EDM_5935

O candidato ao governo do Acre, Bocalom, em caminhada pelas ruas do bairro Mocinha Magalhães, na manhã de hoje (05), visitou uma horta orgânica comercial. O candidato, que ficou impressionado com a produtividade e qualidade dos produtos, disse que as hortas orgânicas são alternativas para a geração de emprego e renda no Acre, conforme está descrito no seu Plano de Governo. “Esta iniciativa é mais uma das diversas que temos no projeto Produzir Para Empregar”, disse Bocalom, assegurando que a agricultura familiar será uma das prioridades de seu futuro governo. Ainda durante a caminhada, Bocalom foi surpreendido por uma eleitora que o beijou na cabeça.

Depois de receber a Caravana 25 e 33, o dono do empreendimento, o empresário Geovane Medeiros Brandão, que também é proprietário de um hotel e um restaurante nas imediações do local, disse que a horta gera mais de dez empregos diretos. “Aqui o pessoal trabalha com amor”, declarou ele, que foi irrompido por um de seus funcionários, o senhor Silvestre Rosa dos Santos, de 56 anos: “aqui a gente não trabalha demais, não se contamina com veneno e ainda ganhamos um bom dinheiro”, disse o trabalhador.

Para Bocalom, o Acre é o único estado da federação que ainda não entendeu o quanto a agricultura é estratégica. “Saímos do combalido extrativismo para o nada. Faremos a agricultura chegar aos rincões para desenvolvê-los de fora para dentro, ou seja, do interior para os grandes centros urbanos”, propôs Bocalom.

Na avaliação do democrata, “se existir uma grande produção agrícola, os acreanos se alimentarão melhor e o excedente irá para a exportação”. Segundo o candidato, tudo estaria bem definido em uma cadeia produtiva que ele chamou de autodesenvolvimento ou agroindustrialização. “Esses investimentos devem ser estimulados por programas institucionais como forma de conter o êxodo rural”, completou.

Produtos oriundos de hortas orgânicas trazem muitos benefícios. As verduras e legumes são mais frescos, além de não se ingerir componentes tóxicos. Por serem produzidos sem adubos químicos ou agrotóxicos, eles conservam mais vitaminas e sais minerais do que os alimentos produzidos pela agricultura convencional. Desta forma, beneficiam o organismo, que fica mais resistente a gripes, resfriados e alergias.

Comentários