Videomonitoramento_Alto_Acre
Videomonitoramento foi fundamental na desarticulação de quadrilhas de roubo a veículos no Alto Acre (Foto: Arquivo)

Pedro Paulo – Assessoria Sesp

Em Brasileia, distante 220 km de Rio Branco, na fronteira com a Bolívia, a polícia desbaratou duas quadrilhas de assaltantes. Por intermédio das câmeras de monitoramento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), os policiais militares do 10º Batalhão da Polícia Militar (10º BPM) puderam observar as características dos autores, identificá-los e posteriormente prendê-los.

O último evento criminoso se deu na noite de domingo, 24, quando a polícia prendeu quatro integrantes de um bando que assaltara de um morador do bairro Ferreira Silva, na parte alta de Brasileia, uma caminhonete e tentou levar o veículo para o lado boliviano.

De acordo com o secretário de Segurança Emylson Farias, as câmeras de videomonitoramento são investimento do governo para auxiliar as polícias no combate aos crimes transfronteiriços.

“São dez câmeras de vigilância eletrônica que possibilitam, em tempo integral, o olhar oculto do Estado em pontos estratégicos do município. Isso demonstra a preocupação do governador Tião Viana de criar alternativas para reduzir a criminalidade”, disse Farias.

Segundo o comandante do 10º BPM, capitão Fredson Araújo, as câmeras de segurança ajudaram as forças policiais na elucidação do crime e prisão de ambas as quadrilhas. Todos os assaltantes foram detidos pelos militares no Alto Acre e, posteriormente, conduzidos à delegacia de polícia para a continuidade aos procedimentos.

Comentários