Emylson Farias promete revelar indiciados pelo roubo de milho em silo graneleiro do governo

A Policia Civil do Acre quebrou o silêncio e prometeu no final da tarde de ontem (30) revelar os autores do sumiço de 25 toneladas de milho do Silo Graneleiro da cidade de Plácido de Castro, ocorrido há quase um ano. A informação foi do...

0

A Policia Civil do Acre quebrou o silêncio e prometeu no final da tarde de ontem (30) revelar os autores do sumiço de 25 toneladas de milho do Silo Graneleiro da cidade de Plácido de Castro, ocorrido há quase um ano. A informação foi do secretário de Policia Civil, Emylson Farias.

Sem entrar em detalhes sobre a indenização dos produtores prejudicados, Farias revelou ao ac24horas que a competência da Policia Civil é a de apresentar os autores do sumiço do milho. Desde que o caso se tornou público, através da Assembleia Legislativa do Acre, o secretário Lourival Marques não informou quais medidas foram tomadas pelo Estado. Não se tem conhecimento de processo administrativo aberto pela secretaria de agricultura e nem do afastamento dos envolvidos.

DELEGADOOs deputados aprovaram requerimento do deputado Luiz Tchê (PDT) que solicita a presença do secretário para dar explicações sobre o sumiço de milho e ações investigatórias abertas pelo Ministério Público Estadual.

O deputado Major Rocha (PSDB), chegou a propor uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denuncias. Antes de embarcar para Aracajú, onde participa de um encontro com militares, o tucano disse que o governador Sebastião Viana já deveria ter indenizados os 32 produtores prejudicados.

“A responsabilidade civil do Estado nesse caso é objetiva e consiste em reparar os danos patrimoniais que desapareceu do Silo Graneleiro e eventuais perdas que o produtor teve para recuperar o milho e até danos morais pelo sentimento de ter sido lesado pelo próprio estado”, disse Rocha.

Comentários

Assuntos desta notícia