Candidatos Marcos Alexandre e Gladson Cameli – Foto/montagem

O senador Gladson Cameli (Progressistas) é o mais rico entre os candidatos ao Palácio Rio Branco que já entregaram seus pedidos de registro de candidatura ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC). Ao todo, o parlamentar se diz ser dono de um patrimônio avaliado em R$ 2,9 milhões. Entre estes bens está uma aeronave cujo valor é estimado em R$ 450 mil.

Na comparação com a declaração de bens da eleição de 2014, quando disputou o Senado Federal, o patrimônio do progressista evoluiu 99,4%. Quatro anos atrás, Cameli afirmou ser dono de bens avaliados em R$ 514 mil.

Considerada a correção monetária do período, este valor estaria hoje em R$ 653 mil; o cálculo feito por ac24horas para avaliar a variação levou em conta o montante de 2014.

Na declaração disponível pela Justiça não consta o modelo do avião que o senador afirma ser proprietário. O maior patrimônio de Gladson Cameli declarado são de bens e capitais, que totalizam R$ 1,2 milhão.

Na declaração de bens entregue ao TRE, o senador não apresenta bens imóveis, como casas e apartamentos. Outros patrimônios declarados são veículos automotores.

Mais pobre

Já o petista Marcus Alexandre Viana parece ter ficado mais pobre, ao menos na posse de bens. Em valor de mercado, seus pertences evoluíram. Da primeira disputa eleitoral, em 2012 para a Prefeitura de Rio Branco, o ex-prefeito ficou mais “pobre”.

Seis anos atrás, ele declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio estimado em R$ 558 mil. Corrigida a inflação do período, ficaria hoje em R$ 785 mil. Em sua declaração para concorrer ao cargo de governador este ano, Marcus Alexandre disse ter sob sua propriedade bens orçados em R$ 653 mil.

O mais alto deles é uma casa de R$ 350 mil. Em seguida estão dois terrenos de R$ 150 mil. De 2012 pra cá o petista “perdeu” seus três veículos que dizia ser dono à época. Em 2016, quando foi para a reeleição, ele só estava com um carro e duas casas, num total declarado de R$ 485 mil.

A candidata da Rede, Janaína Furtado, declarou como seus bens duas casas e um veículo automotor, totalizando R$ 275 mil. Já David Hall, do Avante, deu como sua propriedade dois veículos, avaliados em R$ 19 mil. A declaração do coronel Ulysses Araújo (PSL) não está disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral.

Por Fábio Pontes

Comentários