Conecte-se conosco

Cotidiano

Em três minutos, Palmeiras vira e vence o Atlético-GO pelo Brasileirão

Publicado

em

Com dois gols de Gustavo Gómez, um de Zé Rafael e outro de Gustavo Scarpa; Verdão lidera a competição com 25 pontos

Gustavo Gómez comemora com os companheiros de Palmeiras o gol contra o Atlético-GO
CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS (16.06.2022)

Palmeiras foi a campo no Allianz Parque sabendo do tropeço do Corinthians, que poderia ter tirado sua liderança, do Brasileirão 2022, e virou o jogo em três minutos contra o Atlético-GO, ainda no primeiro tempo, e terminou vencendo por 4 a 2, na noite desta quinta-feira (16) e chegou a 25 pontos conquistados.

A vitória do Verdão diante de 38.888 pessoas teve cinco gols anotados na etapa inicial. Foram dois do zagueiro Gustavo Gómez, um de Gustavo Scarpa e outro do aniversariante Zé Rafael. Luan, contra, e Churín, descontaram para o Dragão.

Com o resultado, o Palmeiras, sob o comando de Abel Ferreira aumentou sua invencibilidade para 18 partidas sem perder na temporada e abriu três pontos de diferença para o Timão, que tem 22. Além disso, se firmou ainda mais como o melhor ataque (23) do Campeonato Brasileiro e um saldo positivo de 16.

Próximos jogos

O Palmeiras fará agora um clássico na próxima partida. A equipe enfrentará o São Paulo, no Morumbi, às 20h, na segunda-feira (20), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, e que será o quarto Choque-Rei da temporada. Enquanto o Atlético-GO, entra em campo um dia antes, às 18h, contra o Juventude, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

O jogo
A equipe do Palmeiras que foi escalada neste jogo com três zagueiros de ofício, com Luan, Murilo e Gustavo Gómez, não demorou a tomar contar da partida. Aos 7′, Gabriel Veron achou um passe em profundidade para Piquerez, e o lateral-esquerdo chutou forte e obrigou o goleiro adversário a defender em dois tempos.

No minuto seguinte, o meia Gustavo Scarpa pegou uma bola mal afastada pela zaga do Atlético-GO e finalizou visando o canto superior do gol de Ronaldo, que, apenas torceu para que não fosse gol dos palmeirenses.

Aos 13′, em tabela ente Piquerez e Veron, o atacante do Verdão avançou pela intermediária e chutou para mais uma defesa do goleiro rival, que pediu para sua defesa sair com mais velocidade da grande área.

Aos 15′, Rony fez jogada individual pelo lado esquerdo ofensivo e lançou na área para Scarpa. Os jogadores do Alviverde pediram pênalti no lance, mas nem o juiz Ramon Abatti e o VAR (árbitro de vídeo) entenderam como uma infração faltosa o movimento do zagueiro Ramon Menezes.

Aos 19′, depois de um cruzamento na área por Zé Rafael e na disputa entre os jogadores, a bola acabou ficando no alto e o zagueiro Gómez, optou em dar uma bicicleta, inspirada em Rony, mas a finalização saiu para a linha de fundo.

Aos 28′, depois de um erro na saída de bola do zagueiro Luan, o atacante Wellington Rato arrancou pelo direito ofensivo e cruzou de esquerda na área, seu companheiro, o meia Jorginho desviou a bola que pegou no camisa 13 palmeirense. A bola acabou indo no travessão e no rebote o centroavante Churín finalizou para a meta palmeirense e contou a ajuda do defensor do Verdão para fazer 1 a 0.

Assim o Verdão acabou sendo vazado pela primeira vez depois de pouco mais de um mês, quando empatou em 1 a 1 com o Fluminense, também, no Allianz.

Empate, virada e goleada

Gómez e Luan se abraçam depois do Palmeiras fazer 4 a 1 ainda na etapa inicial

Gómez e Luan se abraçam depois do Palmeiras fazer 4 a 1 ainda na etapa inicial CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS (16.06.2022)

Aos 43′, em novo ataque do Verdão, surgiu um escanteio e o meia Gustavo Scarpa cobrou fechado no primeiro pau e após um desvio de Luan, Gustavo Gómez completou para virar o jogo para 2 a 1.

No minuto seguinte, aos 44′, um roubo de bola no campo de ataque, fez com que, Dudu lançasse para Gabriel Veron, que mais uma vez encontrou um companheiro melhor posicionado e o Scarpa, de direita, fez o terceiro e botou fogo no Allianz Parque ainda comemorava a virada. E tinha mais.

