Conecte-se conosco

Cotidiano

Como parte da Semana Nacional de Museus, estudantes conhecem coleção de objetos raros

Publicado

em

Em visita guiada à Casa Museu, alunos tiveram contato com itens que contam a história da colonização do Acre e seu antigo papel como maior produtor mundial de borracha; atividade integra programação do TJAC na SNM

Como parte da programação do TJAC durante a 20ª Semana Nacional de Museus, alunos do Colégio Militar Estadual Tiradentes realizaram visitas guiadas, na tarde dessa segunda-feira, à Casa Museu, localizada na Chácara Ipê.

O local, que é integrado ao Centro Cultural Palácio da Justiça, proporciona aos visitantes um verdadeiro mergulho no tempo e na história não só do Acre e sua colonização, mas também do mundo da época, em especial, da II Guerra Mundial, período trágico e que deixou marcas indeléveis na Humanidade.

Isso porque, no local, os visitantes encontram itens como capacetes de combatentes, fuzis (não funcionais), munição para obuses (não funcional), equipamentos transmissores e até mesmo um antigo veículo alemão, provavelmente utilizado no transporte de tropas, que foi localizado no Vale do Juruá, trazido para a capital e restaurado para que pudesse ser uma das atrações da Casa Museu.

Para a estudante Maria Beatriz, 16, todos os objetos guardam relação entre si, considerando o papel do Acre de principal produtor da borracha empregada na produção do látex utilizado para produção de pneus e peças emborrachadas para armas e veículos militares durante a Grande Guerra.

“Foi uma visita extremamente compensadora (…), chegar aqui e ouvir sobre o caminhão, sobre toda importância que nosso estado teve, principalmente, durante a II Guerra, é muito interessante (…). Eu também tive um pouco mais de apego, porque meu avô tinha muitos objetos que tem aqui. Então, eu vi muitas coisas que há muito tempo eu não via. Pra mim foi muito mágico, entender como funcionavam esses objetos. Acho muito bonito ver coisas da nossa antiga história que remetem a quem nós somos, porque, sem a nossa história, nós não temos como saber quem nós somos hoje, nem quem seremos amanhã”, disse Maria Beatriz.

O responsável por mostrar os itens em exposição e explicar o funcionamento das peças foi o desembargador aposentado Arquilau de Castro Melo, que é membro da Comissão de Memória do Poder Judiciário do Estado do Acre.

Borracha para vitória!

Arquilau de Castro Melo chamou a atenção dos alunos para o papel de grande importância do Acre como produtor mundial durante o primeiro e o segundo ciclo da borracha, fornecendo matéria-prima para os países aliados, mesmo com a concorrência dos seringais na Malásia.

“Os países do Eixo, o Japão, em especial, foram lá e bloquearam a borracha da Ásia. E o que os Aliados fizeram? Voltaram a buscar borracha da Amazônia (segundo ciclo), aí que trouxeram os soldados da borracha, que não iam pra guerra, tinham que vir pra cá produzir borracha com incentivo do Governo, em um programa chamado Borracha para Vitória, que era apoiado pelos americanos”, explicou o desembargador aposentado.

Mais sobre a programação e a SNM

A programação especial para a 20ª Semana Nacional de Museus (SNM) ocorre entre os dias 16 e 22 de maio, no Centro Cultural Palácio da Justiça.

Em parceria com diversos museus e centro culturais do país, a ação é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em alusão ao Dia Internacional de Museus, comemorado hoje, dia 18 de maio.

Neste ano, o tema é o Poder dos Museus. Segundo a organização nacional, é de grande importância reconhecer a força dos Museus e isso pode ser libertador. Os museus vêm se mostrando instituições capazes de se reinventar em momentos de crise, ao longo dos tempos históricos, ao qual podemos perceber seu poder de auxiliar as sociedades a se reconhecerem e transformarem as suas realidades. Se, por um lado, é possível falar no Poder dos Museus e seu caráter emancipador; por outro, é possível também reconhecer os Museus do Poder e seu caráter controlador, domesticador.

Entre as atividades do Palácio da Justiça estão: oficina de arte literária, visita guiada, sessão de cinema e rodas de conversa mediada por magistradas e magistrados aposentados e ativos. Além das atividades no Palácio da Justiça, a programação contempla também uma visita guiada à Casa Museu, localizada na Chácara Ipê.

Palácio da Justiça, Centro Cultural do TJAC

O Palácio da Justiça foi inaugurado no dia 30 de abril de 1957, quando o Acre ainda era Território Federal. Nele foi abrigado o Fórum da Comarca de Rio Branco, que compreendia o Tribunal do Júri, os cartórios judiciais, eleitorais e extrajudiciais, todos sob administração do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, então Capital Federal.

Foi a primeira sede da Corte Acreana, que se instalou, solenemente, no dia 15 de junho de 1963, um ano após a entrada em vigor da Lei que criou o Estado do Acre.

De inquestionável importância histórica e cultural para a cidade de Rio Branco e região, com sua construção em estilo neoclássico, tombada como Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Acre no ano de 2002 (Decreto Governamental n° 6.289, de 10.10.2002), o Palácio da Justiça abrigou durante quase 40 anos a Corte de Apelações do Estado.

Abriga atualmente o Museu do Poder Judiciário do Estado do Acre, a biblioteca Dr. Alberto Zaire e o Café Jurídico. No local, estudantes e pesquisadores também têm à disposição uma sala de estudos e acesso à internet. Cópias de documentos históricos guardados pela Justiça Acreana são um dos destaques em exposição permanente. Dentre eles está a sentença que condenou os assassinos do líder seringueiro Chico Mendes e até mesmo uma interessante decisão que proibia os assobios no âmbito de instituições públicas no início do Século XX.

