f_304142

Rakitic, Suárez e Neymar fizeram os gols que garantiram a tríplice coroa para o Barça

esportes@band.com.br

O Barcelona confirmou o favoritismo e conquistou a Liga dos Campeões da Europa pela quinta vez na história. Na tarde deste sábado, a equipe comanda pelo tridente Messi, Suárez e Neymar bateu a Juventus por 3 a 1, no Estádio Olímpico de Berlin, na Alemanha.

Mal demorou e o Barcelona já inaugurou o placar. Messi virou o jogo e encontrou Jordi Alba pela esquerda. De primeira ele mandou para Neymar e o brasileiro rolou para Iniesta na área. Ele não foi egoísta e mesmo na cara de Buffon serviu o camisa número 4, que sem goleiro, só mandou para o as redes.

Mesmo com a vantagem o Barça continuou pressionando, e a Juventus encontrou no contra-ataque uma forma de entrar no jogo. Aos oito minutos, a equipe recuperou uma bola dentro de sua área e rapidamente já acionou Morata, que venceu Mascherano na corrida e ajeitou para Vidal bater de fora da área e mandar por cima do gol. A resposta veio cinco minutos depois, quando Luis Suárez foi ao fundo e mandou para Daniel Alves. O brasileiro chutou forte e Buffon fez uma belíssima defesa para impedir o segundo.

O restante do primeiro tempo seguiu com domínio de posse de bola dos catalães e com os italianos com dificuldade em sair da pressão. O único lance de maior destaque aconteceu aos 34 minutos. Pogba foi abraçado por Daniel Alves e os jogadores da Velha Senhora ficaram revoltados com a não marcação do pênalti.

De tanto pressionar e não ampliar, o castigo chegou. Aos nove do segundo tempo, Lichtsteiner recuperou e tabelou com Marchisio – o camisa 8 deu passe genial de calcanhar para devolver a bola ao suíço –. Ele rolou para Tévez que girou e concluiu; Ter Stegen deu rebote e Morata não perdoou.

Depois do gol, foram 10 minutos de muita pressão dos italianos, que assim como o Barcelona, foram castigados por sua ineficiência. Aos 22 minutos, em rápido contra ataque, Messi deu sua famosa arrancada e arriscou de fora da área. Buffon espalmou para o meio da área e a bola se ofereceu à Luis Suárez, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Gerard Piqué ainda desperdiçou uma grande chance antes de Neymar balançar as redes pela primeira vez, porém, seu gol foi anulado. Após cabecear a bola, a redonda acertou sua mão e o árbitro auxiliar considerou o lance irregular.

Quando a Juventus já estava no tudo ou nada, sofreu contra-ataque em desvantagem numérica e dessa vez não teve jeito. Neymar recebeu pela esquerda e encheu o pé para sacramentar a vitória na decisão.

Com o triunfo, o Barcelona fechou a temporada perfeita com a tríplice coroa. Foi a quinta vez que os catalães levantaram a taça da Liga dos Campeões da Europa (1991-92, 2005-06, 2008-09, 2010-11 e 2014-15), o quarto deles na “Era Messi”.

Comentários