Aos 48′, o camisa 14 bateu mais um escanteio fechado na área do Atlético-GO e depois do desvio de Dudu ser defendido pelo goleiro Ronaldo, Gómez, retornando da seleção paraguaia, onde serviu durante a data Fifa, emplacou  seu segundo no jogo e o 4 a  1 em favor do Palmeiras.

Segundo tempo

Os primeiros dez minutos da etapa final foram com o Atlético-GO buscando ficar mais com a bola e tentando se manter ainda vivo na partida que acabou em apenas oito minutos do primeiro tempo.

Mas, no entanto, quem marcou foi o Palmeiras. Aos 15′, em jogada de Wesley que havia entrado no lugar de Dudu, o camisa 11 partiu pelo lado esquerdo ofensivo e cruzou para Breno Lopes, outro que saiu do banco, substituindo Gustavo Scarpa e completou para o gol.

Aos 16′, contudo, tanto os juizes de campo quanto o VAR, atestaram corretamente a irregularidade na hora que o camisa 19 chutou a bola para fazer o 5 a 1 e a partida seguiu com o Verdão buscando o ataque, no Allianz Parque, depois da vantagem construída nos últimos oito minutos antes do intervalo.

Aos 28′, o problema do Atlético-GO só aumentou. O lateral-esquerdo Arthur Henrique, que entrou no intervalo, no lugar de Jefferson, precisou fazer matar um contra golpe falta do Verdão, no meio-campo e acabou expulso de forma direta.

Aos 31′, o Palmeiras seguia atrás do quinto gol, e após uma troca de passes ofensivas, Breno Lopes encontrou Atuesta na entrada da área, que ajeitou para a perna direita, chutou colocado e Ronaldo espalmou para fora da grande área.

Aos 33′, em falta da intermediária cobrada por Wellington Rato, Weverton saiu errado da meta palmeirense e a bola sobrou para o centroavante Churín, que, desta vez, sem ajuda de um desvio, completou para fazer 4 a 2 no placar.

A equipe de Abel Ferreira depois de demonstrar uma força mental diante da dificuldade no primeiro tempo, apenas administrou o resultado na etapa final. Perdeu chances de aumentar e acabou levando um gol em outra falha individual, agora, de Weverton.

Aos 48′, ainda deu tempo para o atacante Rony tentar uma bicliceta, porém, não deu certo. Agora, o Palmeiras, tem 25 pontos, três mais que o segundo, com este triunfo diante dos goianos.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras 4 x 2 Atlético-GO
Local: Allianz Parque, São Paulo
Data e hora: quinta-feira (16/06), às 18h
Público e Renda: 38.888 / R$ 2.130.000,00
Árbitro:  Ramon Abatti Abel (SC)
Auxiliares:  Kleber Lucio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Quarto árbitro: Thiago Lourenço de Mattos (SP)
VAR:  Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelo: Danilo, aos 22′ 1º/T e Zé Rafael, aos 4′ 2º/T (Palmeiras); Churín, aos 38′ 1º/T (Atlético-GO)
Cartão vermelho: Arthur Henrique, aos 29′ 2º/T (Atlético-GO)

Gols: Luan (contra), aos 28′ 1º/T e Churín, aos 33′ 2º/T (Atlético-GO); Zé Rafael, aos 41′ 1º/T, Gustavo Gómez, aos 42′ e 48′  1º/T e Gustavo Scarpa, aos 43′ 1º/T (Palmeiras)

PALMEIRAS: ​​Weverton; Luan (Mayke), Gustavo Gómez e Murilo; Piquerez, Danilo (Gabriel Menino), Zé Rafael, Gabriel Veron (Breno Lopes) e Gustavo Scarpa (Atuesta); Dudu (Wesley) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

ATLÉTICO-GO: Ronaldo; Hayner, Edson Felipe, Ramon Menezes e Jefferson (Arthur Henrique); Gabriel Baralhas, Marlon Freitas (Lucas Lima) e Jorginho (Léo Pereira); Luiz Fernando (Airton), Wellington Rato e Churín. Técnico: Jorginho.

Comentários

Cotidiano

Brasil vai enfrentar o Japão nas quartas de final da Liga das Nações

Publicado

em

Após início arrasador, japonesas caíram do topo do tabela para o quinto lugar na classificação

O Brasil conheceu na tarde deste domingo o seu primeiro rival na fase final da Liga das Nações, que será disputada a partir do dia 13 de julho, na Turquia. A renovada seleção do técnico José Roberto Guimarães vai enfrentar o Japão nas quartas de final. Após um início arrasador no torneio, as japonesas engataram uma série de quatro derrotas seguidas e caíram do primeiro para o quinto lugar na tabela de classificação.

