O deputado estadual Antonio Pedro (DEM) destacou sua ida a Brasília para denunciar as multas abusivas que estariam sendo aplicadas contra os trabalhadores da Reserva Chico Mendes, em Xapuri.

“Não é de hoje que venho denunciando as multas abusivas que estão sendo aplicadas. Os fiscais do ICMBio não conhecem a realidade dos agricultores que trabalham de sol a sol para tirar o sustento de suas famílias. Pessoas que foram multadas, mesmo vendendo tudo o que têm não conseguem pagar as pesadas multas que em alguns casos ultrapassam meio milhão de reais”, ressalta.

Segundo Antonio Pedro, o foco principal da agenda em Brasília foi para mediar uma saída para os problemas enfrentados pelos produtores da Reserva. “Antes de cobrar, eles deveriam apresentar soluções para que os trabalhadores pudessem viver de outra maneira, sem cometer as irregularidades que dizem que cometem. Falta assistência técnica e orientação de como eles podem trabalhar sem cometer crimes ambientais”.

Na ocasião, o parlamentar relatou também que os fiscais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) agem de forma truculenta.

“Presenciei depoimentos de produtores rurais que ficaram chocados com a maneira que fiscais do ICMBio os têm tratado. Foram relatados valores de multas que chegaram a valores exorbitantes. É uma covardia o que estão fazendo. Os fiscais chegam armados como se estivessem em busca de bandidos, humilhando pais de família que querem apenas trabalhar. Senadores, deputados federais e estaduais do Acre precisam se unir para ajudar essas pessoas”.

(Assessoria Parlamentar)

Comentários