Ação deflagrada nesta segunda-feira investiga fraudes nos quatro maiores fundos de pensão do país, avaliadas em pelo menos 8 bilhões de reais

Veja

O empresário Joesley Batista, um dos donos da J&F, holding proprietária da JBS (Claudio Gatti/VEJA)
O empresário Joesley Batista, um dos donos da J&F, holding proprietária da JBS (Claudio Gatti/VEJA)

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da J&F, holding que é proprietária da JBS, foram alvos de mandados de busca e apreensão e condução coercitiva no âmbito da Operação Greenfield. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A ação foi deflagrada nesta segunda-feira para investigar fraudes nos quatro maiores fundos de pensão do país: Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras), Funcef (Caixa Econômica Federal) e Postalis (Correios).

Ao todo, foram expedidos 127 mandados judiciais expedidos pela 10ª Vara Federal de Brasília, sendo sete de prisão temporária, 106 de busca e apreensão e 34 de condução coercitiva nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Amazonas, além do Distrito Federal.

Até o momento a assessoria de imprensa da empresa não se manifestou, segundo o jornal.

Comentários