No país, de 513 deputados, 31 foram eleitos sem atingir a cláusula

Dos 513 deputados federais que tomam posse na sexta-feira (1), 31 foram eleitos por nove partidos que não atingiram a cláusula de barreira – instrumento criado para reduzir os partidos com pouca representação na Câmara dos Deputados. No Acre, uma deputada faz parte dessa estatística.

Deputada do PCdoB/AC, Perpétua Almeida – Foto:Divulgação

autonomia para mudar de partido a qualquer momento sem risco de perder o mandato. Além da representante do Acre, o PCdoB elegeu outros oito deputados deputados – dois na Bahia, dois no Maranhão, uma no Amapá, uma no Rio de Janeiro, um em Pernambuco e um em São Paulo. O PHS elegeu seis; o Patri, cinco; o PRP, quatro; o PMN, três; o PTC, dois; o PPL, a DC e a Rede elegeram um cada.

Até o momento, o PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, é o partido com previsão de receber o maior número de deputados. A bancada já conta com 54 parlamentares, dos quais 52 foram eleitos em 2018 e dois já anunciaram a migração: Bia Kicis (eleita pelo PRP-DF) e Pastor Gildenemyr (eleito pelo PMN-MA).

Comentários