Segundo o senador, os agressores subiram no avião, tentando destruir as asas da aeronave a pontapés.

As asas da aeronave foram pisoteada pelos agressores (Foto: assessoria)
Com Assessoria

Uma aeronave onde viajava o senador Gladson Cameli (PP), foi atacada por algumas pessoas, que segundo o progressista, são militantes do Partido dos Trabalhadores (PT).

O fato aconteceu na cidade de Tararuacá, no momento em que Cameli embarcava na aeronave para retornar a Rio Branco, após uma viagem de três dias pelo interior do Acre.

Gladson disse a reportagem que já acionou seus advogados, e que eles irão acionar a Justiça na próxima segunda-feira (4).

O senador disse que os agressores subiram no avião, tentando destruir as asas da aeronave com pontapés.

Cameli: “Estou muito triste com o que aconteceu” (Foto: Ac24horas)

“Estou muito triste e decepcionado com o que aconteceu. Estou acostumado a andar em todos os municípios do meu estado, mas ainda não havia passado por isso. Meus advogados irão acionar a Justiça, que tenho certeza, irá tomar as providências”, disse o senador.

Gladson é pré-candidato ao governo do Acre, e deverá disputar a eleição com o candidato petista Marcus Alexandre, ex-prefeito de Rio Branco.

A aeronave, um bimotor Baron, foi utilizada pelo senador e sua assessoria durante agenda no interior nos últimos três dias. O avião estava estacionado na pista do município de Tarauacá com as asas pisoteadas quando o senador chegou ao aeroporto para embarcar de volta para Rio Branco. “O avião estava todo pisado”, informou Gladson, que atribuiu o ato a petistas da cidade.

_________________________

O senador, entretanto, não presenciou o ato, porém teria sido informado por uma pessoa que estava no aeroporto.

_________________________

O outro lado

O vereador Antônio Araújo Príncipe, líder do PT na Câmara de Tarauacá, deu a versão do Partido dos Trabalhadores no município. Ele afirma que acha estranho a afirmação de Gladson, já que o senador não fez nenhuma denúncia na delegacia local e sequer viu os petistas que teriam pisoteado o avião.

Ele lembrou que no aeroporto há um frequentado bar e alguém pode ter invadido a pista e cometido o ato de vandalismo.

“Que ele prove quais foram os petistas. Por que o senador não fez um BO? Já que o senador sabe, por que essas pessoas não estão presas? A pessoa que faz um ato de vandalismo tem que ser presa. O que sabemos é que o vigia não viu ninguém”, afirma o vereador.

O PT de Tarauacá deve emitir uma nota.

Comentários