Conecte-se conosco

Geral

Coluna do Evendro: Alguns empresários e ex-comissionados querem empurrar Jorge Viana para o Governo; lembra Flaviano em 2002

Publicado

em

Evandro Cordeiro

O ex-senador Jorge Viana é a fagulha acesa que o PT tem. Isso é fato. Ninguém da finada Frente Popular sobreviveu com algum fôlego como ele. Agora empurra-lo para a disputa do Governo seria estabelecer um fim de carreira antes do tempo. A renitência de alguns empresários e ex-comissionados lembra muito o que fizeram com Flaviano Melo em 2002, quando ele era prefeito de Rio Branco e gozava de ótima popularidade. Empurraram ele para o Governo, depois o abandonaram, por pouco não o enterrando de vez. JV de vez em quando dar umas viajadas, escreve uns textos poéticos lembrando o passado, mas é apenas para empolgar um ou outro militante. Ele sabe que sem a máquina na mão, só ficam os fiéis, que em política a gente conta nos dedos. Acho que ele não vai não.

Chapas proporcionais

O PT precisa é de muita força para formar suas chapas de federal e estadual. Sob pena de passar outra amargura, como em 2018 e 2020. E JV tem o Senado para pensar em brigar.

Poucas sessões

Em um município próximo a Rio Branco os vereadores fazem uma sessão por semana e ainda estariam pensando em diminuir esse ritmo. Nesta terça, 10, levantaram proposta idêntica na Câmara de Rio Branco. O vereador Emerson Jarude (MDB), meio independente, aloprou.

Coligações

A Câmara Federal deve votar essa semana as PECs do distritão e a volta das coligações. Se passar estará declarada a volta da velha sacanagem, que são as coligações proporcionais, onde se aluga candidato de 80, 100 votos.

Quem será?

Todo mundo perguntando quem será o senador do governador Gladson Cameli (Progressistas) em 2022. Corri perguntar ao Alysson Bestene, o homem que resolve as coisas no Estado, e estar sempre com o governador. Ele também não sabe. Se o Alysson não sabe, eu é que bem não sei.

Bicuda

A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT), é de uma beleza brejeira. Passa o dia recebendo elogios por isso. Mas anda feia esses dias. Anda bicuda.

Ele não vai não

“O papai tá velho. Tenho que cuidar de nossas coisas”. Resposta do ex-deputado federal Júnior Betão, ao ser convidado para disputar as eleições de 2022.

Obras grandes

O que já tem de obras em andamento no Acre reelegeria o governador Gladson Cameli (Progressistas), mas, ansioso como é, não tem outra conversa a não ser sobre as grandes e estruturantes que vai licitar até setembro, entre estas os viadutos.

Zero três

Depois do professor Alcione, que é o zero dois, no staff da campanha de Petecão (PSD) ao Governo já tem o zero três: o fisioterapeuta Jeferson Mendonça. Além de aliado de primeira hora, sua eleição para estadual é tida como certa. Mendonça merece esse mandato faz tempo.

Bispa aglomerando

Antônia Lúcia (ainda no PL) está aglomerando peças importantes ao seu redor visando sua campanha para federal em 2022. O último grande fechamento foi com o grupo do pastor Pedro Abreu, recém-reeleito presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus ligada ao pastor Zé Weliton. No grupo está o genro de Abreu, Jairo Carvalho, ex-deputado estadual se mexendo para voltar.

Da igreja não

Ex-vereador da capital, Ismael Muniz informou à coluna que vai, sim, disputar as eleições para deputado estadual em 2022, mas não como representante da igreja Assembleia de Deus, ministério Rio Branco, comandada pelo pastor Luiz Gonzaga. Ele tem a bênção do pastor apenas como ovelha.

Saem do MDB

Três saídas praticamente certas do MDB: as do senador Márcio Bittar, do deputado estadual Roberto Duarte e do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim.

Sai levando gente

Se deixar o Avante, o danado Manoel Roque esvazia o partido. Como um dos melhores dirigentes de partidos do Acre, Roque consegue fazer grupos fiéis dentro das siglas e esse povo sempre o acompanha.

Quarta via

Bom advogado, obreiro presbiteriano, Robson Aguiar de Souza, novo presidente do PSC, sigla que estava nas mãos do ex-deputado Jamyl Asfury, está sendo peitado para disputar o Governo. Ele treme nas bases quando é chamado para discutir o assunto.

De olho

Tem parlamentar do Acre que prefere investir na imprensa de fora. O nome deles circula bem nos grupos de imprensa daqui.

Calma

“Estou bem tranquilo. As coisas acontecem na hora certa”. Do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (MDB), perguntado sobre o futuro da filha, a deputada federal Jéssica Sales (MDB).