 Marcio Bleiner | Comunicação TJAC

Comentários

Cotidiano

Acreano pedala mais de 4 mil km em 43 dias e completa desafio de bike até Rio de Janeiro

Publicado

em

Por

Reginaldo Dantas, 45 anos, chega na Cidade Maravilhosa após quase um mês e meio de pedal e 4.191 mil km percorridos. Ciclista assisti Flamengo no Maracanã e quer conhecer o mar e Zico

Foram exatos 43 dias de pedal e 4.191 mil km percorridos. O ciclista acreano Reginaldo Dantas, 45 anos, completou na tarde desse sábado (25), o desafio sobre duas rodas de Rio Branco (AC) até o Rio de Janeiro (RJ) denominada ‘FLAMARZICO’.

Reginaldo Dantas conhece pela 1ª vez o Maracanã e acompanha vitória do Flamengo — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas conhece pela 1ª vez o Maracanã e acompanha vitória do Flamengo — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas chegou por volta das 16h (de Brasília) na Cidade Maravilhosa e foi direto para o portão principal do Maracanã, onde fica a estátua de Bellini. O ciclista conta que a chegada no Rio de Janeiro foi bem agitada.

— Minha chegada foi em frente ao Maracanã e foi uma chegada cheia de adrenalina porque não conheço nada da cidade. É uma cidade muito agitada (…) Cheguei pela Avenida Brasil, passei por debaixo da Linha Vermelha e cruzei por São Cristóvão, mas cheguei bem graças a Deus, cheguei cansado, mas muito feliz por ter completado essa aventura de sair do Acre e pedalar até o Rio de Janeiro — disse.

Um dia depois, Reginaldo Dantas foi assistir a vitória do Flamengo sobre o América-MG por 3 a 0 no Maracanã junto com mais de 40 mil torcedores. Esse era um dos sonhos do experiente ciclista acreano.

Reginaldo Dantas chegou no Rio de Janeiro e foi direto para frente do Maracanã — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas chegou no Rio de Janeiro e foi direto para frente do Maracanã — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

— Acreano é pé quente, dei sorte. Esse jogo deu 42 mil pessoas. É uma coisa surreal do que a gente é acostumado em questão de futebol no Acre. Todo mundo cantando, todo muito vibrando, uma emoção. Na hora que o Flamengo entra em campo, eu caí nas lágrimas. Além de ser o time do coração, poder assistir ao vivo com a torcida cantando, apoiando. Fora do normal, muito emocionante. Conhecer o Maracanã pra mim foi um dos desejos e sonhos que foram realizados — destaca.

O ciclista conheceu nesse domingo (26), a sede social do Flamengo, onde também pôde acompanhar uma partida do time feminino sub-20.

A aventura ‘FLAMARZICO’ ainda não está completa. Reginaldo Dantas quer conhecer o mar e o maior ídolo da história do Rubro-Negro: Arthur Antunes Coimbra, o Zico.

O ciclista projeta ficar mais alguns dias na Cidade Maravilhosa para realizar os sonhos e depois planejar a volta para capital acreana.

Reginaldo Dantas começou o desafio no dia 6 de março, mas paralisou a aventura no fim do mês por causa de um problema familiar. Com o falecimento da tia dele, a dona Raimunda Ferreira Souza, 84 anos, o ciclista ficou 55 dias parado até recomeçar o desafio na cidade de Sonora (MS), onde havia deixado todos os pertences.

Reginaldo Dantas passou por mais de 100 cidade brasileiras até chegar na Cidade Maravilhosa. Ao todo foram 57 dias de aventura, já que alguns dias foram usados para conhecer os locais por onde passava.

Os pneus usados por ele no percurso furaram 23 vezes ao longo dos mais de 4 mil km percorridos. Ele rodou 97,5km em média por dia em uma velocidade média de 15,11 km/h. O maior percurso em um único dia foi de 152,1 km.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com nocaute no 2º round, acreano vence em evento de MMA nos Estados Unidos; veja vídeo

Publicado

em

Por

Clique na imagem para ver vídeo – Foto/captura

Matheus Pinheiro, 21 anos, vence americano Tyrek Malveux no Fury Fight Championship 65, em New Orleans, nos Estados Unidos. Acreano acerta golpe no queixo que deixa rival desacordado

O acreano Matheus Pinheiro, 21 anos, venceu em grande estilo no Fury Fight Championship 65. O evento de MMA profissional foi disputado nesse domingo (26), no Alario Center, em New Orleans, nos Estados Unidos (EUA).

Com nocaute no 2º round, lutador acreano vence em evento de MMA nos Estados Unidos

Com golpe no queixo no aos 4m37s do segundo round, o lutador acreano nocauteou o americano Tyrek Malveux, que caiu desacordado no octógono. (Veja o vídeo acima) O confronto foi válido pela categoria peso-pena até 66kg.

Matheus Pinheiro reside nos EUA há mais de um ano e sonha lutar no Ultimate Fighting Championship (UFC), o maior evento de MMA. Ele começou a carreira praticando jiu-jitsu e kickboxing. Em 2018, treinou cinco meses na academia do ex-lutador Randy Couture, em Las Vegas.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Acre registra nove casos conhecidos de covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 9 casos de coronavírus nesta segunda-feira, 27 de junho. O número de infectados é de 125.592 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 331.217 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.592 casos foram descartados e 33 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 123.115 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 2 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta segunda-feira, 27, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.002 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:
BOLETIM_AC_COVID_27_06_2022_PARCIAL

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários

Continue lendo

Em alta