Outra mudança é que a hora-aula para o ensino médio passa a ser de 60min, conforme Silva, havia uma distorção que o ensino médio ainda não havia acompanhado.

Dez escolas estaduais no Acre começam ano letivo com novo ensino médio nesta segunda-feira — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre
Por Alcinete Gadelha

Dez escolas estaduais começam o ano letivo com o novo ensino médio, nesta segunda-feira (18), na capital.

Oito são da zona urbana e duas na zona rural e vão ter o projeto piloto e apenas os estudantes do 1º ano vão passar pela mudança, inicialmente. No anos seguintes, vai ser implementado para o 2º e 3º ano.

Com a mudança, os estudantes vão ter que cumprir mil horas aulas durante o ano e 3 mil durante todo o ensino médio. Então, são cinco horas diárias, com entrada às 7 horas e saída às 12h15, no turno da manhã; e de 13 horas às 18h15 a tarde. A educação física continua sendo feita no contraturno.

___________

A reforma flexibiliza o conteúdo que será ensinado aos alunos, muda a distribuição do conteúdo das 13 disciplinas tradicionais ao longo dos três anos do ciclo. Na parte diversificada existem os itinerários informativos que inclui ciências humanas, linguagem e tecnologia, matemática, ciências da natureza ou técnico.

___________

Luiz Carlos da Silva, chefe da Divisão de Ensino Médio, diz que a mudança de implementação da nova matriz requer que 1,8 mil horas sejam para a base comum curricular e as outras 1,2 mil para a parte diversificada.

“Para ajudar eles nessa escolha, nós temos aí esse período de escolha do projeto de vida e essa disciplina começa primeiro com o trabalho de autoconhecimento e temos uma segunda etapa de conhecimento dele na sociedade. Depois temos a parte de planejamento e execução do projeto de vida dele”, disse o coordenador.

Mudanças

Conforme explica o coordenador, os professores passaram por um período de formação, assim como a equipe gestora e também vai ter formação para os professores que vão fazer parte do projeto de vida.

“Fora isso, nós teremos o acompanhamento e a formação contínua durante esse período de implantação, inclusive, com a discussão e elaboração do novo currículo”, disse.

Além disso, Silva diz que o trabalho é para que no próximo ano todas as escolas de ensino médio tenham o novo ensino implantado e estendido para alunos do 2º e 3º ano.

Passam pela mudança as escolas Eloísa Mourão Marques, José Rodrigues Leite, Henrique Lima, Leoncio de Carvalho, Clícia Gadelha, Dr. João Batista Aguiar, Lourival Sombra, Adalberto Sena, na zona urbana. Santiago Dantas e Major João Cancio são as duas da zona rural.

Outra mudança é que a hora-aula para o ensino médio passa a ser de 60 minutos, conforme Silva, havia uma distorção que o ensino médio ainda não havia acompanhado.

“Por isso a gente teve que ajustar todas as escolas para 60 minutos. Tendo essa adequação a escola pode colocar dentro do próprio turno, ou na educação física, por conta disso, duas vezes na semana as escolas vão sair mais tarde e nos outros três dias saem no horário normal”, conclui.

Comentários