Deputado Marcio Bittar presta contas de seu terceiro ano de mandato

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara Federal, deputado Marcio Bittar (PSDB/AC), dedica todo este final de semana a prestar contas de seu mandato em Rio Branco. Na sexta-feira,...

bittar_valdomiro2O primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara Federal, deputado Marcio Bittar (PSDB/AC), dedica todo este final de semana a prestar contas de seu mandato em Rio Branco.

Na sexta-feira, dia 1º,  o deputado realizou visita a bairros de Rio Branco, onde foi recebido por um grupo de moradores do bairro Sobral.

O encontro foi realizado no Forró do Valdomiro e os participantes puderam conhecer as atividades desenvolvidas pelo parlamentar no decorrer de 2013.

“Faço questão de ter este contato transparente com as pessoas que me elegeram e mostrar à elas minhas ações em Brasília”, ressaltou Bittar.

Somente este ano o deputado Marcio Bittar apresentou 05 projetos de Lei, confira:

  1. PEC 269/13 – Extingue a pensão de ex-governadores e ex-prefeitos;
  2. PL 5066/13 – Concede seguro desemprego a seringueiros;
  3. PL 5129/13 – Permite a utilização das margens de rodovias federais para agricultura de subsistência;
  4. PL 5130/13 – Concede gratuidade no estacionamento de estabelecimentos como, shopping Center, hospital, supermercado, centro comercial, aeroporto e rodoviária;
  5. PL 5340/13 – Isenta de IPI e IOF os mototaxistas.

“Há quarenta anos vivo no Acre e me sinto na responsabilidade de produzir leis que possam melhorar ou amenizar as dificuldades da vida de nossa população. Esta é minha contribuição como parlamentar”, ressaltou Marcio Bittar.

Visita a sindicatos

Na sexta-feira, 1,  o deputado realizou visita ao Sindicato dos Urbanitários, onde ouviu a categoria sobre uma possível privatização das empresas de energia e também foi convidado a participar de um evento nacional, a ser realizado em Maceió, em meados de novembro.

Bittar também esteve com os Policiais Federais, onde conversou com a categoria sobre a PEC 51, em tramitação no Congresso Nacional, e outras demandas da classe, principalmente quanto a equipamentos e, especificamente, tráfico de drogas no Acre. “Através do nosso Estado a droga do Peru e Bolívia está sendo distribuída para o restante do país e, quiçá, do mundo”, comentou Marcio.

No Peru e na Bolívia, parte da produção de coca é legal e destina-se ao consumo tradicional (mastigação das folhas para combater os efeitos da altitude), à indústria (chás e medicamentos) e à exportação.

O Peru é o maior produtor mundial de coca. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 100 mil camponeses peruanos cultivam 300 mil hectares de coca. Apenas 5% dessa produção é utilizada para fins legais. Com o resto, o tráfico abastece 60% do mercado mundial. “Não temos condições materiais de fiscalizar toda a fronteira, mesmo tendo conhecimento deste potencial dos países vizinhos. Precisamos de uma melhor estrutura para combater o tráfico de drogas em nosso Estado”, disse Franklim de Albuquerque, presidente do Sindicado dos Policiais Federais no Acre.

Em seguida o deputado federal Marcio Bittar esteve com os Inspetores da Polícia Rodoviária Federal, Henzio Albuquerque, chefe substituto da Delegacia PRF/AC, Odília Vieira e Adriete Albuquerque. Os agentes federais explanaram ao deputado a situação da Polícia Rodoviária no Estado, que não tem sede e é uma delegacia subordinada à Superintendência de Rondônia. “Atualmente trabalhamos com um efetivo de 33 inspetores para fiscalizar toda a malha viária do Acre. Devido a burocracia de sermos uma delegacia, muitas vezes, para solucionar rápido uma pequena demanda, compramos, por exemplo, tinta para impressora, com dinheiro do nosso bolso”, informou Henzio.

Assessoria

Comentários