Conecte-se conosco

Flash

Conselho de consumidores empossa novos conselheiros e reelege radialista Ivan de Carvalho na presidência pelos próximos dois anos

Publicado

em

O radialista Ivan de Carvalho, foi reeleito, em cerimônia realizada na tarde desta sexta-feira, 1°, na sede da Energisa, presidente do Conselho de Consumidor de Energia do Acre – pelo biênio 2023/2024.

O renomado profissional da comunicação do Estado do Acre acabou vencendo a disputa eleitoral por 3 votos favoráveis – desbancado a chapa de Jurilande Aragão. Segundo o presidente, o principal objetivo na condução do cargo será buscar melhorias na área de energia elétrica em prol dos consumidores. “A eficiência energética é feita pelas distribuidoras. Além da geladeira, estamos propondo que a empresa adote o kit instalação que é uma fiação nova nas residências de baixa renda, residencial e rural. Estamos há dois anos com essa probabilidade”, declarou.

Sensível às pautas da categoria, Carvalho garantiu que deverá buscar alternativas que possibilitem a iluminação nas áreas rurais.

Durante o encontro, Marcos Cabeça foi empossado representante titular da classe rural pela Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado do Acre (Fetac).

A solenidade contou com a presença do diretor da Energisa, Ricardo Xavier. Na ocasião, o conselho promoveu homenagem a Maria Elza – que fez parte do conselho de energia elétrica por mais de 8 anos, representando os interesses da classe rural. “Ela deixa o cargo para que a Funtac assuma a pasta”, argumentou.

O que é Conselho de Energia Elétrica

Os Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica foram criados pela Lei nº 8.631/1993, que determinou às concessionárias de serviço público criar no âmbito de sua área de concessão as referidas entidades participativas. O Decreto nº 2335/97 definiu que competia à ANEEL estimular a organização desses Conselhos.

Os Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica são órgãos sem personalidade jurídica, de caráter consultivo, formado por representantes das principais classes das unidades consumidoras (residencial, rural, poder público, comercial e industrial), com a incumbência de opinar sobre assuntos relacionados à prestação do serviço público de energia elétrica, conforme definido pela ANEEL na Resolução nº 963/2021.

Comentários

Flash

CONQUISTA: Prefeito Jerry anuncia implantação do PDDE municipal

Publicado

em

Em 2013, quando era vereador do município de Assis Brasil, o atual prefeito Jerry Correia foi autor do Projeto de Lei que criou o Programa Municipal Dinheiro Direto na Escola. Somente agora, depois de 9 anos da criação da Lei, o Programa foi efetivado para atender as escolas públicas municipais com transferências de recursos.

Na manhã desta quinta-feira, dia 11 de agosto, o prefeito e a secretária municipal de educação, Vanderleia Araújo, receberam os gestores das escolas municipais para anunciar o benefício. Participaram do encontro o professor Manoel Batista, gestor da escola Edilsa Maria Batista, o professor Jessé Bandeira, gestor da escola Simon Bolivar, o professor Carlos Nascimento, Gestor da escola Vicente Bessa e a professora Ângela Araújo, gestora da escola Maria Ferreira da Silva.

“Uma conquista para a educação municipal, especialmente para as equipes gestoras das escolas que terão mais autonomia de atuação”, comentou Manoel Batista, ex-prefeito e atual gestor da escola Edilsa Maria Batista.

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasileia cedia o Primeiro Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes no município

Publicado

em

Por Fernando Oliveira

A Prefeitura de Brasiléia, através das secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde realizou nesta quinta-feira, 11, o I Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania de Adolescentes (NUCA) de Brasiléia.

A atividade foi coordenada pela articuladora do Selo Unicef, professora Doutora Vanilda Galli, juntamente com a professora Nairy Rodrigues e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Joana Bandeira.Participaram Adolescentes e jovens de Brasiléia, além de representantes de instituições parceiras e sociedade civil.

O NUCA hoje conta com aproximadamente 60 adolescentes da zona urbana e rural, na faixa etária entre 12 até 18 anos e tem como objetivo criar espaço de diálogo com adolescentes em conjunto com a Gestão pública e sociedade civil, buscando a  garantia de direitos da juventude.

