Conecte-se conosco

Geral

Bioeconomia é tema de 24° reunião do Fórum de Governadores da Amazônia Legal

Publicado

em

Após um ano e sete meses, a reunião do Fórum de Governadores da Amazônia Legal foi realizada de maneira presencial. Com o avanço da vacinação e diminuição dos casos de Covid-19, o 24° encontro ocorreu em Belém, capital do Pará, nesta segunda-feira, 18, e teve a bioeconomia e o contexto da agenda comum dos estados amazônicos como temática principal de debate entre os gestores dos oito estados que integram a região.

Além do governador do Acre, Gladson Cameli, participaram o governador do Pará e anfitrião da reunião, Helder Barbalho; o governador do Maranhão e atual presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento da Amazônia Legal, Flávio Dino; do governador do Amapá, Waldez Góes; do governador do Amazonas, Wilson Lima; do governador de Roraima, Antônio Denarium; do vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa; do vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta; entre outras autoridades.

Oferecer soluções sustentáveis, que conciliem práticas econômicas sem prejudicar o meio ambiente é o principal foco da bioeconomia. Neste cenário, a Amazônia se destaca a nível mundial por suas potencialidades. Durante os debates, os governadores puderam expor suas ideias e objetivos em prol do desenvolvimento socioeconômico da população.

Realizada em Belém do Pará, reunião do Fórum de Governadores da Amazônia Legal tratou sobre bioeconomia Foto: Diego Gurgel/Secom

Em sua fala, o governador Gladson Cameli pontuou os avanços alcançados em sua administração referente à proteção do meio ambiente. O gestor citou também que é possível lucrar com com a floresta em pé, como é o caso da compensação pelas emissões de gás carbono na atmosfera, que é apontado como o principal responsável pela elevação da temperatura global nas últimas décadas.

“Aqueles que adquirirem os nossos créditos de carbono terão a garantia do nosso governo de salvaguardarmos o meio ambiente do Acre. Com esse recurso, promoveremos uma distribuição de renda mais justa aos trabalhadores do campo, aos extrativistas, aos ribeirinhos e aos nossos indígenas”, explicou.

Cameli voltou a defender alternativas econômicas sustentáveis para que a região amazônica seja ainda próspera e cheia oportunidades para os seus mais de 23 milhões de habitantes. No caso específico do Acre, uma das apostas do governo está sendo o agronegócio, que vem apresentando números expressivos nos últimos anos.

“Nós, governadores da Amazônia, temos a responsabilidade de criarmos as melhores condições de vida para o povo que habita essa região. Temos que garantir o sustento para as famílias e gerarmos as condições sociais necessárias para que haja produção e emprego para toda essa gente. Ao mesmo tempo, temos a responsabilidade de preservarmos essa imensa floresta tropical que nos cerca e é uma dádiva, que recebemos do nosso criador”, disse.

Durante a reunião, o governador Gladson Cameli ressaltou a necessidade de preservar a floresta, mas, ao mesmo tempo, criar oportunidades sustentáveis para os mais de 23 milhões de habitantes da Amazônia Foto: Diego Gurgel/Secom

O governador Helder Barbalho falou sobre a realização do Fórum Mundial de Bioeconomia, que segue até a próxima quarta-feira, 20, em Belém, como uma conquista histórica para a Amazônia. O chefe de Estado paraense acredita muito no sucesso da região frente as novas oportunidades de negócios que estão surgindo.

“Neste momento, Belém está sendo a capital mundial da bioeconomia. Com isso, consolidamos o protagonismo dos estados da Amazônia na construção da bioeconomia, mas, também, reafirmar o compromisso com as pautas do desenvolvimento sustentável, de fiscalização, monitoramento e da agenda climática”, afirmou.

Já o governador do Amazonas demonstrou sua preocupação com o aumento do desmatamento ilegal, principalmente na região sul do estado. Wilson Lima falou sobre as ações do órgãos de fiscalização para combater essa prática ilícita, porém, falou que é preciso somar esforços para proteger a floresta amazônica.

“Sabemos que este trabalho não é fácil, por isso, temos que ter o alinhamento entre governo federal, governo estadual e governo municipal. O apoio de instituições e países interessados também também é muito importante para nos ajudar nesse processo de preservação”, argumentou.

Comentários

Geral

General Poty, Diretor do Calha Norte visita Assis Brasil

Publicado

em

Nesta terça-feira, 07, o Prefeito Jerry Correia e o vice-prefeito Reginaldo Martins, receberam o Diretor do Programa Calha Norte, General Ubiratan Poty e equipe técnica. A comitiva realizou vistoria na primeira etapa da obra da Praça Henock Timóteo.

O General esteve no gabinete do prefeito e seguiu para a Câmara de Vereadores onde fez uma fala. O Diretor Geral do Programa Calha Norte fez questão de visitar alguns amigos que fez quando comandou o Segundo Pelotão Especial de Fronteiras em Assis Brasil. Um deles foi o Sargento da Reserva Jorge Miranda que ficou emocionado ao rever o amigo de farda.

