Conecte-se conosco

Extra

Coluna da Maria Coutinho – Falta o olhar humanizado

Publicado

em

Ramais destruídos

O Acre tem período invernoso intenso, isso não é novidade. A negligência para com os agricultores é fato, na medida em que o isolamento das comunidades rurais, confirma a realidade.

A humilhação social…

…dos agricultores é marcada por sua invisibilidade nos trabalhos intensos sem a merecida assistência. Ralam de domingo a domingo, faça chuva ou sol, vulneráveis, em condições insalubre e embora o corpo pese, não há tempo de trégua.

O inverno chegou…

…o mato fecha o ramal sinalizando perigo nas pontes e pinguelas frágeis. Atoleiros, erosões e valas disparam o alerta. Há perda de produção, acidentes, choro e desesperanças. As necessidades são muitas, a dor enorme e o martírio é estremo.

As condições de trafegabilidade…

…em muitos ramais chagam a zero no inverno. O acesso aos serviços essenciais fica dificílimo. Os colonos sobrevivem desafiando limites. O medo inventa a coragem, a fragilidade a resistência e a necessidade o estímulo.

Um dedo de prosa…

… com o agricultor aflige. Nesse universo camaleônico a sangria é ativa. A palavra de ordem é superação e as mudanças acontecem de acordo com a situação.

Aflição! Os relatos impressionam.

Quando adoecem…

… O socorro vem do céu. Os ramais obstruídos não oferecem condições para o trafego de veículos e os doentes são levados em redes ao atendimento médico.

Há pratica do escambo, (troca) no seculo XXI

A sobrevivência das comunidades rurais depende da ética existente entre eles, a solidariedade supera as barreiras, suprindo o mínimo das necessidades. Trocam diárias, alimentos, remédios, etc.

O êxodo rural…

…, o cinturão de miséria, a violência, mendicância, subemprego, dependência química, etc., vem carregado de ausência de políticas voltadas ao agricultor.

Transparência é tudo!  Quando a marmota é grande desperta curiosos.

Tem ramais quase intrafegáveis em Brasiléia.

 Os pequenos produtores esperaram os benefícios durante o verão, mas as maquinas exibidas nas ruas da cidade com fogos e burburinho grandioso desapareceram.

Em meio ao caos eles querem saber…

… o paradeiro dos tratores que desfilaram na Av. de Brasiléia. “Atolaram ou continuam alérgicos aos endereços pobres?”

Quais os critérios seletivos…

…para o apoio tecnológico, abertura e manutenção dos ramais, pontes, açudarem, agradarem…?

Direito não se pede, se exige!

A tutela municipal.

O gestor que pratica ações justas firma seu compromisso em contribuir para a construção de uma sociedade mais igualitária. Reconhecer a honradez do trabalhador que vive no afã de dias melhores é garantir qualidade de vida.

Comentários

Extra

Jovem escapa da morte após atropelar cavalo e de ser atropelado em seguida na BR 317

Publicado

em

Uma história para ficar na história e no registro do Corpo de Bombeiros do 5º Batalhão localizado em Epitaciolândia. Era por volta das 18 horas desta sexta-feira, dia 30, quando um motociclista transitava pela BR 317, já no km 4 chegando em Epitaciolândia.

Segundo foi levantado pelos socorristas, J. P. E da S., de 21 anos, foi surpreendido por animal (égua talvez), que cruzou a pista no momento em que passava e sem ter como evitar, se chocou e caiu na estrada batendo o ombro no asfalto, o fazendo sentir muita dor e sem ter como se levantar.

Coincidentemente, um homem que caminhava pela estrada tomando ‘água que passarinho não bebe’, viu o jovem caído e o puxou para fora da estrada. Foi quando de repente, uma caminhonete passou por cima da moto a destruindo completamente e seguiu em frente, talvez apavorado achando que havia atropelado alguém.

Foi quando a equipe de socorristas do Corpo de Bombeiros foi acionada até o local e prestou os primeiros socorros. O jovem não apresentava ferimentos graves, a não ser a luxação no ombro e se recusou ser levado para o hospital.

Logo em seguida, o dono do animal chegou no local e disse que havia levado o mesmo para ‘cruzar’ em propriedade do vizinho, mas, que teria fugido e causado o acidente que terminou em tragédia.

O caso será avaliado pelos Policiais Rodoviários Federais (PRF), que foram acionados até o local. O animal também fugiu do local do acidente.

Comentários

Continue lendo

Extra

Bombeiros do Acre resgata corpo de jovem que morreu em açude no Peru

Publicado

em

Atendendo a solicitação do prefeito do município de Iñapari, situado na fronteira com o Assis Brasil (Acre), senhor Abraham Cardoso, uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros do 5º Batalhão sediado em Epitaciolândia, para que ajudassem no resgate do corpo de um jovem de 18 anos que teria se afogado em um açude localizado a 30km da fronteira, por volta das 14 horas do dia 28, na quarta-feira.

Segundo foi informado, um grupo de amigos teriam se deslocado da cidade de Porto Maldonado, para passar o dia na fazenda se divertindo. Em dado momento, após utilizar uma corda para cair no açude, o jovem Tanapari Ribeira, de 18 anos, teria sentido câimbras e pedido socorro.

Por estarem brincando, alguns não teriam acreditado que o mesmo estaria se afogando, foi quando o jovem afundou e não foi mais visto. Apesar de buscas no local por populares, não conseguiram localizar o corpo do jovem até a manhã desta quinta-feira (29), quando chegou a equipe dos bombeiros no local.

No local, autoridades polícias, familiares e a guarnição montaram estratégias de buscas com o dia de muita chuva, iniciando os mergulhos nas proximidades onde foi repassado as informações.  Após duas horas de buscas o corpo do jovem foi encontrado numa profundidade de 5 metros, sendo retirado da água e entregue as autoridades polícias do Peru.

Após o resgate do corpo, a equipe de policiais peruana ficou no local para aguardar as autoridades do Ministério Público do País para registrar os fatos e levar o corpo ao IML de Maldonado.

Comentários

Continue lendo

Extra

Homem é preso após parar veículo com drogas ao lado de viatura da PF e Gefron em Epitaciolândia

Publicado

em

Nessa quinta-feira, dia 29, por volta das 12 horas, agentes da Polícia Federal, em parceria com o GEFRON, apreendeu aproximadamente 39kg de entorpecentes, na BR 317, já saída de Epitaciolândia com destino à Rio Branco, capital do Acre.

A equipe de policiais estava fazendo rondas para combater crimes eleitorais e parou em um posto de gasolina para abastecer sua viatura. Logo em seguida, um Honda Civic cinza escuro estacionou próximo à viatura e a equipe policial sentiu um odor muito forte quando o motorista abriu a porta do veículo.

Foi quando os policiais viram pacotes escuros no banco traseiro e decidiram realizar a abordagem do veículo, onde encontraram grande quantidade de tabletes de drogas.

Foram apreendidos 17kg de substância análoga a maconha (skunk) e 22kg de substância análoga a cocaína.

O condutor foi preso em flagrante delito por tráfico internacional de drogas. O veículo e os entorpecentes foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia, para realizar os procedimentos legais.

O condutor foi autuado por tráfico de drogas (art. 33 da Lei 11.343/2006) e será encaminhado ao Presídio, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Comentários

Continue lendo

Em alta