Por Fernando Oliveira/ASCOM

A Câmara Municipal de Brasileia realizou quinta-feira dia ,18, uma reunião com o chefe da Reserva Extrativista Chico Mendes, Wilker Nazareno Júnior.

Os vereadores e representantes do movimento social pediram esclarecimentos sobre as ações de fiscalização e apreensão de gado e madeira, efetuada por fiscais do ICMBio nos últimos dias na reserva, região de Brasileia.

A Câmara de Brasileia vem sendo procurado por diversos moradores para tratar desse assunto.

O chefe da Extrativista Chico Mendes, Wilker Nazareno Júnior, destacou que a ordem foi decretada pelo Presidente, e que estão sobre o comando do Exército Brasileiro. Todas as informações sobre as operações que estão acontecendo hoje, podem ser solicitada pela imprensa ao Exército Brasileiro.

“As operações está sendo focada dentro das unidades de conservação para a contenção dos focos de incêndios. Vai ser aberto uma discussão com as associações e ICMBIO e demais órgãos do estado para aumentar o campo de discussão das demandas que a unidade tem. As informações referente a GLO, operação que estão acontecendo hoje, estão disponível pelo exército, imprensa tem que ser recorrente ao Exército “informou.

O vereador Joelson Pontes, propositor da reunião explica os encaminhamentos que foram tirados.

“O chefe da reserva irá organizar uma reunião até o dia 20 de novembro com todas as associações responsáveis pela manutenção da preservação ambiental. E no início de dezembro a Câmara também promoverá outra reunião com a presença do Ministério Público Federal, Governo do Estado, ICMBIO e a bancada federal, para buscar alternativas e ajudar as pessoas que moram dentro da reserva”, explicou.

Para Joelson Pontes, faltam políticas públicas que transformem a vida dos moradores da reserva extrativista Chico Mendes, considera que é necessário reformular o plano de utilização da reserva.

“Precisamos enfrentar esse problema e encontrar solução, o próprio ICMBIO é um dos responsáveis por tudo isso, porque faltou com acompanhamento e intervenções do governo.O problema foi gerado, mas o nosso objetivo quanto vereador é encontrar uma saída para aqueles que estão lá dentro”, disse.

O Vereador Rosildo Rodrigues, compara como “terror” o que está acontecendo com as famílias que moram dentro da reserva.

Viemos ouvir do Chefe da reserva explicação sobre os procedimentos que estão acontecendo na reserva, sabemos que essa operação foi determinada no mês de Setembro e não tem prazo para acabar. O que estamos pedindo e que o governo possa oferecer políticas públicas para quem mora lá, antes de qualquer repreensão. Essa reunião foi esclarecedora, como vereador representante do povo, vamos continuar cobrando para que  tenha políticas públicas e apoio ao agricultor familiar,  as pessoas que nasceram e se criaram dentro da reserva não pode ser tratados igual a outras que nunca moram lá “, destacou.

Participaram também da reunião, o presidente do Poder Legislativo Rogerio Pontes, Vice Presidente, Marquinho Tibúrcio(PSDB), Vereador e Líder da Prefeita na Câmara, Edu Queiroz(PT), 2°Secretário da Mesa Diretora, Rozevete Honorato (PSB), Joelso Pontes (PP), Reinaldo Gadelha, Rosildo Rodrigues(PT), o presidente da Associação de Moradores e Produtores da Reserva Extrativista Chico Mendes (Amopreb), José Maria, e Luiz Carlota morada da Unidade de Conservação na zona rural de Brasileia.

Comentários