Conecte-se conosco

Acre

Durante encontro sobre segurança na fronteira, governo do Acre investe mais R$ 9,7 milhões nas forças policiais

Publicado

em

O Acre sediou entre os dias 20 e 21 de outubro o I Encontro de Segurança Fronteiriça Brasil-Bolívia. O evento teve como principal objetivo fortalecer as ações desenvolvidas pelas forças policiais dos dois países, bem como estreitar as relações interinstitucionais. Durante o encontro, houve ainda a assinatura de uma carta de intenções, que pontou uma série de itens referentes a adoção de estratégias no enfrentamento aos crimes transfronteiriços.

Acre sediou o I Encontro de Segurança Fronteiriça Brasil-Bolívia entre os dias 20 e 21 de outubro. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Brasil e Bolívia possuem a maior faixa de fronteira entre os países da América do Sul. Essa peculiaridade é responsável por grandes desafios a serem superados na área da Segurança Pública. Os 3.423 quilômetros que delimitam as duas nações são, em sua maioria, locais inóspitos, que acabam facilitando a prática de delitos, principalmente o tráfico de drogas, armas e pessoas, além da travessia de veículos roubados.

Presente à solenidade, o governador Gladson Cameli fez um retrospecto positivo dos inúmeros investimentos realizados em sua administração em prol da Segurança Pública acreana. Sobre o tema específico do encontro, o chefe de Estado recordou a criação do Grupamento Especial de Fronteira (Gefron). Em atuação desde 2019 , a força policial tem se destacado por sua atuação firme no combate aos crimes fronteiriços.

Governador Gladson Cameli destacou ações de sua gestão em prol do fortalecimento da Segurança Pública acreana. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Aqui no Acre, criamos o Gefron para reforçar as ações de segurança nos milhares de quilômetros de fronteira que temos com a Bolívia e o Peru. Mas essa iniciativa do nosso governo, como todos sabem, não é o suficiente para darmos conta dessa imensa tarefa. Precisamos do apoio constante da Polícia Federal, do nosso Exército e da União com as forças de segurança dos países vizinhos”, declarou.

Já o vice-ministro de Segurança Cidadã da Bolívia, Roberto Ríos Sanjinés, enalteceu a realização do encontro binacional. Segundo ele, os dois países precisam estar mais unidos e alinhados por meio de estratégias que resultem em duros golpes contra a criminalidade.

Vice-ministro de Segurança Cidadã da Bolívia, Roberto Ríos, afirmou que os dois países precisam estar mais unidos e alinhados por meio de estratégias que resultem em duros golpes contra a criminalidade Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Estes espaços de irmandade entre os países vizinhos nos permitem coordenar ações para lutar contra a delinquência. Os delitos transnacionais merecem ter atenção não só das instituições federais, mas de todas as instâncias que temos nos dois países. É muito importante que a burocracia não seja obstáculo e nos permitam avançar”, afirmou.

Carta de intenções é assinada entre os dois países

Autoridades dos estados brasileiros do Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e dos departamentos bolivianos de Pando e Santa Cruz assinaram uma carta de intenções com 17 propostas para robustecer o combate a criminalidade na região de fronteira. O documento também foi referendado por representantes dos governos nacionais dos dois países.

Entre os pontos pactuados, destaque para o intercâmbio entre as polícias bolivianas e brasileiras; criação de enlaces, por meio de grupos em redes sociais, para discussão de interesses no nível estratégico; patrulhamento policial conjunto na região de fronteira; promoção de atividades de capacitação integrada permanentes destinadas ao combate dos crimes transfronteiriços; implementação de tecnologia integrada de consulta de veículos; e implementação de tecnologia de busca de pessoas, em especial de indivíduos com mandados de prisão.

Carta de intenções para fortalecer enfrentamento aos delitos transnacionais foi assinada por autoridades dos dois países. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Saímos deste encontro com uma carta de intenções com 17 estratégias pontuais, que potencializarão o combate aos crimes transfronteiriços, que passam pelo Brasil e Bolívia. É um grande avanço e o primeiro momento que estamos observando, efetivamente, ações integradas dos Estados brasileiros, independentemente de competência ou atribuição constitucional, no sentido de estabelecer o combate e a prevenção adequada a estes crimes”, explicou o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha dos Santos.

