Da redação

O presidente da mesa da Câmara do município de Brasiléia, Mário Jorge Fiesca (Solidariedade), está encerrando seus trabalhos do biênio 2013/2014, onde espera do Tribunal de Contas do Acre, o parecer em relação da prestação de seus trabalhos frente à Casa.

Segundo sua equipe, qualquer comentário sobre a prestação, seria imaturo uma vez que as contas enviadas ao Tribunal de Contas do Estado do Acre não foram reprovadas e sim, foi feito um relatório preliminar de análise técnica de possíveis irregularidades, o qual cabe defesa por parte da Câmara Municipal estando esta dentro dos prazos legais para prestar esclarecimentos e corrigir algumas falhas se for o caso.

Foi dito que, durante o envio das informações para o TCE, houve divergência entre os sistemas das empresas de suporte e do Tribunal de Contas e isso fez com que as informações não chegassem no prazo estipulado pelo tribunal de contas. Isso aconteceu com a grande maioria das prefeituras e câmaras municipais.

Lembrando que todos os gastos da Câmara Municipal estão de acordo com legislação pertinente e que possíveis falhas estão sendo adequadas conforme orientação do tribunal de contas.

Para o atual presidente, “Este poder legislativo preza pela transparência das informações e tudo está sendo feito de acordo com orientação dos órgãos fiscalizadores a fim de que essa gestão não seja prejudicada de qualquer forma”, finalizou.

 

 

Comentários