Acompanhado do prefeito e vice-prefeito, o General visitou o pracinha Joatan Cunegundes, combatente da Segunda Guerra Mundial. O encontro foi marcado por boas risadas e também lágrimas de emoção.

O General Poti fez questão de ir até o cemitério da cidade onde visitou o túmulo do amigo SD Marinho Gonzaga de Lima, falecido em 1986 em um acidente de carro na BR 317. Diante de uma foto do amigo, o General relembrou boas aventuras que viveu ao lado do soldado Marinho.

O General finalizou seu passeio por Assis Brasil visitando o Marco Fronteiriço fixado em 1929 pelo Marechal Cândido Rondon.

“Uma alegria indiscritível rever minha querida Assis Brasil. Bom ver que está sendo cuidada e que vive dias de desenvolvimento. Farei o possível para continuar ajudando este povo”, disse o General.

Comentários

Continue lendo

Geral

Gabinete Itinerante da senadora Mailza é recebido pelo prefeito de Epitaciolândia

Publicado

em

Epitaciolândia foi o terceiro município do Alto Acre a receber a visita do Gabinete Itinerante da senadora Mailza. Nesta quarta, 8, o prefeito Sérgio Lopes conversou com o chefe de gabinete da parlamentar, Artur Neto, sobre os R$ 4,6 milhões enviados para o município.

Somente para o combate à Covid-19, a senadora enviou para Epitaciolândia R$ 1 milhão para despesas e R$ 300 mil para custeio na Saúde, já pagos.

O município terá uma Casa da Mulher Brasileira, espaço de apoio e combate à violência contra mulheres, que será construído com uma emenda de R$ 1,6 milhão. O recurso já foi pago e está em licitação para início das obras. A casa atenderá toda a região.

O Corpo de Bombeiros também foi contemplado com R$ 1 milhão para construção do Complexo Poliesportivo da corporação.

A infraestrutura teve R$ 430 mil para compra de uma pá carregadeira e R$ 260 mil para duas picapes cabine dupla, ambas para prefeitura.

Sérgio Lopes agradeceu a visita e o empenho da parlamentar. “Aproveito a oportunidade e agradeço a senadora Mailza pelas emendas já destinadas ao nosso município. Esperamos que a senhora continue com esse carinho e sensibilidade com nossa cidade. Em nome da população, estendo nossa gratidão”, disse o prefeito.

Na ocasião, foi tratado também o envio de novas emendas para 2022.

Comentários

Continue lendo

Geral

Acreano que aderir ao “não perturbe” não será mais incomodado com telemarketing

Publicado

em

 

Sabe aquela ligação logo cedo no final de semana oferecendo aquele produto ou serviço que você não pediu e não tem o mínimo interesse? Pois essa chateação vai acabar.  Foi publicada na edição desta quarta-feira, 8, com a sanção da lei de autoria do deputado estadual Roberto Duarte (MDB) que cria no Acre o cadastro “não perturbe”.

O serviço consiste na obrigatoriedade das empresas de telemarketing ou estabelecimentos que se utilizem deste serviço a não efetuarem ligações telefônicas não autorizadas aos consumidores ou usuários nele inscritos, a fim de bloquear ligações telefônicas de propaganda não desejadas.

A partir da adesão do consumidor final à lista “não perturbe”, terá a empresa de telemarketing ou estabelecimentos que deste serviço se utilizem, o prazo de trinta dias corridos para cessar definitivamente, toda e qualquer ligação com finalidade de publicidade ao usuário que não autorizar ou desejar.

Incluem-se nas disposições desta lei, usuários de:

I – telefones na modalidade fixo;

II – telefones na modalidade móvel;

III – aplicativos de telefonia utilizados em telefones smartphone.

O consumidor final ou usuário que desejar voltar a receber os serviços de marketing via telefone, poderá, a qualquer momento, solicitar a sua exclusão do cadastro “não perturbe”.

É obrigatória a disponibilização, no momento da ligação ou via SMS, de número de protocolo referente à solicitação de adesão ao cadastro “não perturbe” ou exclusão deste, ao usuário.

O disposto na presente lei não se aplica às empresas sem fins lucrativos ou filantrópicas que se utilizem de empresas ou serviços de telemarketing para angariar recursos inerentes ao seu funcionamento.

O não cumprimento do disposto nesta lei sujeitará a empresa infratora ao pagamento de multa correspondente a um salário mínimo vigente, por dia de descumprimento, direcionada ao Fundo Estadual de Defesa do Consumidor – FEDC. Em caso de reincidência, a multa diária será aplicada em dobro.

As empresas concessionárias têm um prazo de 90 dias para se adequarem à nova lei.

Comentários

Continue lendo

Em alta