Deputado Antonio Pedro (e), o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski (c) e o deputado Chagas Romão (d).
Deputado Antonio Pedro (e), o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski (c) e o deputado Chagas Romão (d).

O vice-presidente da Unale( União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais), dep.est. Chagas Romão (PMDB), juntamente com os deputados estaduais, Antônio Pedro(DEM), Manoel Moraes(PSB) e Raimundinho da Saúde(PTN), estiveram nesta terça-feira (21), em audiência em Brasília (DF), com o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), senhor Ricardo Soavinski. A pauta, seria a denúncia de possíveis irregularidades praticadas por fiscais do ICMBio, na autuação de moradores da Reserva Chico Mendes.

Trabalhadores da Reserva Chico Mendes, dentre eles Gutierri Ferreira e Maria de Fátima (presentes à reunião), relataram abuso de autoridade por parte de alguns fiscais do ICMBio e a aplicação de um número excessivo de multas. Muitas destas multas, segundo seringueiros e extrativistas, seriam abusivas e fora realidade econômica dos moradores da região.

foto-dep-chaguinhaicmbioForça política

No encontro, os representantes da Unale no Acre contaram com a companhia e apoio dos senadores Sérgio Petecão (PSD), Gladson Cameli (PP), e os deputados federais Major Rocha (PSDB) e Moisés Diniz (PCdoB). O presidente do ICMBio disse que vai enviar à Reserva Chico Mendes uma comissão para averiguação in loco, a fim de dar o melhor encaminhamento possível para o problema. O deputado Chagas Romão considerou a reunião “altamente proveitosa para a solução da questão”.

Com o Senador Gladson Cameli (e), os deputados Antonio Pedro e Moisés Diniz.
Com o Senador Gladson Cameli (e), os deputados Antonio Pedro e Moisés Diniz.

img-20161122-wa0055img-20161122-wa0056 img-20161122-wa0063 img-20161122-wa0064

Comentários