Empresário acreano é preso em Vilhena com 18 quilos de cocaína

Willy, morador de Rio Branco, estava a bordo de uma picape Chevrolet, modelo S-10 de cor branca e placa NCB-1739/Rio Branco-AC, com o qual, estava o enteado de apenas 15 anos.

Durante a abordagem, os policiais perceberam certo nervosismo em Max Willy e com isso, intensificaram as buscas, vindo a localizarem 18 tabletes de pasta base de cocaína, totalizando 18.940 quilogramas de drogas.

Max Willy disse que é microempresário no Acre, tendo uma empresa de celulares e que topou realizar o tráfico devido o dinheiro que iria receber R$ 18 mil em espécie, pois iria ganhar R$ 1 mil por cada tablete de pasta base de cocaína. Ainda segundo declarações do próprio acusado, ele pegou as drogas de um desconhecido no Acre e iria entregar a carga em Belo Horizonte/MG.

Está é a segunda vez que o microempresário é preso por tráfico de drogas; segundo ele, no ano de 2.002 ele caiu ao tentar transportar drogas, puxando três anos e meio de cadeia. O caso foi lavrado na Delegacia de Polícia Civil de Vilhena e a criança que estava com ele, foi entregue ao Conselho Tutelar.

Com informações da Tribuna

Comentários