Conecte-se conosco

Cotidiano

Cresce o número de presos que estudam e trabalham no Acre

Publicado

em

Departamento Penitenciário Nacional (Depen) lança o novo Levantamento de Informações Penitenciárias com dados de dezembro de 2021 do sistema penitenciário brasileiro. Segundo o Depen, dos 5.830 presos, 982 tinham algum trabalho. Esse número representa 16,84% da população carcerária e um crescimento de 144% em comparação a 2020, quando 401 presos estavam trabalhando.

Os presídios de Rio Branco reuniam o maior contingente e Sena Madureira, o menor.

O número de presos trabalhando havia caído com a chegada da pandemia da Covid-19 mas já em 2021 começou a recuperar.

No País, o número de presos que trabalham aumentou quase 23% dentro das unidades prisionais, passando de 105.140 em dezembro de 2020 para 129.133 em dezembro de 2021. O estado do Amapá foi o que apresentou maior crescimento na quantidade de custodiados em atividades laborais com aumento de 572%, seguido pelo Ceará 257% e Sergipe 249%.

“A gente percebe esse crescimento. Foi diante da pandemia que estreitamos parcerias com as instituições. Na pandemia foram criadas frentes de trabalho tomando as precações sanitárias e o trabalho tem sido fomentado com as parcerias, sejam elas públicas ou privadas”, disse Glauber Feitoza, presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen).

Ele citou frentes de trabalho criadas na pandemia nas reformas do Into com o advento do Hospital de Campanha contra a Covid-19, entre outras organizadas com parceiros institucionais.

O maior destaque desse levantamento é para o aumento de presos em atividades educacionais. Nos presídios brasileiros houve aumento de 99 % na quantidade total de atividades educacionais realizadas pelos custodiados nas unidades prisionais do sistema prisional brasileiro: de 166.324 em dezembro/2020 para 330.405 em dezembro/2021.

O Estado do Maranhão mostrou um crescimento de 521% na quantidade de apenados envolvidos nesta temática, seguido pelo Rio Grande do Sul (347%) e Piauí (232%).

No Acre, os números melhoraram mas ainda estão entre os menores da Amazônia: 36,40% dos presos estudam, pouco mais que em Roraima, onde está o menor contingente de detentos em escola.

No Acre, são 2.122 em atividade educacional. A maioria, 1.241 detentos, cursam atividades complementares; 284 estão em cursos profissionalizantes; 49 estão no ensino médio e 6 são universitários.

A remição da pena pelo estudo e esporte atende a 382 presos no Acre.

O crescimento do número de presos estudando faz parte do planejamento estratégico do Depen e, para cumprimento das metas e objetivos, o Departamento possui dentro da Diretoria de Políticas Penitenciárias, a Coordenação de Educação, Esporte e Cultura, para apoiar as Secretarias de Administração Penitenciárias Estaduais e Distrital no desenvolvimento de projetos.

Além disso, o Depen, segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, ajudou na construção dos Planos Estaduais de Educação de todos os Estados. Os Planos Estaduais de Educação para pessoas privadas de liberdade e egressos são documentos de planejamento da condução da política de educação no contexto prisional, com estabelecimento de metas e indicadores nos eixos educação formal e alfabetização, educação não formal; Exames Nacionais de Educação; qualificação profissional e estrutura física e capacitação de profissional (docentes e servidores penais).

Além disso, em 2021, o Depen e o Conselho Nacional de Justiça lançaram, durante a programação da 2ª Jornada de Leitura no Cárcere, a Nota Técnica (NT) nº 72, que versa sobre procedimentos de fomento à leitura, à cultura e ao esporte nas unidades prisionais de todo o país.

Comentários

Cotidiano

Acreano pedala mais de 4 mil km em 43 dias e completa desafio de bike até Rio de Janeiro

Publicado

em

Por

Reginaldo Dantas, 45 anos, chega na Cidade Maravilhosa após quase um mês e meio de pedal e 4.191 mil km percorridos. Ciclista assisti Flamengo no Maracanã e quer conhecer o mar e Zico

Foram exatos 43 dias de pedal e 4.191 mil km percorridos. O ciclista acreano Reginaldo Dantas, 45 anos, completou na tarde desse sábado (25), o desafio sobre duas rodas de Rio Branco (AC) até o Rio de Janeiro (RJ) denominada ‘FLAMARZICO’.

Reginaldo Dantas conhece pela 1ª vez o Maracanã e acompanha vitória do Flamengo — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas conhece pela 1ª vez o Maracanã e acompanha vitória do Flamengo — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas chegou por volta das 16h (de Brasília) na Cidade Maravilhosa e foi direto para o portão principal do Maracanã, onde fica a estátua de Bellini. O ciclista conta que a chegada no Rio de Janeiro foi bem agitada.

