Conecte-se conosco

Flash

Corpo de médico morto a pauladas no Amapá é enterrado em Brasileia

Publicado

em

Enterro ocorreu na manhã dessa segunda-feira (1º), no cemitério São João Batista, em Brasileia.

Médico Jailson de Amorim Mariano era natural de Brasileia e morreu em Macapá nesse sábado (30) — Foto: Arquivo Pessoal

Médico Jailson de Amorim Mariano era natural de Brasileia e morreu em Macapá nesse sábado (30) — Foto: Arquivo Pessoal

Foi enterrado, na manhã dessa segunda-feira (1º), o corpo do médico acreano Jailson de Amorim Mariano, de 31 anos, no cemitério São João Batista, na cidade de Brasileia, interior do Acre, local onde ele desejava ser enterrado.

Ele morreu no último sábado (30) no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal), no Amapá, e foi transladado para o estado acreano. A vítima permaneceu internada durante uma semana mas não resistiu aos ferimentos.

Como ele manifestava o desejo de ser enterrado em sua cidade natal, a família fez uma mobilização nas redes sociais com pedido de doações para trazer o corpo do médico para o estado acreano.

“Há alguns meses minha cunhada tinha ido pra lá visitar ele. Numa conversa informal entre eles, comentou: ‘mãe, se acontecer algo comigo aqui a senhora leva meu corpo [para o Acre]. Nem que seja só as cinzas’. Tinha feito esse pedido para ela. Não sei como entraram nesse assunto, acho que foi porque minha cunhada não queria que ele ficasse lá, queria que ele trabalhasse aqui”, contou ao g1 Elayne Amorim, tia do médico.

Segundo relatos, Jailson Mariano estava indo embora com a família do balneário, no Distrito de Lontra da Pedreira, quando um homem apareceu alterado. O suspeito teria tentado agredir o cunhado de Jailson, que revidou com um empurrão que o fez cair.

Então, teria iniciado uma confusão generalizada, resultando nas pauladas no médico. Além dele, outros familiares também foram feridos por outras pessoas. O médico ficou internado, no hospital onde trabalhava, em estado grave desde o dia do crime.

“Ele foi tentar ajudar, só que nisso, como foi uma confusão generalizada, chegou esse rapaz com um pau e começou a bater nele. Ele não tinha como se defender e acabou ficando em estado grave e morreu na manhã de ontem [sábado, 30]”, lamentou a tia do profissional.

Jailson Mariano mudou para a capital do Amapá, Macapá, em dezembro de 2021, com a família. A mulher dele é natural do estado amapaense e iria ficar perto dos parentes. O médico era formado na Bolívia, tinha retirado o registro no Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) ano passado.

Com a autorização para trabalhar, profissional se mudou para o Amapá com a mulher e a filha de 5 anos. “Não sei se ele conseguiu um contrato ou passou em um concurso. Sei conseguiu o CRM para poder atuar”, complementou.

Elayne falou também que a mãe do médico viajou, na última sexta (29), para o Amapá para ficar com o filho. Após a morte, a família tenta levantar a quantia de R$ 105 mil para pagar o traslado do corpo.

“Já conseguiram parte do dinheiro. O corpo vai direto para a Brasileia porque acredito que o enterro vai ser amanhã de manhã [segunda,1º]”, concluiu.

Comentários

Flash

Hospitais de 12 cidades do Acre vão receber mais de R$ 13 milhões para melhorias na saúde

Publicado

em

Por

Recursos são para melhorias na Rede de Atenção Materna e Infantil (Rede Cegonha) em Rio Branco e outras 11 cidades do estado.

Recursos são para melhorias na Rede de Atenção Materna e Infantil (Rede Cegonha) — Foto: Renato Araújo/GDF

Recursos são para melhorias na Rede de Atenção Materna e Infantil (Rede Cegonha) — Foto: Renato Araújo/GDF

Hospitais de 12 cidades do Acre vão receber mais de R$ 13 milhões para melhorais nos serviços de saúde oferecidos pela Rede de Atenção Materna e Infantil (Rede Cegonha). A Comissão Intergestores Bipartite (CIB-AC) divulgou a liberação do recurso no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa sexta-feira (5).

Conforme a publicação, o recurso corresponde a portaria o Ministério da Saúde de 2012 para as ações de promoção, proteção e recuperação à saúde nas Unidades Assistenciais do estado que compõem a Rede de Atenção Materna e Infantil.