Brasil fez uma ótima campanha na fase regular da Liga das Nações — Foto: Divulgação/FIVB

Brasil fez uma ótima campanha na fase regular da Liga das Nações — Foto: Divulgação/FIVB

O time brasileiro garantiu a segunda posição após os 12 jogos da fase regular, com 10 vitórias e duas derrotas. No entanto, devido ao novo sistema de disputa da Liga das Nações, a seleção de Zé Roberto avançou para às finais com a terceira colocação. A Turquia tinha classificação assegurada por ser sede da última fase e virou cabeça de chave por ter ficado entre as 8 melhores equipes da etapa regular. Caso ficasse fora do recorte, entraria com a 8ª vaga.

A ida da Turquia ao topo da tabela empurrou as demais seleções para novas posições. Dessa forma, os EUA, que estavam na liderança, avançaram à fase final em segundo, o Brasil passou em terceiro, a Itália em quarto, a China em quinto, o Japão em sexto e Sérvia em sétimo e a Tailândia, que apresentou um jogo consistente desde a etapa inicial e conquistou o cenário do vôlei, entrou em oitavo.

Quartas de final da Liga das Nações

Turquia (1º) x Tailândia (8º)
Estados Unidos (2º) x Sérvia (7º)
Brasil (3º) x Japão (6º)
Itália (4º) x China (5º)

Brasil e Japão na temporada

O Brasil e Japão se enfrentaram duas vezes em 2022, antes da estreia das Liga das Nações. Em jogos amistosos, nos Estados Unidos, o time asiático levou a melhor em quadra. Vale ressaltar, porém, que peças importantes como a ponteira Gabi, por exemplo, ainda não tinham se apresentado ao elenco. A seleção fez uma ótima campanha na fase regular da Liga, vencendo rivais importantes como Turquia e Sérvia. As duas derrotas foram para os Estados Unidos e Itália.

O Japão, por sua vez, surpreendeu ao superar por 3 sets a 0 o time americano e engatar uma sequência de 8 vitórias. Passou as duas primeiras etapas da competição na liderança, de forma absoluta. Mas perdeu os últimos quatro jogos e despencou na tabela.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Diante do Atlético-GO, São Paulo volta a vencer no Brasileiro

Publicado

em

Luciano (foto) brilha marcando duas vezes no triunfo de 2 a 1

O São Paulo retomou o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Atlético-GO por 2 a 1, na tarde deste domingo (3) no estádio Antônio Accioly, em partida na qual o atacante Luciano brilhou vencendo o goleiro Ronaldo em duas oportunidades.

Com este triunfo a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni subiu para a 7ª posição da classificação com 22 pontos. Já o Dragão permaneceu com 17 pontos, próximo do Z4 da competição.

O Tricolor do Morumbi abriu o placar aos 23 minutos do primeiro tempo, em cobrança de pênalti do atacante Luciano. Porém, seis minutos depois a equipe da casa conseguiu igualar, também por meio de uma penalidade máxima, mas executada pelo volante Marlon Freitas.

Mas a tarde era mesmo de Luciano, que, aos 16 minutos da etapa final, garantiu a vitória do São Paulo com um golaço de voleio.

As duas equipes voltam a entrar em campo pelo Brasileiro no próximo domingo (10), o Tricolor do Morumbi contra o Atlético-MG e o Dragão visitando o Santos na Vila Belmiro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Brasileiros perdem nas duplas e país está fora de Wimbledon

Publicado

em

Bia Haddad, Bruno Soares e Rafael Matos caem na Inglaterra

Por Juliano Justo – Repórter da TV Brasil – São Paulo

A primeira brasileira a entrar em quadra em Wimbledon neste domingo (3) foi a paulista Beatriz Haddad Maia. Jogando ao lado da polonesa Magdalena Fręch, nas oitavas de final do Grand Slam inglês, ela perdeu para a australiana Ellen Perez e para a americana Nicole Melichar-Martinez por 2 sets a 0 (6-1 e 6-1) no torneio de duplas femininas.

Nas duplas masculinas o dia também foi de derrotas do Brasil. Nas oitavas de final, Rafael Matos e o espanhol David Vega Hernández caíram, de virada, para o americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury por 3 sets a 1 (4-6, 6-4, 6-3 e 6-4). A parceria entre Ram e Salisbury é a primeira cabeça de chave do torneio.

Fechando a participação nacional na Inglaterra, Beatriz Haddad Maia e Bruno Soares também levaram a virada do time formado pela canadense Gabriela Dabrowski e pelo australiano John Peers por 2 sets a 1 (6-4, 3-6 e 6-0) ainda pelas oitavas de final do torneio de duplas mistas.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários

Continue lendo

Em alta