Conecte-se conosco

Acre

Combustível começa a faltar na capital; PRF relata bloqueios em 13 pontos em Rondônia

Publicado

em

A grande procura começou na noite desta quarta-feira (8), após os caminhoneiros bloquearem a BR-364, em algumas cidades de Rondônia.

Com rondoniagora.com

Em alguns postos de combustíveis de Porto Velho já começou faltar gasolina comum nas bombas de abastecimento, desde o início da manhã desta quinta-feira (9).

a reportagem visitou vários postos de combustíveis na Zona Leste, Sul e região central de Porto Velho. Grande parte dos locais visitados, e que ainda possui gasolina, o jornal foi informado que o combustível dura somente até hoje.

A grande procura começou na noite desta quarta-feira (8), após os caminhoneiros bloquearem a BR-364, em algumas cidades de Rondônia. O manifesto é em apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Em um posto de combustível, localizado na Avenida Mamoré com 7 de Setembro, a gasolina acabou ainda nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, sem previsão para o reabastecimento.

Ainda na Avenida Mamoré com Raimundo Cantuária, a gasolina comum deve durar até o início da noite de hoje, também sem previsão para o reabastecimento, segundo a gerência. A placa anuncia a gasolina por R$ 5,58.

Na Avenida José Amador dos Reis, não há mais gasolina de nenhum tipo, somente etanol. Em outro posto de combustível, na Raimundo Cantuária, a gasolina acabou ainda de manhã, e a placa anunciava o valor de R$ 6,05.

Ainda na manhã desta quinta-feira, um posto de combustível, localizado na Avenida Jatuarana com Geraldo Siqueira, também precisou suspender o atendimento por falta de combustível, que estava sendo vendido por R$ 6,09.

Em outro posto na Raimundo Cantuária, no Bairro Agenor de Carvalho, a gasolina acabou nesta manhã, que era vendida por R$ 6,09.

Na Avenida Rio de Janeiro com Prudente de Morais, a gasolina comum também está em falta, oferecendo apenas gasolina aditivada, anunciada por R$ 6,30.

Na Avenida Amazonas, a gasolina comum acabou nesta manhã, restando somente aditivada, os dois tipos anunciados por R$ 6,05.

Mais locais bloqueados

Na tarde desta quinta-feira a PRF atualizou a lista de locais bloqueados por simpatizantes de Bolsonaro no Estado. Já são 13 pontos parciais e um total. Confira:

Segue a lista de rodovias federais em Rondônia com interdições por manifestantes para trânsito de veículos de carga:

?️BR-364:

Km 05 (Vilhena) – BLOQUEIO ?
Km 19 (Vilhena) – BLOQUEIO ?
Km 234 (Cacoal) – BLOQUEIO ?
Km 305 (Presidente Médici) – BLOQUEIO ?
Km 337 (Ji-Paraná) – BLOQUEIO ?
Km 387 (Ouro Preto) – BLOQUEIO ?
Km 425 (Jaru) – BLOQUEIO ?
Km 514 (Ariquemes) – BLOQUEIO ?
Km 563 (Cujubim) – BLOQUEIO ?
Km 691 (Candeias do Jamari) – BLOQUEIO ?
Km 789 (Jaci Paraná) – BLOQUEIO ?

?️BR-435:

Km 120 (Cerejeiras) – BLOQUEIO ?

?️BR-421:

Km 56 (Monte Negro) – INTERDIÇÃO ?

A PRF está presente nestes locais para monitorar a manifestação, proteger a vida, negociar e garantir a mobilidade nas rodovias federais.

? BLOQUEIO: Impedindo passagem apenas de veículos de carga.
? INTERDIÇÃO: Impedindo passagem de quaisquer veículos.
? CONCENTRAÇÃO: Não impede passagem de veículos.

⏱️ Atualizado às 16h19 do dia 09/09/2021.

Comentários

Acre

Quase 50 kg de cocaína são apreendidos neste final de semana no Acre

Publicado

em

Neste final de semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Acre apreendeu 49,34 kg de drogas em duas ocorrências distintas, uma no município de Xapuri/AC, em frente à Unidade Operacional (Uop) recém reinaugurada, e outra no município de Acrelândia/AC, quase na divisa com o estado de Rondônia.

Na ocorrência de Sábado à noite, que foi uma operação integrada com o Grupo Especial de Fronteira do estado do Acre (GEFRON) e que contou com informações passadas pela Polícia Federal no Acre, um veículo de passeio com apenas um ocupante foi parado para fiscalização em frente à Uop de Xapuri. Durante as buscas no interior do veículo foram descobertos 16 pacotes com substância com característica de pasta base de cocaína, com um peso total de 20,7 kg. Feito o teste preliminar de verificação, a reação foi positiva para entorpecente. Assim, o condutor do veículo, a droga e seus pertences foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Epitaciolândia.

Na segunda ocorrência, neste Domingo, menos de 24 horas após a ocorrência de Xapuri, um outro veículo que se dirigia para a divisa do estado do Acre com Rondônia foi apreendido. Dentro do automóvel havia um compartimento preparado, visando escapar de fiscalização, com diversos tabletes com substâncias com aparência de cloridrato de cocaína (pesando no total 26,5 kg) e pasta base de cocaína (pesando 2,14kg). A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal em Rio Branco para as providências legais pelo enquadramento de tráfico de drogas.

