Pedaço de madeira localizado próximo ao corpo foi usado para matar.
Alexandre Lima
Manoel pode ter sido vítima de tocaia no ramal.

Encontra-se no Instituto Médico Legal (IML) na capital acreana, Rio Branco, o corpo do colono de Manoel de Figueiredo, de 50 anos, que foi localizado no Ramal do Prata, zona rural do município de Epitaciolândia, distante cerca de 10km da cidade, por volta as 5h00 deste domingo por terceiros.

As autoridades foram acionadas até o local e encontraram a vítima com sinais de espancamento, sendo que a maioria foi na região da cabeça, o que pode ter ocasionado um forte trauma, lhe levando a morte trágica no local.

Um pedaço de madeira com marcas de sangue foi localizado próximo ao corpo, levando a crer que foi usado para golpear a cabeça da vítima. As autoridades estão trabalhando com a hipótese de que, pelo ao menos duas pessoas possam ter cometido o crime.

Vítima teve maioria dos golpes na cabeça até sua morte.

Um suspeito está sendo procurado pela fronteira e nas redondezas do local do crime. Uma das hipóteses levantadas, pode ser que a vítima tenha sido vítima de uma tocaia, já que aconteceu uma atividade na Comunidade do Prata, promovida pela prefeitura.

Quando o mesmo estava voltando para casa, deve ter sido surpreendido e morto de forma trágica. Até a tarde deste domingo (19), nenhum suspeito havia sido localizado e preso.

Mais informações a qualquer momento.

Corpo de Manoel foi localizado nas primeiras horas deste domingo.
Autoridades policiais estão a procura de um suspeito.

Comentários