Deputado critica falta de empenho para votar PEC dos ex-governadores

Moraes afirmou que o prazo da PEC caducou por falta de empenho dos parlamentes. Deputado Manoel Moraes (PSB) – Foto: Secom Acre Da redação, com Gina Menezes O líder do...

Moraes afirmou que o prazo da PEC caducou por falta de empenho dos parlamentes.

Deputado Manoel Moraes (PSB) - Foto: Secom Acre
Deputado Manoel Moraes (PSB) – Foto: Secom Acre

Da redação, com Gina Menezes

O líder do PSB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Manoel Moraes, usou a tribuna na casa legislativa nesta terça-feira (22) para se posicionar sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 02, que versa sobre a extinção de pagamentos de pensão a ex-governadores.

Moraes afirmou que o prazo da PEC caducou por falta de empenho dos parlamentes que defendiam sua aprovação, mas não trabalharam o suficiente para fazer a proposta ir à votação.

“A cobrança tem que ser dirigida às pessoas certas, no caso, àqueles que defendiam a aprovação da PEC”, diz.

Moraes, que foi dos poucos parlamentares a defender publicamente posição contrária à PEC por discordar de alguns pontos do documento, acusa colegas parlamentares de terem feito discurso demagogo e nunca terem, realmente, defendido a extinção do pagamento a ex-governadores.

“Tem gente que faz jogo só para agradar os manifestantes e eu não sou disso, sempre digo o que penso. Esses deputados que mais vão para a mídia defender a aprovação da PEC são os mesmos que cruzam os braços e não fazem nada para tirá-la da gaveta”, declarou.

Comentários