Bancada da Saúde retorna com força em 2015

1310-politica-interiorvalioso-clertiston_410_305Com informações da agazeta.net

Entre a nova composição da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) está a manutenção da bancada do interior e a criação da Bancada da Saúde. Os atuais deputados, que já representam esses setores, fazem uma análise das escolhas do eleitor.

Dos 24 deputados da Aleac, pelo menos 14 têm base eleitoral no interior do Estado. Levando em consideração que a Capital responde pela metade da população do Acre, esse total de cadeiras é expressivo.

Na próxima legislatura, a bancada do interior não deve reduzir. Para os deputados que já representam essa fatia do eleitorado, os problemas e demandas de cada região se apresentam com mais democracia através dessa composição na Aleac.

“O interior quer que a gente represente eles, depositam a credibilidade em nós”, disse a deputada Maria Antônia que tem base eleitoral em Rodrigues Alves e conquistou o terceiro mandato, eleita com 6.100 votos.

O deputado Manoel Moraes (PSB) tem base eleitoral no município de Xapuri e foi reeleito com 5.180 votos. “No interior é que estão as pessoas mais sofridas e graças a Deus a população entendeu isso e nos deu o mandato para mim e outros do interior”, disse.

Outra característica interessante da próxima legislatura é a bancada da saúde, que vem fortalecida com novos nomes. Desde aqueles militam pelos servidores da saúde, até por quem trabalha no setor privado.

Vão compor essa nova bancada, Raimundinho da Saúde (PTN), conhecido sindicalista, Dr. Jenilson (PCdoB), que tinha como frase de efeito na campanha: voto saudável. Também fazem parte os empresários Josa da Farmácia (PTN), de Cruzeiro do Sul e André da Droga Vale (PRP), de Rio Branco, além de Heitor Junior (PDT), que trabalhou o slogan “hepatites nunca mais”.

Como será a atuação de cada um, não é possível prever, mas, na atual legislatura, o deputado Eduardo Farias esteve à frente de vários debates e projetos ligados ao tema saúde. Ele afirma que não foi por uma temática que chegou à Aleac.

O deputado que não foi reeleito comenta o que para ele significa, a nova bancada. “Acho que reflete a preocupação da sociedade com a questão da saúde. Desejo aos parlamentares que atuam na saúde um bom êxito e que correspondam aos anseios da sociedade que os trouxe a essa casa”, disse.

Comentários