_DSC0060

A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB), usou a Tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta quarta-feira (13), para pedir que o Estado solucione o caso da senhora Laísse da Conceição Magalhães abandonada no hall do prédio.

Dona Laísse, viúva e mãe de 6 filhos, foi despejada, invadiu uma residência no Andirá, foi retirada de lá pela Polícia e deixada por eles no hall da Assembleia Legislativa, onde famílias do Beco do H, Embratel e Beco da Tuca estão acampadas.

_DSC0096Segundo Sinhasique, as Secretarias da Mulher, de Direitos Humanos e de Assistência Social já tem ciência do caso e nada fizeram por essa senhora. “É um desrespeito muito grande! Os órgãos que deveriam prestar atendimento a uma mãe vulnerável e em situação de risco com os seus filhos não estão agindo”.

Eliane lamenta que as Secretarias do Estado não ofereçam assistência para essa família. “Por que é que a Secretaria de Direitos humanos não se manifesta? Por que é que a Secretaria de Assistência Social faz vista grossa? A Secretaria da Mulher me envergonha porque tem dinheiro para colocar cargos comissionados, mas não tem um centavo para alugar um quarto para abrigar essa senhora com os seus 6 filhos”.

Para ela é inaceitável que o Estado acolha tão bem os imigrantes e deixe os acreanos desassistidos. “Eu fico estarrecida de ver que para receber os haitianos as Secretarias arrumam dinheiro, alugam espaços e não podem acomodar uma acreana”.

Após encaminhar essa família à todas essas Secretárias do Estado e não obter respostas, Sinhasique pediu intervenção do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim).

Comentários