Brasileiro Maicon Jr foi preso no lado boliviano após entrar em área militar e foi baleado.

O que seria uma simples abordagem de rotina contra dois indivíduos que estavam em uma moto sem capacete, próximo à ponte Wilson Pinheiro em Brasiléia, desencadeou em uma perseguição pelas ruas da cidade.

Momentos após o início da perseguição, condutor da moto perdeu o controle fazendo com que os dois caíssem. José Carlos Mendes da Silva, de nacionalidade boliviana, ficou caído enquanto seu parceiro, Maicon Júnior Souza da Silva, correu rumo ao rio Acre.

Maicon tme passagens pela justiça do Brasil e boliviana.

Em dado momento, os policiais militares perceberam que Maicon sacou de um revolver e apontou contra eles e efetuou disparos, para em seguida, se jogar dentro do rio e nadar para o lado boliviano.

Maicon não deve ter percebido que foi rumo a área militar boliviana. Devido os disparos, alertou os militares que prontamente iniciaram uma perseguição. Foi relatado que ouviram mais tiros e em seguida, o brasileiro foi detido.

Momento depois, souberam que Maicon havia sido ferido em uma de suas pernas e levado para o hospital Roberto Galindo, onde passou por cirurgia e em seguida para o comando policial da Bolívia.

O boliviano José Carlos foi detido e conduzido para a delegacia de Brasiléia, onde seria ouvido pelo delegado. Já Maicon, foi relatado que o mesmo tem envolvimento com facção criminosa e tem passagens pela Justiça acreana e boliviana.

Bolíviano José Carlos foi conduzido para a delegacia de Brasiléia após se deixado para trás por seu comparsa.
Um dos tiros acertou o joelho direito de Maicon.

Comentários