Pedaço de gaze chamou atenção na porta da ambulância - Foto/cedida
Pedaço de gaze chamou atenção na porta da ambulância – Foto/cedida

Alexandre Lima

Além dos problemas apresentados pelo Hospital de Clinicas Raimundo Chaar em Brasiléia, como segurança e outros já denunciados, a cada dia aparece mais problemas que já poderia ter sido solucionados pelo Estado, através da Secretaria de Saúde.

Recentemente, a unidade de saúde foi palco de uma tentativa de homicídio, onde deixou os servidores em estado de pânico, após um homem tentar entrar com uma arma no prédio e matar um funcionário, ocasionando uma onda de reivindicações por parte de políticos, sem que surgisse efeito.

A displicência por parte da Secretaria de Saúde em relação ao hospital vem sendo mostrada bem antes 2013, quando melhorias foram cobradas por promotores que denunciaram o descaso ao Judiciário, que por sua vez, impôs que o Estado realizassem melhorias, mas, mesmo assim quase nada fez.

Como já foi denunciado, a ambulância vem realizando assistência na fronteira em péssimas condições. No final o dia desta sexta-feira, dia 4, um munícipe presenciou um fato inusitado quando o veículo se preparava para sair.

Percebeu que a porta da ambulância estava sendo segurada por um pedaço de gaze e na maca, resolveu registrar e denunciar. Indagado pelo cidadão, os funcionários preferiram ficar calado por medo de represália e continuar o seu trabalho.

As portas são amarradas e seguras na maca pela parte de dentro.
As portas são amarradas e seguras na maca pela parte de dentro.

Matérias relacionadas:

Promotora cobra melhorias para hospital em Brasiléia, medicamentos e melhor condições de trabalho

Justiça determina que Estado adote medidas para melhoria de hospital público

Sem segurança: Enfermeiro sofre tentativa de homicídio em hospital de Brasiléia

Médicos e enfermeiros estão correndo risco de vida em Brasiléia

Comentários