Barqueiro encontrou cadáver e o amarrou até a chegada dos bombeiros — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros do Acre

Mais um corpo foi encontrado boiando nas águas do Rio Acre, em Rio Branco, nesta quarta-feira (9). O primeiro foi ocadáver de Raimundo Carvalho da Silva, de 39 anos, achado por volta das 8h20. Ao meio-dia, um barqueiro encontrou outro corpo em estado de decomposição. O homem estava com as mãos amarradas.

O Corpo de Bombeiros do Acre fez o resgate do cadáver, que estava no Porto do Beco Beira Rio, bairro Cidade Nova, e acionou o Instituto Médico Legal (IML). A vítima ainda não foi identificada.

Primeiro corpo encontrado foi do trabalhador rural Raimundo da Costa — Foto: Arquivo pessoal

Os bombeiros informaram que a informação inicial era de que o cadáver boiava no rio na Gameleira, região do Segundo Distrito da capital acreana.

A equipe então foi avisada que um barqueiro havia pegado o cadáver e amarrado em uma estaca, dentro do rio.

A Polícia Militar do Acre (PM-AC) fez o isolamento da área.

Cadáver de trabalhador rural

O trabalhador rural Raimundo Carvalho da Silva, de 39 anos, estava desaparecido desde o sábado (5). A família chegou a falar que acreditava que o homem tinha sido sequestrado, quando estava no bairro Taquari com um amigo.

O cadáver de Silva foi achado após boiar às margens do Rio Acre na Rua Campo Novo, bairro Airton Sena.

Comentários