Conecte-se conosco

Brasil

Chuva deixa mais de 250 mil pontos sem energia no Paraná

Publicado

em

Região noroeste do estado foi a mais afetada

 

Cerca de 253 mil residências e estabelecimentos comerciais paranaenses continuavam sem energia elétrica, até o fim da manhã de hoje (24), por causa da forte chuva que atingiu ontem (23) boa parte do estado. Este é o segundo temporal que castiga o Paraná em um intervalo de apenas dez dias.

Em nota, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) informou que equipes de funcionários estão procurando atender aos mais de 7,6 mil chamados de ocorrência abertos desde ontem, tentando recuperar os estragos causados à rede elétrica e restabelecer o serviço o mais rapidamente possível.

A região mais afetada foi a Noroeste do estado, onde pelo menos 127 postes de energia foram quebrados pela força do vento ou ao serem atingidos por árvores que caíram. Na região Norte, embora o número de unidades consumidoras sem energia e de reclamações seja menor, o total de postes danificados é ainda maior: 156. Além disso, quatro torres de transmissão também foram prejudicadas.

Ainda de acordo com a Copel, o fornecimento de energia elétrica foi quase que totalmente interrompido em pelo menos 35 cidades: Alvorada do Sul, Amaporã, Cafeara, Diamante do Oeste, Floraí, Guairacá, Iguatu, Inajá, Indianópolis, Itaguajé, Jandaia do Sul, Japurá, Jardim Olinda, Jussara, Lupionópolis, Mirador, Missal, Nova Aliança do Ivaí, Nova Olímpia, Ourizona, Paranapoema, Planaltina do Paraná, Porto Barreiro, Presidente Castelo Branco, Ramilândia, Santa Inês, Santa Mônica, Santo Antônio do Caiuá, Santo Inácio, São Carlos do Ivaí, São João do Caiuá, São Manoel do Paraná, Tapira, Terra Rica e Vera Cruz do Oeste.

Foz do Iguaçu

De acordo com a prefeitura de Foz do Iguaçu, os ventos na cidade chegaram a 70km/h e derrubaram cerca de 100 árvores. Além disso, em alguns pontos foi registrada a queda de granizo e a Defesa Civil teve que atender a dezenas de solicitações de lonas plásticas para remediar danos causados aos telhados. Ao menos duas famílias cujas casas ficaram alagadas precisaram ser levadas para abrigos.

Os efeitos do temporal levaram, ainda,  a Secretaria Municipal de Saúde a suspender a vacinação prevista para hoje em cinco Unidades Básicas de Saúde (Vila C Velha, Vila C Nova, Porto Belo, Cidade Nova e São João). Nas demais, o atendimento à população ocorreu normalmente.

Levantamento de danos

“A Defesa Civil está realizando um levantamento completo da situação. O governador Ratinho Júnior está muito preocupado e me autorizou a orientar os prefeitos que sentirem necessidade real para que decretem estado de calamidade, pois assim poderemos liberar recursos para os municípios atingidos comprarem material de construção para as pessoas reconstruírem suas casas”, informou o secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, alertando para a previsão de mais chuvas nas próximas horas.

No total, o governo estadual contabiliza 384 pessoas atingidas e 32 desalojadas, das quais 16 permanecem em abrigos provisórios. Só no município de Moreira Sales, uma das 16 cidades paranaenses a registrar chuva de granizo, 70 casas foram bastante danificadas, deixando a 20 pessoas desalojadas.

Itaipu

As chuvas também causaram, ontem (23), o desligamento temporário de parte das unidades geradoras de energia elétrica da usina binacional de Itaipu, na tríplice fronteira Brasil-Argentina-Paraguai. Em nota divulgada esta manhã, a empresa informou que as linhas de transmissão foram religadas ontem mesmo. E que, salvo pela interrupção e a consequente redução momentânea da geração de energia, o temporal não prejudicou as instalações da usina, que já opera normalmente.

Apesar disto, o vertedouro da usina teve que ser momentaneamente aberto para compensar a diminuição do volume d´água lançado no Rio Paraná, de forma a manter o nível dentro dos limites de variação permitidos.

“O vertedouro permaneceu aberto pelo tempo e com valores de vazão estritamente necessários para compensar a redução parcial da geração”, informou a empresa, na nota. “À medida que a Itaipu foi sendo demandada para o restabelecimento da geração aos valores originais, a vazão vertida foi sendo diminuída até o completo fechamento do vertedouro, às 22h22 deste sábado.”

As linhas de transmissão afetadas conectam a usina ao Sistema Interligado Nacional (SIN) que, acionado, desligou automática e temporariamente as cinco das dez unidades geradoras do setor de 60 hertz de Itaipu.