Segurança Pública do Acre recebe novas viaturas, equipamentos e insumos

Como parte da programação do encontro, o governador Gladson Cameli fez a entrega de 31 viaturas policiais, 13 quadriciclos, equipamentos de informática, insumos para o Departamento de Polícia Técnico-Científica, coletes de proteção balística e capacetes balísticos. Ao todo, o investimento por parte do Estado foi de R$ 9,7 milhões.

Segurança Pública recebeu 31 novas viaturas policiais e outros equipamentos para o combate ao crime. Investimentos do governo do Acre somam R$ 9,7 milhões. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“A Polícia Civil está recebendo viaturas específicas para o Departamento de Polícia Técnico-Científica, o nosso serviço de perícia, que é fundamental para atender e solucionar os inquéritos e investigações em andamento. São três viaturas caracterizadas e outras descaracterizadas, que servirão às equipes de investigação. São investimentos fundamentais e quem ganha com isso é a sociedade”, disse o diretor-geral da Polícia Civil, delegado Josemar Portes.

Nos próximos dias, mais 67 viaturas serão entregues a Segurança Pública. O governo do Estado não vem medindo esforços para combater o crime e restabelecer a paz entre as famílias do Acre. Desde o início da gestão Gladson Cameli, as forças policiais têm sido completamente reestruturadas. Somente na contratação de profissionais, mais de mil agentes das polícias Militar e Civil foram contratados. Muito em breve, novos concursos públicos serão realizados para reforçar os quadros das instituições que integram o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp).

Comentários

Acre

Quase 50 kg de cocaína são apreendidos neste final de semana no Acre

Publicado

em

Neste final de semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Acre apreendeu 49,34 kg de drogas em duas ocorrências distintas, uma no município de Xapuri/AC, em frente à Unidade Operacional (Uop) recém reinaugurada, e outra no município de Acrelândia/AC, quase na divisa com o estado de Rondônia.

Na ocorrência de Sábado à noite, que foi uma operação integrada com o Grupo Especial de Fronteira do estado do Acre (GEFRON) e que contou com informações passadas pela Polícia Federal no Acre, um veículo de passeio com apenas um ocupante foi parado para fiscalização em frente à Uop de Xapuri. Durante as buscas no interior do veículo foram descobertos 16 pacotes com substância com característica de pasta base de cocaína, com um peso total de 20,7 kg. Feito o teste preliminar de verificação, a reação foi positiva para entorpecente. Assim, o condutor do veículo, a droga e seus pertences foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Epitaciolândia.

Na segunda ocorrência, neste Domingo, menos de 24 horas após a ocorrência de Xapuri, um outro veículo que se dirigia para a divisa do estado do Acre com Rondônia foi apreendido. Dentro do automóvel havia um compartimento preparado, visando escapar de fiscalização, com diversos tabletes com substâncias com aparência de cloridrato de cocaína (pesando no total 26,5 kg) e pasta base de cocaína (pesando 2,14kg). A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal em Rio Branco para as providências legais pelo enquadramento de tráfico de drogas.

Comentários

Continue lendo

Acre

Comando Geral emite nota sobre o caso do sargento que atirou em estudante de medicina

Publicado

em

Paulo César Gomes da Silva, Coronel PM do Acre, durante sua posse no comando da Instituição – Foto/Divulgação

O Comando Geral da Polícia Militar do Acre acaba de divulgar uma nota de esclarecimento sobre o caso do sargento Erisson Nery, acusado de atirar por duas vezes contra Flávio Endres de Jesus Ferreira, 30 anos que está internado no Pronto Socorro de Rio Branco.

Na publicação, o Comando Geral informa que está apurando disciplinarmente os fatos e que adotará as medidas disciplinares cabíveis, ficando sob responsabilidade da Polícia Civil a apuração criminal.

Veja a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre os fatos envolvendo os policiais militares Sargento Erisson Nery e Sargento Alda Radine, no município de Epitaciolândia, na noite deste sábado, 27, a Polícia Militar do Acre (PMAC) informa que está apurando disciplinarmente os fatos e tomará as medidas disciplinares pertinentes e que a apuração criminal caberá à Polícia Civil.

Esclarece que até o presente momento o policial militar Sargento Erisson Nery ainda não foi localizado, nem tampouco se apresentou, no entanto a PM continua em diligências com o fim de localizá-lo.