Comentários

Continue lendo

Acre

Comando Geral emite nota sobre o caso do sargento que atirou em estudante de medicina

Publicado

em

Paulo César Gomes da Silva, Coronel PM do Acre, durante sua posse no comando da Instituição – Foto/Divulgação

O Comando Geral da Polícia Militar do Acre acaba de divulgar uma nota de esclarecimento sobre o caso do sargento Erisson Nery, acusado de atirar por duas vezes contra Flávio Endres de Jesus Ferreira, 30 anos que está internado no Pronto Socorro de Rio Branco.

Na publicação, o Comando Geral informa que está apurando disciplinarmente os fatos e que adotará as medidas disciplinares cabíveis, ficando sob responsabilidade da Polícia Civil a apuração criminal.

Veja a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre os fatos envolvendo os policiais militares Sargento Erisson Nery e Sargento Alda Radine, no município de Epitaciolândia, na noite deste sábado, 27, a Polícia Militar do Acre (PMAC) informa que está apurando disciplinarmente os fatos e tomará as medidas disciplinares pertinentes e que a apuração criminal caberá à Polícia Civil.

Esclarece que até o presente momento o policial militar Sargento Erisson Nery ainda não foi localizado, nem tampouco se apresentou, no entanto a PM continua em diligências com o fim de localizá-lo.

A instituição reafirma que não compactua com ações que firam as normas legais ou que contrariam os valores castrenses seguidos pela corporação ao longo de sua história.

Atitudes tomadas por quaisquer membros da corporação no âmbito de suas vidas institucional, e devem ser apuradas à luz do que determina a legislação.

Rio Branco-AC, 28 de novembro de 2021.

Paulo César Gomes da Silva – Coronel PM
Comandante-Geral da PMAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Terremoto deixa igrejas em ruínas, casas desabadas e estradas destruídas no Peru

Publicado

em

O terremoto do magnitude 7.5 registrado neste domingo, 28, as 6:00 horas da manhã deixou pelo menos duas pessoas feridos e 75 pessoas afetados pelo ocorrido.

Os feridos foram registrados nas províncias de Luya e Chachapoyas. Até o momento, não há relatos de fatalidades como resultado do terremoto.

Um morador explicou que as casas atingidas são construídas principalmente em adobe e que a maior parte das casas na selva estão “dispersas” . “Felizmente, há apenas danos às casas, não à saúde”, disse ele .

De acordo com o relatório do Indeci , no distrito de Valera, província de Bongará (AM), foram registradas 30 pessoas afetadas; 10 no distrito de Cajaruro, província de Utcubamba; 25 na província do Alto Amazonas; e 10 na província de Chachapoyas.

Como recorde-se, segundo o IGP, o terremoto ocorreu às 05h52 e o epicentro localizou-se 98 quilômetros a leste do distrito de Santa María de Nieva, província de Condorcanqui (Amazonas).

O terremoto teve uma profundidade de 131 quilômetros e atingiu a intensidade de VII. Os primeiros relatórios indicam danos materiais nos distritos de Valera, San Jerónimo e Leimebamba.

Foi relatado o colapso de várias estruturas após o terremoto. Uma delas foi a torre da igreja no distrito de La Jalca, que desabou após o terremoto.

 

O internauta @ sergiobucks93 capturou um vídeo do momento preciso do terremoto em Juanjuí, que também causou falta de energia, embora não haja relatos de feridos ou vítimas que se arrependam.

 

 

Por outro lado, o distrito de La Jalca desabou a torre de 14 metros de altura da igreja local devido à intensidade do terremoto. Vídeos circularam nas redes sociais logo após o colapso.

A construção, datada do século 16, é considerada Patrimônio Histórico do Peru. Foi o templo cristão mais antigo da região, pois está ligado à primeira fundação da cidade de Chachapoyas, em 1538.

 

 

 

Posteriormente, mais danos materiais foram registrados na região amazônica como resultado do terremoto, o mais forte até agora neste ano.

 

 

O prefeito do distrito de Jalca Grande em Chachapoyas, Walter Culqui, informou que após o terremoto de magnitude 7,5 ocorrido esta manhã em Santa María De Nieva, na província de Condorcanqui, região do Amazonas , pelo menos 70% das residências foram afetadas em seu distrito, bem como três pessoas levemente feridas.

“É uma cidade histórica, as casas são feitas de barro, pedra. Há 70% de dano aqui. Somos mais de 3.000 famílias e temos 70% dos afetados ”, disse ao RPP Notícias. Ele acrescentou que sítios arqueológicos muito importantes na região desabaram devido ao forte terremoto, como a igreja de La Jalca Grande.

Ele indicou que as autoridades estão visitando bairro por bairro para determinar a magnitude das perdas materiais e danos na área. “Estamos olhando os escombros, estamos vendo danos pessoais. Até agora temos três feridos. Devemos agradecer a Deus que tenha sido de madrugada porque as pessoas estão saindo para o trabalho agrícola, para os mercados ”, disse.

Sobre os feridos, o prefeito Culqui explicou que são menores e foram atendidos no posto de saúde. “(Eles têm) arranhões, inchaços”, disse ele .

Em outro momento, o governante solicitou o envio de maquinários ao seu distrito para a movimentação de entulhos decorrentes do desabamento de casas, bem como para a manutenção de estradas que estavam intransitáveis.

“Relata um acesso que foi afetado, há um quilômetro de desabamento. As estradas desabaram ”, disse ele .

O registro do terremoto foi sentido pela região norte do Brasil, Equador, colômbia e Peru.

 

Referencia de: El Comercio

Comentários

Continue lendo

Em alta