A ouvidora-geral, Soleane Manchineri representou a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC) no dispositivo de honra do 1° Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), onde teve a oportunidade de reconhecer a importância do fórum, parabenizar aos jovens e a mobilizadora de adolescentes, Nairy Rodrigues e registrar o desejo de ver a iniciativa em todo o estado do Acre.

Em maio de 2022 o município de Brasileia, Acre, aderiu ao Selo UNICEF, assumindo prioridade enquanto políticas públicas a crianças e adolescentes. Ao reconhecer a iniciativa, planos e atividades voltadas a este público são desenvolvidas, como é o caso do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA).

A proposta do NUCA é articular adolescentes para mudar os locais em que estão inseridos, por meio de formação e atividades de transformação. Na manhã desta quinta-feira, 11, o núcleo realizou o 1° Fórum de Adolescentes do NUCA no município.

Entre palestras sobre racismo, empoderamento feminino, gravidez na adolescência e mudanças climáticas, a mobilizadora Nairy Rodrigues tem como objetivo levar os questionamentos e demandas levantados no fórum até os setores públicos e instituições civis, para que os jovens tenham uma participação ativa no município.

O Núcleo de Cidadania dos Adolescentes é composto por alunos das escolas Kairala José Kairala, Coronel Manoel Fontenele de Castro, Valéria Bispo Sabala e Instituto Odilon Pratagi.

Jamily Santos, estudante na Escola Rural Valéria Bispo Sabala, uma das jovens que formam o NUCA no município, contou sobre como sua visão mudou após ingressar no núcleo. “Agora percebo mais a desigualdade entre os jovens, também percebo o preconceito, a forma que o tratamento muda dependendo de da raça”, relatou a jovem que pretende ser médica traumatologista.

Com a colaboração de Deivd Ceará e Bruno Firmino

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasiléia inaugura escola na reserva extrativista Chico Mendes

Publicado

em

Por Verônica Rodrigues-Secom

A prefeitura de Brasiléia através da secretaria de Educação inaugurou na quinta-feira,11, mais uma escola para o atendimento da população da zona rural do município, desta vez foi a escola Santa Luzia, localizada na Reserva Extrativista Chico Mendes no km 84+19 km de ramal.

A escola Santa Luzia foi uma conquista para os moradores da comunidade, que durante 12 anos crianças e adolescentes estudaram em vários locais improvisados.

Estiveram presentes na solenidade, a secretária de educação Francisca Oliveira, vereador Elenilson Cruz, professores, pais, alunos, e a comunidade.

Para a professora da escola, Jessica, a construção da escola é de suma importância “ A construção da nossa escola é de muita importância para os alunos que estavam há mais de 12 anos estudando em locais emprestados, agora com o espaço próprio vão aprender mais”, comemorou.

Vereador de Brasileia- Elenilson Cruz

O vereador Elenilson Cruz parabenizou a comunidade e falou da importância de investir na educação. ” É a realização do sonho da comunidade e quero parabenizar a Prefeitura de Brasiléia por ter construído essa escola em parceria com a comunidade e a prefeita Fernanda por atender a demanda dessa comunidade. Estou muito feliz em poder estar aqui participando da inauguração dessa escola”.

Secretária de Educação de Brasileia -Francisca Oliveira

Durante a cerimônia, a secretária de educação, Francisca Oliveira, destacou o comprometimento da gestão municipal com a melhoria da educação. ” Estamos muito felizes com a entrega da escola Santa Luzia. Há 12 anos a escola funcionava em casas das pessoas, ou na sede da associação. A prefeita Fernanda assumiu o compromisso da construção dessa escola para que as crianças tenham um ambiente adequado onde irá favorecer a aprendizagem. Entregamos um fogão novo e outros equipamentos de cozinha e esportivos também já estão sendo comprados. Já entregamos 4 escolas novas em comunidades onde não existiam”, destacou.

 

Fotos- Assessoria

Comentários

Continue lendo

Em alta