Centro de Referência em Direitos Humanos atende 1,5 mil haitianos em Brasileia

Cerca de 800 imigrantes estão sendo assistidos no abrigo mantido pelo governo do Estado, juntamente com o governo federal, com o apoio da Sejudh e da Secretaria de Desenvolvimento Social...

Cerca de 800 imigrantes estão sendo assistidos no abrigo mantido pelo governo do Estado, juntamente com o governo federal, com o apoio da Sejudh e da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) (Foto Assessoria Sejudh)
Cerca de 800 imigrantes estão sendo assistidos no abrigo mantido pelo governo do Estado, juntamente com o governo federal, com o apoio da Sejudh e da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) (Foto Assessoria Sejudh)

O Centro de Referência em Direitos Humanos do Acre (CRDH), vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), realiza em Brasileia capacitações multidisciplinares para grupos de imigrantes haitianos que possuem toda a documentação para permanecer no Brasil.

Atendimentos jurídicos, psicossociais, entrega  de apostilas crioulo/português, intervenções históricas e culturais, informações sobre a Lei Maria da Penha, orientações sobre saúde e entrega de preservativos e outras ações alcançaram 1.500 haitianos atendidos pelo CRDH.

Atualmente estão sendo assistidos no abrigo mantido pelo governo do Estado, juntamente com o governo federal, com o apoio da Sejudh e da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), cerca de 800 imigrantes, sendo 95 mulheres, que ficam temporariamente alojados enquanto executam o processo de legalização de entrada no país.


Por André Araújo/Assessoria Sejudh

Comentários