A instituição reafirma que não compactua com ações que firam as normas legais ou que contrariam os valores castrenses seguidos pela corporação ao longo de sua história.

Atitudes tomadas por quaisquer membros da corporação no âmbito de suas vidas institucional, e devem ser apuradas à luz do que determina a legislação.

Rio Branco-AC, 28 de novembro de 2021.

Paulo César Gomes da Silva – Coronel PM
Comandante-Geral da PMAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Terremoto deixa igrejas em ruínas, casas desabadas e estradas destruídas no Peru

Publicado

em

O terremoto do magnitude 7.5 registrado neste domingo, 28, as 6:00 horas da manhã deixou pelo menos duas pessoas feridos e 75 pessoas afetados pelo ocorrido.

Os feridos foram registrados nas províncias de Luya e Chachapoyas. Até o momento, não há relatos de fatalidades como resultado do terremoto.

Um morador explicou que as casas atingidas são construídas principalmente em adobe e que a maior parte das casas na selva estão “dispersas” . “Felizmente, há apenas danos às casas, não à saúde”, disse ele .

De acordo com o relatório do Indeci , no distrito de Valera, província de Bongará (AM), foram registradas 30 pessoas afetadas; 10 no distrito de Cajaruro, província de Utcubamba; 25 na província do Alto Amazonas; e 10 na província de Chachapoyas.

Como recorde-se, segundo o IGP, o terremoto ocorreu às 05h52 e o epicentro localizou-se 98 quilômetros a leste do distrito de Santa María de Nieva, província de Condorcanqui (Amazonas).

O terremoto teve uma profundidade de 131 quilômetros e atingiu a intensidade de VII. Os primeiros relatórios indicam danos materiais nos distritos de Valera, San Jerónimo e Leimebamba.

Foi relatado o colapso de várias estruturas após o terremoto. Uma delas foi a torre da igreja no distrito de La Jalca, que desabou após o terremoto.

 

O internauta @ sergiobucks93 capturou um vídeo do momento preciso do terremoto em Juanjuí, que também causou falta de energia, embora não haja relatos de feridos ou vítimas que se arrependam.

 

 

Por outro lado, o distrito de La Jalca desabou a torre de 14 metros de altura da igreja local devido à intensidade do terremoto. Vídeos circularam nas redes sociais logo após o colapso.

A construção, datada do século 16, é considerada Patrimônio Histórico do Peru. Foi o templo cristão mais antigo da região, pois está ligado à primeira fundação da cidade de Chachapoyas, em 1538.

 

 

 

Posteriormente, mais danos materiais foram registrados na região amazônica como resultado do terremoto, o mais forte até agora neste ano.

 

 

O prefeito do distrito de Jalca Grande em Chachapoyas, Walter Culqui, informou que após o terremoto de magnitude 7,5 ocorrido esta manhã em Santa María De Nieva, na província de Condorcanqui, região do Amazonas , pelo menos 70% das residências foram afetadas em seu distrito, bem como três pessoas levemente feridas.

“É uma cidade histórica, as casas são feitas de barro, pedra. Há 70% de dano aqui. Somos mais de 3.000 famílias e temos 70% dos afetados ”, disse ao RPP Notícias. Ele acrescentou que sítios arqueológicos muito importantes na região desabaram devido ao forte terremoto, como a igreja de La Jalca Grande.

Ele indicou que as autoridades estão visitando bairro por bairro para determinar a magnitude das perdas materiais e danos na área. “Estamos olhando os escombros, estamos vendo danos pessoais. Até agora temos três feridos. Devemos agradecer a Deus que tenha sido de madrugada porque as pessoas estão saindo para o trabalho agrícola, para os mercados ”, disse.

Sobre os feridos, o prefeito Culqui explicou que são menores e foram atendidos no posto de saúde. “(Eles têm) arranhões, inchaços”, disse ele .

Em outro momento, o governante solicitou o envio de maquinários ao seu distrito para a movimentação de entulhos decorrentes do desabamento de casas, bem como para a manutenção de estradas que estavam intransitáveis.

“Relata um acesso que foi afetado, há um quilômetro de desabamento. As estradas desabaram ”, disse ele .

O registro do terremoto foi sentido pela região norte do Brasil, Equador, colômbia e Peru.

 

Referencia de: El Comercio

Comentários

Continue lendo

Em alta