; Saúde, Meio Ambiente e Turismo, durante a audiência, destacou a situação do Acre, estado que necessita, por suas condições geográficas, de um maior número de profissionais. “A proposta em estudo pode suprir necessidades dos moradores dos rincões da Amazônia, assim como do sertão do Nordeste, onde existe a carência de médicos”, destacou Rocha.

Major frisou ainda que pode-se avaliar a possibilidade de dar aos brasileiros que estudam no exterior, o mesmo tratamento que o Governo brasileiro concedeu aos profissionais que vieram para o Brasil pelo programa Mais Médicos, “estes médicos não fizeram o Revalida, então proponho um consenso para darmos as mesmas condições aos brasileiros que estudam fora”

Assessoria

Comentários