Sereno

Diretor geral do Iapen, o advogado Arlenilson Cunha recebeu com tranquilidade a polícia Civil na manhã desta terça. Os agentes fazem uma investigação sobre os contratos com empresas de alimentação. Segundo ele, foi a melhor coisa que aconteceu. “Só assim ninguém poderá mais ficar levantando dúvidas”, disse à coluna.

Comentários

Geral

No lançamento do mutirão de cirurgias, deputado Nicolau Júnior destaca parceria entre governo e Aleac

Publicado

em

Cinco mil pessoas que estão na fila de espera por cirurgias eletivas na redes estadual de saúde vão entrar no centro cirúrgico nos próximos seis meses Na manhã desta terça-feira (17), o governador Gladson Cameli, a secretaria de saúde Paula Mariano, o presidente da Fundhacre, Joa Paulo Silva e o presidente da ALEAC, Nicolau Júnior, lançaram o mutirão de cirurgias que começa ainda esse mês.

Pelo cronograma serão realizadas cirurgias vascular, urologia, ginecologia, vascular, otorrinolaringologia, pediatria, mastologia, cabeça e pescoço.

“Estou ansiosa porque finalmente vou sair da fila de espera”, comemorava a autônoma Rosely Oliveira, de 43 anos, que mora na cidade do Povo e aguarda o procedimento desde 2018.
Depois de assinar o termo de autorização para as cirurgias, o governador Gladson fez questão de agradecer ao apoio que recebeu da Assembléia Legislativa para a realização dos procedimentos.

“O apoio da Assembléia é de cem por cento. O deputado Nicolau Júnior em particular tem sido um mais do que um parceiro, um amigo da saúde. Sou grato a todo o apoio que ele tem nos garantido”, disse.

O presidente da ALEAC agradeceu a manifestação do chefe do executivo e assegurou que todas as ações do Estado terão o apoio do parlamento estadual.
“Estamos alinhados com o governo porque as ações estão acontecendo. Atuei diretamente para que esse mutirão acontecesse e hoje estou muito feliz em participar do evento que homologa essa iniciativa”, disse o deputado.

Comentários

Continue lendo

Geral

Com a chegada da frente fria, governo inicia campanha de doação de agasalhos

Publicado

em

Com as previsões que indicam uma forte friagem para todo o estado nesta semana, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM), em conjunto com o Gabinete da Primeira-Dama, inicia a campanha Doe Agasalhos – Solidariedade Aquece, de recolhimento e doação de roupas quentes.

Convidando a população a ser solidária, o Estado está recebendo doações para serem repassadas para pessoas em situação de vulnerabilidade social que necessitam de agasalhos e cobertores para se aquecerem no período de frio.

Em Rio Branco, a sede da SEASDHM é o ponto de arrecadação da campanha, na Avenida Nações Unidas, nº 2731, no bairro Estação Experimental. Já em Cruzeiro do Sul, o ponto de coleta se localiza na Avenida 25 de Agosto, nº 1042, no bairro 25 de Agosto.

No caso de dúvidas e  mais informações, acesse, por meio do Whatsapp, o plantão de doação: (68) 99215-5975.

Comentários

Continue lendo

Geral

Homem que matou adolescente por integrar facção rival é condenado a 23 anos de prisão

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio da 16ª Promotoria de Justiça Criminal junto à 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco e Auditoria Militar, obteve a condenação do réu Uerli de Oliveira Mota pela morte do adolescente Eliomar da Silva Barbosa, ocorrida em janeiro de 2017, às margens da Estrada Transacreana. Atuou no júri o promotor de Justiça Teotônio Rodrigues Soares.

Conforme a denúncia do MPAC, o adolescente estava em sua residência quando o réu chegou. No local, Uerli indagou se ali funcionava uma boca de fumo, dizendo ser integrante de uma organização criminosa, ao que a vítima respondeu que “colava” com a referida facção e que “aqui estamos em casa”. O réu então pediu um copo d’água a Eliomar, com o objetivo de afastar a possibilidade de resistência da vítima, que acreditou se tratar de um colega de ação delitiva.

Ainda do lado de fora da residência, ao devolver o copo, Uerli sacou um revólver e atirou na vítima, que ainda tentou correr, mas foi alvejada na nuca. O réu ingressou na casa e efetuou mais um disparo, agora com a vítima ao chão. De posse de uma faca, ainda riscou o tórax da vítima com as iniciais da organização criminosa à qual era filiado e, em seguida, fugiu do local em uma moto.

Preso, o réu confessou a autoria do crime e alegou que o motivo seria a guerra entre facções. O Júri acolheu a tese do MPAC e Uerli foi condenado a uma pena de 23 anos e 8 meses de reclusão, em regime inicial fechado, por homicídio duplamente qualificado e por integrar organização criminosa.

Comentários

Continue lendo

Em alta