edvaldo souzaO deputado Edvaldo Souza (PSDC) discordou do líder do governo na Aleac, deputado Astério Moreira (PEN), quando criticou a imprensa ao classificá-la como ‘instrumentalizada pela política’. Souza disse que os jornalistas são responsáveis por denunciar fatos, que, sem eles, não viriam à tona.

“Sem a imprensa não teríamos conhecimentos dos escândalos que levaram a renúncia do governador do Distrito Federal, Inácio Arruda (DEM). Não teríamos conhecimento do mensalão e de tantos outros casos ao lado da nossa história. Cabe ao repórter reportar os fatos”, disse Edvaldo Souza.

Outro que acompanhou o discurso do parlamentar foi o deputado do PMDB, Chagas Romão. Ele afirmou que a imprensa cumpre o seu papel para a garantia do Estado Democrático de Direito. “Quero afirmar ao nobre deputado Astério Moreira que a imprensa faz o papel dela. O povo vê o seu dinheiro sendo gasto nos estádios e os ingressos são altos. Eles ajudam a construir e não podem participar. O povo não está contra a Copa do Mundo”, pontuou.

Romão foi mais longe e pediu que se estude a possibilidade na redução do ICMS. Ele defendeu, também, uma redução nos valores pagos nas passagens de ônibus da Capital. “O prefeito e o governador podem estudar maneiras de baixar as passagens de ônibus em Rio Branco, para evitarmos estes movimentos aqui no Estado”, finalizou.

A Gazeta

Comentários