 

Comentários

Brasil

PF prende foragido brasileiro procurado pela Interpol

Publicado

em

Acusado de homicídio foi deportado dos Estados Unidos

Sede da Polícia Federal em Brasília

A Polícia Federal prendeu hoje (3) um brasileiro procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) e foragido da Justiça de Minas Gerais, no instante de seu desembarque no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Minas Gerais.

De acordo com a PF, o fugitivo de 47 anos era policial militar, natural de Governador Valadares (MG) e acusado de homicídio qualificado pela morte de uma mulher com quem manteve relacionamento amoroso por cerca de quatro meses.

Segundo a Polícia Federal, o crime ocorreu em 25 de maio de 2011 em Governador Valadares, quando o assassino efetuou dois disparos contra a vítima. “Na manhã seguinte e na tentativa de dissimular a autoria do delito, o investigado acionou a Policia Militar, alegando que a vítima teria cometido suicídio durante a noite, sem que ele tivesse percebido”, informou a PF.

“Mediante solicitação da Representação da Interpol em Minas Gerais, a Justiça decretou, em 6 novembro de 2019, a publicação de difusão vermelha em desfavor do preso, que havia fugido para os Estados Unidos”, acrescentou a PF.

Escoltado por policiais federais americanos em voo fretado proveniente dos Estados Unidos, o deportado foi preso por policiais federais brasileiros assim que desembarcou no Aeroporto Internacional em Confins.

De acordo com a PF, o preso será conduzido para o Complexo Penitenciário Nelson Hungria em Contagem, onde ficará à disposição da 3ª Vara Criminal de Governador Valadares, e responderá por homicídio qualificado, cuja pena pode chegar a 13 anos de reclusão.

Comentários

Continue lendo

Brasil

STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados

Publicado

em

A análise da portaria foi iniciada ontem em plenário virtual

Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal – STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento da decisão que suspende a vigência de dispositivos da Portaria 620 do Ministério do Trabalho, que proibiu a demissão do trabalhador que não tiver tomado vacina contra a covid-19. A análise foi iniciada ontem (2) e estava prevista para durar uma semana no plenário virtual.

No dia 12 de novembro, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, atendeu ao pedido feito por partidos de oposição e suspendeu o dispositivo que proibia a exigência de comprovante de vacinação na contratação ou para continuidade do vínculo de emprego. Além disso, também ficou suspensa a parte da norma que considerou prática discriminatória a solicitação do cartão de vacinação e a demissão por justa causa pela falta do documento.

O caso foi levado para julgamento no plenário virtual, modalidade na qual os ministros depositam os votos eletronicamente, sem necessidade de reunião presencial. Após o relator e os ministros Alexandre de Morares, Edson Fachin e Cármen Lúcia votarem a favor da suspensão, o ministro Nunes Marques pediu destaque do processo, e o julgamento prosseguirá no plenário presencial. A data da retomada não foi definida.

Antes da decisão do Supremo, a norma do Ministério do Trabalho considerava que constitui “prática discriminatória a obrigatoriedade de certificado de vacinação em processos seletivos de admissão de trabalhadores, assim como a demissão por justa causa de empregado em razão da não apresentação de certificado de vacinação”.

 

Comentários

Continue lendo

Brasil

Brasil tem 11,4 mil novos casos de covid-19 e 283 mortes em 24 horas

Publicado

em

Total de pessoas infectadas pela doença sobe para 22,10 milhões

Movimentação de pessoas no centro da cidade no primeiro dia de flexibilização do uso de máscaras ao ar livre no Estado do Rio de Janeiro.

 

O balanço divulgado nessa quarta-feira (1º) pelo Ministério da Saúde registra 11.413 novos casos de covid-19 no Brasil, em 24 horas. Com isso, sobe para 22.105.872 o total de pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia no país. Desse total, 21.339.118 pessoas se recuperaram da doença.

As mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil somam 614.964. Em 24 horas foram notificados 283 novos óbitos. O balanço aponta ainda 151.790 pacientes em acompanhamento.

Os estados com mais mortes por covid-19 são: São Paulo (154.159), Rio de Janeiro (69.082) e Minas Gerais (56.234).

Boletim da Covid-19 de 1º de dezembro de 2021, divulgado pelo Ministério da Saúde
Divulgação/Ministério da Saúde

Vacinação

Segundo painel do Ministério da Saúde, até as 15h13 dessa quarta-feira foram registradas 312.414.788 doses de imunizantes aplicadas em todo o Brasil. O total de doses distribuídas aos estados e ao Distrito Federal chegou a 372.577.092.

Comentários

Continue lendo

Em alta