Deputado Antonio Pedro cobra medidas no suporte às famílias desabrigadas com cheia do rio Juruá

O líder do Partido Democrático (DEM) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Antonio Pedro, destacou, durante sessão no parlamento estadual, sobre a situação dos moradores do Vale do Juruá, em decorrência da cheia do Rio Juruá. Ele lamentou que mais de quinhentas famílias já estejam desabrigadas.

“Sou solidário às famílias vítimas da cheia do rio Juruá, que estão sendo retiradas de suas casas. Pessoas que levaram a vida toda para construir seu lar e agora se deparam com esse momento difícil, não é fácil viver essa situação”, disse ao comentar ainda a interdição da rodovia que liga Mâncio Lima a Cruzeiro do Sul.

Deputado Antonio Pedro (DEM)

“Na quinta-feira, a rodovia que liga Mâncio Lima a Cruzeiro do Sul foi interditada. Lamentavelmente ela se encontra inundada pelas águas do rio Moa. Outros municípios correm o risco de também ficar isolados caso o nível das águas não baixe. É uma situação extremamente delicada”.

Antonio Pedro cobrou do governo do Estado ações no sentido de ajudar as famílias alagadas. “Todo mundo tem direito a uma moradia digna e, infelizmente, não é isso que temos presenciado. O certo é tirar essas famílias dessas regiões alagadiças. Só espero que não aconteça novamente o que ocorreu na alagação de 2012 e 2015. Muitas pessoas que perderam suas casas receberam a promessa de que receberiam novas moradias, mas até hoje se encontram em casas alugadas ou de parentes. Desejo que não seja feita politicagem com a tragédia dessas famílias”, frisou.

Na última quarta-feira, 1, o rio Juruá já atingia 14,20 metros, desabrigando 553 famílias que foram encaminhadas a abrigos. (Assessoria)

Comentários