Sandra de Matos dá desconto para o cliente que incluir um abraço no pagamento de um geladinho. Vendedora fica em frente a uma lanchonete no Centro de Rio Branco.

Abraços são recebidos como parte do pagamento — Foto: Anna Gabriela dos Santos/Arquivo pessoal
Por Aline Nascimento, G1 AC — Rio Branco

Já imaginou dar um abraço como parte do pagamento de algo que você comprou? Isso é possível se a compra for um geladinho gourmet feito pela autônoma Sandra de Matos, de 44 anos.

Sandra vende geladinhos há um mês em frente a uma lanchonete no Centro de Rio Branco e dá descontos para os clientes que oferecerem um abraço como parte do pagamento. A ‘Terapia do Amor’, como foi batizada a ação, ocorre apenas às segundas-feiras.

_________________

“Achei que ia dar abraços, mas ganhei abraços. Sinto que hoje está muito no virtual, muito distante do ser humano, então, queria algo que aproximasse o toque, tocar a vida mesmo. São brincadeiras com muito respeito e tem sido bem bacana e o pessoal tem gostado bastante”, contou.

Terapia do amor, nome da ação, é realizada toda às segundas-feiras e oferece descontos na compra do geladinho — Foto: Sandra de Matos/Arquivo pessoal

Geladinho com amor

Os geladinhos de Sandra são comercializados por R$ 3,5 e R$ 4 os trufados. São doces de diversos sabores como maracujá, leite ninho com nutela, entre outros. O cliente ganha um desconto de 50 centavos, se incluir um abraço no pagamento.

“Já vinha pesquisando, tinha algo em mente e encontrei uma página em Fortaleza, que não é igual e serviu de referência para minha ideia. O dia da terapia do abraço é toda segunda-feira, não é todo dia, para não ficar aquela coisa chata”, confessou.

Começo

A ideia de fazer e vender os geladinhos partiu de uma necessidade financeira. Há um mês, Sandra montou a barraquinha em frente a lanchonete e comercializa os doces no horário do almoço. Ela chega às 11h e volta para casa no máximo às 14h.

“Comecei pelas cartinhas. Todo dias escrevo uma mensagem diferente. Tem evangélica, de bom dia, de doce e brincadeiras. Pessoal começou a ir e gostou. Só que tinha em mente em fazer algo diferente, que o geladinho fosse só uma desculpa para algo maior que queria, que é contribuir com um mundo melhor, cultivar o amor e a gentileza”, relembrou.

A autônoma trabalhava como consultora de beleza antes do novo negócio. Precisando de mais dinheiro, começou a fazer os doces e vender no condomínio onde mora, na capital acreana. O geladinho ganhou fama, um amigo indicou para outro amigo e Sandra começou a fazer delivery no condomínio.

Sandra de Matos queria ganhar uma renda extra e passou a vender geladinhos no Centro de Rio Branco — Foto: Anna Gabriela dos Santos/Arquivo pessoal

“Resolvi vender geladinho, porque nosso clima é sempre muito quente, faz calor e aproveitei. Deu muito certo. Dentro do condomínio, fazia o delivery e os amigos foram indicando. Uma amiga, que trabalha no Fórum, e sempre come nesse local [onde está atualmente] falou que lá não tinha nada de sobremesa e eu podia vender lá. Conversei com o dono e ele topou”, comentou.

Uma vez instalada e conhecida entre a clientela, Sandra colocou a ideia dos abraços em prática. Quem passa perto do local logo vê a autônoma em sua barraquinha com um guarda-chuva amarelo, um vaso de flores no chão, uma lousa com o menu ao lado e outros utensílios de decoração coloridos.

“Na segunda, faço uma cartinha diferente, falo um pouco do abraço, do poder do abraço, que cura e é gostoso”, frisou.

Segunda ação de Sandra, oferece desconto se o cliente pedir o produto com gentileza — Foto: Sandra de Matos/Arquivo pessoal

Sandra já começou com uma segunda ação, que é a gentileza gera gentileza. Nela, o cliente ganha desconto se pedir um geladinho de forma carinhosa e educada.

“Escrevo cartinhas sobre gentileza e uma mensagem questionando como vai ser pedido o geladinho. Um geladinho R$ 3,5 – pedindo ‘Um geladinho, por favor’, sai por R$ 3,25. Se for, ‘Oi, tudo bem? Um geladinho, por favor’, é R$ 3. Essa é toda sexta-feira que faço”, concluiu.

Comentários