Conecte-se conosco

Cotidiano

Com aumento no número de casos, governadora em exercício reforça necessidade de imunização contra a covid-19

Publicado

em

“Vacinar é a nossa salvação”, afirmou a governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, durante reunião que tratou sobre as estratégias adotadas pelo do governo do Estado para o enfrentamento da chamada terceira onda da pandemia de covid-19, no Acre.

Diante do aumento dos casos de Covid-19, governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, reforçou o pedido para que a população se imunize Foto: Marcos Vicentti/Secom

Desde os primeiros dias do ano, o número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus tem registrado aumento em todas as regiões do estado. Simultaneamente, as notificações de síndromes gripais também cresceram, provocando lotação nas unidades públicas hospitalares.

Diante do atual cenário, o governo acreano reforçou sua estrutura para atender a população. Segundo Waldirene Cordeiro, todos os esforços estão sendo feitos no sentido de assegurar assistência necessária aos pacientes. A gestora aproveitou a oportunidade para enfatizar a necessidade do ciclo vacinal completo para que a pandemia seja superada de uma vez por todas.

Reunião realizada nesta quinta-feira, 13, tratou sobre as estratégias do Estado no enfrentamento à covid-19 e surto de síndromes gripais Foto: Marcos Vicentti/Secom

“A maioria das pessoas que está nos hospitais ainda não se vacinou. A vacinação é o que está a nos salvar. É importante ainda mantermos o uso de máscara, lavar as mãos, manter o distanciamento social e demais cuidados necessários”, frisou.

O encontro realizado nesta quinta-feira, 13, na sala de reuniões da Casa Civil, em Rio Branco, discutiu a possibilidade de regressão para a Bandeira Laranja em todas as regionais do estado. Nesta faixa classificativa, uma série de medidas restritivas entra em vigor para conter a proliferação do vírus. O pedido será analisado pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Doses para público infantil chegam hoje ao Acre

Nesta noite, o governo receberá 7,2 mil doses do Ministério da Saúde, que serão destinadas, exclusivamente, para crianças entre 5 e 11 anos de idade. A distribuição dos imunizantes produzidos pela farmacêutica Pfizer aos municípios será feita pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI), a partir desta sexta-feira, 14.

Secretária de Saúde, Paula Mariano, confirmou a para esta noite a chegada do primeiro lote de vacinas para imunizar o público infantil Foto: Marcos Vicentti/Secom

No Acre, a meta é alcançar um público estimado em 120 mil pessoas. De acordo com a gestora da pasta, Paula Mariano, o Estado planeja organizar mutirão na capital para auxiliar a vacinação entre o público infantil. O local escolhido foi o bairro Cidade do Povo, no Segundo Distrito da cidade.

“Sabemos que a responsabilidade da vacinação é dos municípios, mas o momento pede a união de todos para que possamos sair logo desta pandemia. Definimos a Cidade do Povo como um local estratégico e, em breve, anunciaremos a data deste mutirão”, declarou.

Comentários

Cotidiano

Mega-sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 16 milhões

Publicado

em

Números sorteados foram 15, 17, 20, 35, 37 e 43.

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.444 da Mega-sena, sorteadas nesse sábado (15) em São Paulo. Os números foram 15, 17, 20, 35, 37 e 43.

O sorteio foi realizado no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê. A estimativa para o próximo concurso, na quarta-feira (19), é de R$ 16 milhões.

Acertaram a quina 58 apostadores que vão receber, cada um, R$ 30.313,67. A quadra teve 3.161 ganhadores, com prêmio individual de R$ 794,59.

As apostas podem ser feitas até as 19h nas casas lotéricas, no portal Loterias Caixa e no app Loterias Caixa. Clientes do banco podem usar o Internet Banking Caixa.

O valor da aposta simples é R$ 4,50.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Auxílio-Gás e Auxílio Brasil serão pagos a partir desta terça-feira

Publicado

em

Para receber o benefício não há necessidade de realizar inscrição

O Auxílio-Gás será pago pelo Governo Federal a pessoas em situação de vulnerabilidade social, o valor oferecido é de R$ 52,00. A partir desta terça-feira (18), 5,4 milhões de famílias no país vão receber o benefício junto com o Auxílio Brasil.

Para que o pagamento seja realizado, será levado em conta o número final do NIS (Número de Identificação Social). O pagamento será realizado até 31 de janeiro.

Na quinta-feira (13), Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, confirmou o pagamento do auxílio gás juntamente com o Auxílio Brasil.

Para receber o benefício não há necessidade de realizar inscrição. As famílias foram selecionadas pelo Ministério da Cidadania, conforme os critérios do programa.

Os cartões que os beneficiários usam para sacar o Auxílio Brasil também poderão ser utilizados para também sacar o auxílio-gás. O valor poderá ser sacado nas agências da Caixa Econômica Federal, lotéricas, e nos correspondentes Caixa Aqui.

Para pessoas que são usuárias do Caixa Tem também vão movimentar os recursos recebidos do auxílio-gás. O beneficiário terá 120 dias para retirar o dinheiro.

De acordo com o governo, o auxílio-gás corresponde a 50% da média do preço cobrado pelo botijao de gás de 13kg (GLP). O benefício será liberado a cada dois meses.

Critérios para receber o dinheiro

Somente receberão o benefício as pessoas que já estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico).

Ter renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 600) por pessoa.

Também poderá receber a pessoa que tiver na família um integrante que seja beneficiado pelo BPC (Benefício de Prestação Continuada) no valor de R$ 1.212 (um salário mínimo).

O BPC pode ser recebido por idosos a partir dos 65 anos ou deficientes de baixa renda.

 Calendário do Auxílio Brasil

  • NIS dígito final 1 – 18 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 2 – 19 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 3 – 20 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 4 – 21 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 5 – 24 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 6 – 25 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 7 – 26 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 8 – 27 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 9 – 28 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 0 – 31 de janeiro de 2022

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Saúde do Acre realizou mais de 4.700 atendimentos cirúrgicos em 2021 no Pronto-Socorro

Publicado

em

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), realizou no último ano 4.798 cirurgias no Pronto-Socorro (PS) de Rio Branco, o maior hospital do estado, e referência em atendimento de algumas especialidades médicas.

A secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, afirma que esses números são um ponto positivo para a pasta, e mostram o compromisso do governo com a população. “Nosso objetivo é alcançar o maior número de pessoas possível com as políticas de saúde pública. Esse atendimento à demanda de cirurgias no Pronto-Socorro mostra que evoluímos muito na Saúde do Acre entre 2020 e 2021, e nossa meta para esse ano é continuar com o bom trabalho da gestão”.

Saúde registra aumento no número de atendimentos cirúrgicos entre 2020 e 2021. Foto: Odair Leal/Sesacre

Se comparado ao ano de 2020, em 2021 houve um aumento de 35,5% no número de atendimentos cirúrgicos, totalizando 3.540. A maior procura é por atendimentos de ortopedia, que somam ao longo de 12 meses mais de 2.600 cirurgias realizadas.

“O esforço de toda a equipe é para servir à população que necessita dos nossos serviços da melhor maneira, e o aumento de atendimentos cirúrgicos reforça esse nosso compromisso”, afirma a gerente-geral do PS, Carolina Roque.

A gestora ressalta, ainda, que as equipes são treinadas e capacitadas para os atendimentos de urgência e emergência, e têm como meta oferecer um serviço de qualidade, seriedade e responsabilidade para a população.

“Buscamos a cada dia que passa melhorar os nossos serviços. Esse aumento no número de atendimentos mostra que estamos no caminho certo”, conclui Roque.

Comentários

Continue lendo

Em alta