Integrantes do “tribunal do crime” filmaram toda a ação, desde o ‘interrogatório’ até a execução de Gustavo Conceição

Kelve Lima da Silva e Francionar Gomes, acusados de pertencer ao “tribunal do crime” e de executar a tiros Gustavo Conceição do Nascimento, de 23 anos, no dia 16 de maio do ano passado, serão julgados na manhã desta quinta-feira (14), pela Primeira Turma da Vara Criminal de Rio Branco.

Na época, os criminosos gravaram um vídeo onde Gustavo aparece sendo interrogado pela dupla e sendo questionado sobre qual facão criminosa ele pertencia e por qual motivo estaria “passeando” ou o que estaria fazendo na região, dominada pelo Bonde dos 13.

No vídeo, Gustavo ainda argumentou em sua defesa que muito embora tivesse pertencido a facção criminosa do Comando Vermelho, já havia “rasgado a camisa”, e estava frequentando uma comunidade religiosa.

Sem piedade, Gustavo da Conceição é executado com com dois tiros na cabeça. O corpo só foi encontrado no dia seguinte, com os braços e pernas amarrados numa região de mata no ramal Menino Jesus, no bairro Taquari, do Segundo Distrito da capital.

Após o crime, o serviço de investigação da Polícia Civil conseguiu identificar e prender tanto Kelvin quanto Francimar, apontados como os executores do crime.

Na audiência desta quinta, o Ministério Público Estadual, vai pedir pela condenação dos acusados por sequestro, cárcere privado, tortura, assassinato, ocultação de cadáver, tráfico de drogas e por associação ao crime organizado.

Comentários