— Minha chegada foi em frente ao Maracanã e foi uma chegada cheia de adrenalina porque não conheço nada da cidade. É uma cidade muito agitada (…) Cheguei pela Avenida Brasil, passei por debaixo da Linha Vermelha e cruzei por São Cristóvão, mas cheguei bem graças a Deus, cheguei cansado, mas muito feliz por ter completado essa aventura de sair do Acre e pedalar até o Rio de Janeiro — disse.

Um dia depois, Reginaldo Dantas foi assistir a vitória do Flamengo sobre o América-MG por 3 a 0 no Maracanã junto com mais de 40 mil torcedores. Esse era um dos sonhos do experiente ciclista acreano.

Reginaldo Dantas chegou no Rio de Janeiro e foi direto para frente do Maracanã — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

Reginaldo Dantas chegou no Rio de Janeiro e foi direto para frente do Maracanã — Foto: Arquivo pessoal/Reginaldo Dantas

— Acreano é pé quente, dei sorte. Esse jogo deu 42 mil pessoas. É uma coisa surreal do que a gente é acostumado em questão de futebol no Acre. Todo mundo cantando, todo muito vibrando, uma emoção. Na hora que o Flamengo entra em campo, eu caí nas lágrimas. Além de ser o time do coração, poder assistir ao vivo com a torcida cantando, apoiando. Fora do normal, muito emocionante. Conhecer o Maracanã pra mim foi um dos desejos e sonhos que foram realizados — destaca.

O ciclista conheceu nesse domingo (26), a sede social do Flamengo, onde também pôde acompanhar uma partida do time feminino sub-20.

A aventura ‘FLAMARZICO’ ainda não está completa. Reginaldo Dantas quer conhecer o mar e o maior ídolo da história do Rubro-Negro: Arthur Antunes Coimbra, o Zico.

O ciclista projeta ficar mais alguns dias na Cidade Maravilhosa para realizar os sonhos e depois planejar a volta para capital acreana.

Reginaldo Dantas começou o desafio no dia 6 de março, mas paralisou a aventura no fim do mês por causa de um problema familiar. Com o falecimento da tia dele, a dona Raimunda Ferreira Souza, 84 anos, o ciclista ficou 55 dias parado até recomeçar o desafio na cidade de Sonora (MS), onde havia deixado todos os pertences.

Reginaldo Dantas passou por mais de 100 cidade brasileiras até chegar na Cidade Maravilhosa. Ao todo foram 57 dias de aventura, já que alguns dias foram usados para conhecer os locais por onde passava.

Os pneus usados por ele no percurso furaram 23 vezes ao longo dos mais de 4 mil km percorridos. Ele rodou 97,5km em média por dia em uma velocidade média de 15,11 km/h. O maior percurso em um único dia foi de 152,1 km.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com nocaute no 2º round, acreano vence em evento de MMA nos Estados Unidos; veja vídeo

Publicado

em

Por

Clique na imagem para ver vídeo – Foto/captura

Matheus Pinheiro, 21 anos, vence americano Tyrek Malveux no Fury Fight Championship 65, em New Orleans, nos Estados Unidos. Acreano acerta golpe no queixo que deixa rival desacordado

O acreano Matheus Pinheiro, 21 anos, venceu em grande estilo no Fury Fight Championship 65. O evento de MMA profissional foi disputado nesse domingo (26), no Alario Center, em New Orleans, nos Estados Unidos (EUA).

Com nocaute no 2º round, lutador acreano vence em evento de MMA nos Estados Unidos

Com golpe no queixo no aos 4m37s do segundo round, o lutador acreano nocauteou o americano Tyrek Malveux, que caiu desacordado no octógono. (Veja o vídeo acima) O confronto foi válido pela categoria peso-pena até 66kg.

Matheus Pinheiro reside nos EUA há mais de um ano e sonha lutar no Ultimate Fighting Championship (UFC), o maior evento de MMA. Ele começou a carreira praticando jiu-jitsu e kickboxing. Em 2018, treinou cinco meses na academia do ex-lutador Randy Couture, em Las Vegas.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Acre registra nove casos conhecidos de covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 9 casos de coronavírus nesta segunda-feira, 27 de junho. O número de infectados é de 125.592 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 331.217 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.592 casos foram descartados e 33 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 123.115 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 2 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta segunda-feira, 27, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.002 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:
BOLETIM_AC_COVID_27_06_2022_PARCIAL

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários

Continue lendo

Em alta