Na capital, a Fundação Hospitalar, Maternidade Bárbara Heliodora e Hospital de Urgência e Emergência (Huerb) estão entre as beneficiadas. A lista tem ainda

  • Hospital Abel Pinheiro (Mâncio Lima) – R$ 306,7 mil;
  • Hospital João Câncio Fernandes (Sena Madureira) – R$ 933,9 mil;
  • Hospital Epaminondas Jácome (Xapuri) – R$ 471,8 mil;
  • Hospital Ary Rodrigues (Senador Guiomard) R$ 117,9 mil;
  • Hospital Geral de Feijó – R$ 365,7 mil;
  • Hospital Raimundo Chaar (Brasileia) – R$ 884,7 mil;
  • Maternidade Ethel Muriel Gueddes (Tarauacá) – R$ 684,2 mil;
  • Hospital da Mulher e da Criança do Juruá (Cruzeiro do Sul) R$ 4,4 milhões;
  • Hospital Manoel Marinho Monte (Plácido de Castro) – R$ 171,3 mil;
  • Huerb (Rio Branco) – R$ 601,6 mil;
  • Fundhacre (Rio Branco) – R$ 522 mil;
  • Maternidade Bárbara Heliodora (Rio Branco) – R$ 3,7 milhões.

Comentários

Continue lendo

Flash

Programa Saúde na Comunidade se aproxima dos 30 mil atendimentos em Epitaciolândia 

Publicado

em

O programa Saúde na Comunidade chega a sua 37ª edição e já realizou cerca de 30 mil atendimentos, aos pouco foi se consolidando e ampliando com especialidade que vão de exames de ultrassonografias em mais de 12 modalidades, eletrocardiograma, consultas com médicos especialistas, dentre outros.

Para o prefeito Sérgio Lopes o programa é uma forma de levar saúde de qualidade em todos os lugares de Epitaciolândia, seja aqui na cidade ou nas comunidades mais distantes da zona rural.

“O Programa Saúde na Comunidade nasceu da necessidade de levar serviços de saúde preventiva e curativa para aquelas comunidade de difícil acesso, e hoje é o maior programa de políticas públicas em todo o estado Acre..” Destacou o prefeito.

Na 37º edição realizada na Escola Municipal João Pedro da Silva, Bairro Liberdade, foram oferecidas diversas especialidade como ortopedia, oftalmologista, eletrocardiograma, ultrassonografia, dentre outros exames

37ª Edição Saúde na Comunidade 06/08/2022 – (Escola João Pedro da Silva).

  • Atendimento médico:  105
  • Procedimento odontológico:  253
  • Procedimento de enfermagem: 357
  • Atendimento/ abordagem Psicólogo: 12
  • Vacina: 91
  • • Rotina: 61
  • • Covid: 30
  • Dispensação de medicamentos: 116
  • Auxílio Brasil:  32
  • Teste Rápido ISTs: 124
  • Teste Rápido covid: 34
  • PCCU: 17
  • Corte de cabelo:  67
  • Eletrocardiograma:  42
  • Vacina Antirrábica:  73
  • Especialidades 367
  • Ortopedia:  67
  • Cardiologia: 42
  • Pediatria: 48
  • Ginecologia: 55
  • Geriatria: 23
  • Oftalmologia: 132
  • Ultrassonografias: 251
  • Aparelho urinário: 79
  • Bexiga e próstata: 11
  • Abdômen total 79
  • Pélvica suprapúbica e transvaginal 3
  • Pélvica transvaginal 37
  • Partes moles 8
  • Tireóide 7
  • Usg de mama 7
  • Obstetrícia 14
  • Pélvica suprapúbica: 2
  • Parede Abdominal: 3
  • Região inguinal: 1
  • Total de atendimentos: 1.941

Comentários

Continue lendo

Flash

Um brasileiro e três bolivianos são detidos por organização criminosa em Cobija/Bolívia

Publicado

em

 

A polícia boliviana prendeu na tarde deste sábado, 06, três bolivianos e um brasileiro por organização criminosa e suspeição pela morte de três pessoas com disparo de arma de fogo.

De acordo com informações fornecida pelo ministro do governo Eduardo del Castillo, a organização têm provocado medo a população da capital Pandinha e com uma incansável investigação foi possível desvendar os autores do caso.

O ministro destacou em sua fala que duas das vítimas foi morto com pelo menos seis tiros de arma de fogo e o terceiro também por disparo de arma, porém, em quantidade menor segundo o relatório oficial.

Os apreendidos são os bolivianos

Angel Isaac A.

Anderson Junior L. M. A

Denis M.T

E o brasileiro é um menor de idade identificado como:

Bruno C. A.

A operação foi denominada como “Operação Fênix” e todos os envolvidos foram colocados sob o ministério público do país de forma a ser julgado de acordo com as provas apresentadas

Comentários

Continue lendo

Em alta