Conecte-se conosco

Cotidiano

Em Iñapari, governo busca soluções para o fluxo migratório entre Brasil e Peru

Publicado

em

Prevendo o aumento de migrantes no Brasil, na manhã da última quarta-feira, 6, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM), compareceu a uma reunião com membros da segurança peruana, em Iñapari.

Autoridades do Peru alinhando questões migratórias com a equipe do Governo. Foto: Clara Vitória/SEASDHM.

Membros do órgão de assessoria da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) acompanharam a equipe do governo para conhecer melhor os seus locais de estudo, estreitar as relações das instituições e compreender como funciona o fluxo de migrantes antes deles chegarem ao Acre.

“Quando assumi minha função, senti a dificuldade das relações entre os países, e defini como essencial realizar essas conversas prévias e a troca de informações, facilitando as situações e possibilitando melhores cooperações”, relata Alan Oleskovicz, superintendente da Abin no Acre, que entende que as questões que envolvem o fluxo migratório não são fáceis e questiona as autoridades peruanas sobre diversas problemáticas, na busca de soluções que possam ser apresentadas aos governos.

Reunião contou com a presença de membros da SEASDHM, membros da Abin e oficiais da Polícia Nacional Peruana. Foto: Clara Vitória/SEASDHM.

O coronel da Polícia Nacional de Peru, Manuel Oswaldo Diaz Barco, chefe da divisão de tráfico ilícito de migrantes, acompanhado de policiais que trabalham combatendo o tráfico de pessoas, participou como parte integrante da conversa, dando a perspectiva da segurança peruana.

“Asiáticos, haitianos e colombianos são alguns dos migrantes que passam pelo Peru. Em trânsito para outras localidades, se colocam na posição de possíveis vítimas do contexto da migração”, aponta o coronel Diaz, que se preocupa quanto à regularização dos documentos e intenções daqueles que ingressam ao país.

Sub-oficial da Polícia Nacional do Peru, Geever Aguayo, falando sobre o fluxo migratório de seu país. Foto: Clara Vitória/SEASDHM.

Maria da Luz, chefe do Departamento de Proteção e Defesa dos Direitos Humanos, na ocasião, explicou para as autoridades peruanas como o governo atua auxiliando migrantes e refugiados, com medidas de prevenção, capacitações e o recebimento de migrantes nos abrigos do estado, onde eles são acolhidos e recebem acompanhamentos. Um trabalho que provém apoio social e que necessita da parceria de diversas instituições, como a polícia e as prefeituras dos municípios.

Comentários

Cotidiano

Quina de São João teve 11 ganhadores; confira os números

Publicado

em

Vencedores receberão pouco mais de R$ 17,8 milhões cada

Realizado na noite de ontem (25) em Campina Grande, na Paraíba, o concurso 5.881 da Quina, a Quina de São João, teve 11 ganhadores. Cada um receberá R$ 17.813.226,63.

Veja as dezenas sorteadas:

35 – 36 – 49 – 75 – 80

Outras 2.026 apostas levaram a quadra, que pagará R$ 7.045,11 para cada vencedor. Para bilhetes com três números corretos, o prêmio é de R$ 87,18, enquanto apostas que acertaram apenas dois números receberão R$ 3,34.

O maior prêmio dado pela Quina de São João continua sendo o realizado em junho de 2021, quando a Caixa ofereceu R$ 204.813.741,28. Este foi o segundo maior prêmio pago pelo concurso desde sua criação.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Marcus Vinicius é campeão pela 1ª vez da Copa do Mundo de Tiro com Arco

Publicado

em

Por

Marcus Vinicius D’Almeida é campeão em Paris
Imagem: Divulgação

Os ventos de Paris, palco da próxima Olimpíada, fizeram bem ao brasileiro Marcus Vinicius D’Almeida. O garoto de 24 anos venceu hoje (26) a etapa francesa da Copa do Mundo de Tiro com Arco, alcançando pela primeira vez na carreira um pódio neste tipo de competição. No caminho, venceu três campões olímpicos.

Marcus, que já havia sido vice-campeão mundial no ano passado, na conquista mais importante e relevante de sua carreira, chegou ao ouro neste domingo (26) com uma campanha de respeito. Em menos de uma hora, ele venceu dois sul-coreanos: Jin Hyek Oh, por 6 a 4, na semifinal, e Je Deok Kim, por 6 a 5, na flecha desempate.

Nas quartas de final, ele já havia vencido o turco Mete Gazoz, campeão olímpico individual em Tóquio, e hoje, tanto na final quanto na semifinal, passou por integrantes da equipe sul-coreana que ganhou a medalha de ouro olímpica por equipes — a Coreia é a maior potência do esporte. Kim, adversário da final, ainda foi campeão olímpico nas duplas mistas.

A Copa do Mundo de Paris não foi disputada no mesmo local onde vão acontecer as provas olímpicas de 2024. A primeira fase da competição foi sediada no Stade Charléty, estádio do Paris FC, e a fase final, hoje, foi realizada no Château de Vincennes, um castelo a leste de Paris. Nos Jogos, o tiro com arco será no palácio nacional Les Invalides, no coração de Paris, um dos cartões postais da Cidade Luz.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Vasco vence, mas Endrick faz 2 e Palmeiras conquista Copa do Brasil sub-17

Publicado

em

Por

O Palmeiras conquistou hoje (26) a Copa do Brasil sub-17. Apesar de ter perdido para o Vasco pelo placar de 4 a 2 no estádio de São Januário, o time tinha a vantagem do primeiro jogo (4 a 1) e contou com uma boa atuação de Endrick. Ele fez os dois gols do alviverde, enquanto André, Rayan, Gabriel Vareta (contra) e Lipão fizeram para o cruz-maltino.

Endrick foi o artilheiro da competição, com oito gols em seis jogos.

O Vasco abriu o placar logo no começo, aos oito minutos. André se movimentou dentro da grande área e recebeu um ótimo lançamento; sem dominar, ele já mandou direto para a rede. O time continuou pressionando no segundo tempo e Rayan ampliou, aos 10, após driblar dois adversários, com um toquinho por cima do goleiro César.

O Palmeiras, na vantagem, se viu contra a parede e conseguiu diminuir logo em seguida. Endrick recebeu a bola no meio campo, segurou dois defensores e tocou para Figueiredo, que tocou para Thalys. Ele devolveu para Endrick, livre, diminuir o placar.

Aos 23, o Vasco conseguiu fazer mais um gol. Gustavinho entrou na era do Palmeiras pelo lado direito do ataque e cruzou para o meio; Gabriel Vareta, do Palmeiras, desviou no caminho e mandou para a própria rede. Aos 36, Endrick fez mais um gol. Ramon sofreu falta perto da grande área e o atacante mandou uma bomba de canhota, no cantinho, sem chance para o goleiro vascaíno.

Comentários

Continue lendo

Em alta