O deputado Ney Amorim, presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), e também um dos grandes defensores pela criação de projetos e iniciativas de incentivo à vida, prática de esportes e combate às drogas, manifestou a sua satisfação pelo início dos trabalhos do 1º Fórum de Debates: Soluções para a Violência sob o Olhar das Vítimas, ocorrido nesta sexta-feira, 29, no Poder Legislativo.

A iniciativa do evento acontece em parceria com a presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, deputada Eliane Sinhasique, que também tem promovido ações em todo Estado para discutir sobre o combate às drogas e à violência.

Ney Amorim é um dos maiores defensores desses debates que, no seu entendimento, podem colaborar por um estado mais ordeiro, com mais políticas sociais, educativas e desportivas que possam ajudar na redução de todos os tipos de violência contra a população.

Para ele, que já apoia diversos projetos de socialização nos bairros periféricos, principalmente com relação às associações de moradores, e prática de diferentes modalidades no esporte, é preciso preservar as famílias, levando mecanismos que ajudem a manter seus filhos longe das drogas.

“Quando abraçamos essa causa, foi pensando nas famílias, desde a mais humilde que está lá na periferia e talvez, a que mais sofre com a violência, até todos aqueles que padecem com esse mal. Todos nós, indistintamente, precisamos viver melhor e nada mais coerente do que traçarmos políticas públicas de bem-estar, evitando que nossa juventude seja levada para esse caminho”, ressalta Ney Amorim.

Como é pré-candidato a uma das vagas ao Senado da República, Ney teve de se ausentar do estado por força da lei. No entanto, recebeu diversos elogios de representantes de instituições irmanadas com a questão, e que participaram da abertura do Fórum na Aleac. Entre elas, Eva Evangelista, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Acre. Ela enalteceu a iniciativa e mencionou a religião como uma das instituições fundamentais para a diminuição da violência e o combate às drogas.

“Trago, em nome do Tribunal de Justiça, a admiração e o respeito pelo Poder Legislativo Estadual e cumprimento o deputado Ney Amorim por estabelecer esse debate nesta Casa. Além da justiça e da polícia atuando nesse problema, as religiões têm um papel extraordinário de proporcionar a cultura de paz através da palavra de Deus”, disse Evangelista, na condição de presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre.

O maior objetivo do Fórum é apresentar propostas que ajudem a diminuir os índices de criminalidade no Estado. Ney, que desde o seu primeiro mandato tem promovido as mais diversas ações em prol do esporte e de combate as drogas, destacou que continuará trabalhando para que cada vez mais jovens sejam resgatados do mundo das drogas e reestabeleçam suas vidas.

“Combater as drogas é incentivar a vida. Vejo na religião, na educação e no esporte, possibilidades ímpares de salvar nossos jovens. Sou de um bairro periférico e vi muitos amigos se perderem para esse mal. Aquilo me deixava muito triste. Eu prometi a mim mesmo que tudo que pudesse fazer para evitar que novas vidas fossem ceifadas e famílias destruídas, eu o faria, e para isso tenho trabalhado todos os dias”, concluiu.

Comentários