Conecte-se conosco

Flash

Esposa de Gedeon depõe em delegacia por 2 horas e sai escoltada pela polícia e familiares

Viúva de Gedeon de Sousa Barros foi ouvida ainda nessa quinta-feira (20) na DHPP, horas após ele ser morto. Ex-gestor estava dentro do carro quando foi atingido pelos disparos.

Publicado

em

Mulher de ex-prefeito de cidade do AC executado é ouvida e polícia diz que investigação é sigilosa – Foto: Arquivo pessoal

 

A esposa do ex-prefeito da cidade de Plácido de Castro, no interior do Acre, Gedeon Sousa Barros, de 52 anos, Lucia Barros, prestou depoimento na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) nessa quinta-feira (20). A oitiva dela ocorreu horas após o ex-gestor ser morto com disparos de arma de fogo.

A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Marcos Cabral, que afirmou que ainda é muito cedo para comentar qualquer coisa a respeito da investigação, que, segundo ele, segue de forma sigilosa. A reportagem tentou ouvir familiares do ex-gestor, mas não obteve retorno até esta publicação.

O ex-prefeito foi assassinado na manhã dessa quinta no bairro Santa Inês, no Segundo Distrito de Rio Branco. Dois homens chegaram em uma moto e executaram o ex-gestor, fugindo em seguida para o bairro Belo Jardim, onde se concentrou as buscas da polícia. Barros estava dentro do carro e foi atingido com disparos de arma atingiu a cabeça.

Ex-prefeito Gedeon Barros foi assassinado nessa quinta-feira (20) em Rio Branco – Foto: Arquivo pessoal

Ameaças

A polícia informou também que o ex-prefeito estaria sofrendo ameaças. No entanto, segundo o delegado, até o momento não foi confirmado nenhum registro de boletim de ocorrência relatando as supostas ameaças.

“As guarnições que chegaram no local, colheram informações de que dois indivíduos em uma motocicleta vermelha se aproximaram do veículo onde a vítima estava e sem anunciar assalto, esses indivíduos efetuaram por volta de dois disparos”, informou o tenente da Polícia Militar Karllos Antoniete.

A dupla, segundo a polícia, fugiu em direção a região do bairro Belo Jardim. Guarnições da PM seguiram em direção ao bairro em busca dos suspeitos, mas ninguém foi preso até a manhã desta sexta-feira (21). Barros estava com um carona no carro, mas ele não foi alvo.

A esposa do ex-prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros, morto a tiros na manhã desta quinta-feira, 20, no Segundo Distrito de Rio Branco, esteve na tarde de hoje na sede da Delegacia de Homicídios e Proteção de Pessoas (DHPP), localizada no bairro Cadeia Velha

Lucia Barros chegou por volta das 16h escoltada por policiais civis e familiares e depôs cerca de duas horas, sendo liberada no final da tarde. Conforme a reportagem adiantou, a esposa do ex-gestor de Plácido teria informações de quem poderia ter sido o mandate do assassinato do marido.

A informação é extraoficial, mas segundo pessoas próximas ao ex-prefeito, Gedeon já havia sido ameaçado de morte por uma pessoa que alegava uma dívida. Em razão das ameaças, ele chegou a registrar ocorrência via Ciosp.

No entanto, as ameaças persistiram e Gedeon, supostamente, teria repassado o nome do sujeito a sua esposa e avisou que se acaso ocorresse algo, o principal suspeito seria esse homem que não teve a identidade revelada.

Ex-prefeito deixa filho de um ano – Foto: Arquivo pessoal

‘Quero estar ao seu lado’

Em uma das últimas postagens nas redes sociais, no dia 5 de maio, o ex-prefeito falou sobre o amor pelo filho de que completava um ano.

“Meu lindo filho, hoje você completa um aninho de vida! Um ano de muito amor, aprendizagem e felicidade sem fim. Cada segundo de descoberta ao seu lado é uma bênção de Deus. E cada momento vivido eu vou guardando no meu coração, pois quero lembrar de tudo mais tarde. O primeiro sorriso, os primeiros passinhos, as primeiras palavras, tudo! Você é o meu tesouro, e o grande amor da minha vida.”

Ele completou dizendo que tudo passou muito rápido. “Foram muitas aventuras e tanto você quanto eu, aprendemos muito nesse ano. Prometo cuidar e amar você todos os dias. Você tem toda sua vida para viver e quero estar ao seu lado em todos os momentos. Amo você, meu filho! Feliz aniversário!”

Gedeon Barros foi morto dentro do carro em Rio Branco – Foto: Eldérico Silva/Rede Amazônica Acre

Governador lamentou morte

Em nota publicada nas redes sociais, o governador do Acre, Gladson Cameli, lamentou a morte do ex-prefeito e lembrou da trajetória dele na política acreana.

“Gedeon Barros, natural de Porto Nacional (TO), foi prefeito de Plácido de Castro de 2017 a 2020. É lembrado pela sua atuação em prol do setor agrícola e luta contra o crime na fronteira em parceria com o governo do Estado. Neste momento de profunda dor, externo minhas condolências aos familiares e amigos enlutados por esta perda irreparável.”

O atual prefeito de Plácido de Castro, Camilo da Silva também emitiu nota de pesar e afirmou que Barros nunca abriu mão da simplicidade e empatia.

“Sempre altivo, Gedeon alcançou admiração e respeito por onde passou. Mesmo em momentos calorosos da vida pública, nunca abriu mão da simplicidade e da empatia em seus gestos. Prestamos solidariedade aos amigos e familiares por esta irreparável perda e rogamos para que Deus possa confortá-los nesse momento de grande dor, em que as palavras se apequenam e o espírito busca amparo na Fé.

Em nota assinada pelo presidente regional Manoel Pedro Gomes, o PSDB, sigla a qual o gestor pertencia, lamentou a morte dele e disse que a morte dele é um duro golpe à política do bem, da moralidade e da ética.

“Gedeon sempre foi um defensor da política do bem comum visando o desenvolvimento, progresso e a melhoria para toda a sociedade, a qual muito orgulhava e honrava o PSDB acreano. Sua morte é um duro golpe à política do bem, da moralidade e da ética. O PSDB se solidariza com todos os familiares, amigos e admiradores do Gedeon. Que Deus conforte todos neste momento de dor.”

Gedeon foi prefeito de Plácido de Castro entre 2016 e 2020 — Foto: Arquivo pessoal

Ex-gestor era investigado pela PF

Barros foi prefeito da cidade de Plácido de Castro entre os anos de 2016 a 2020, quando ele concorreu à reeleição, mas foi derrotado nas urnas no ano passado. O ex-prefeito era empresário e foi gestor da cidade apenas por um mandato.

Durante a gestão, Barros teve o nome divulgado em uma lista de nove prefeitos de nove cidades do Acre, como ficha suja do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE-AC), de agosto do ano passado. Os gestores têm condenações transitado em julgado nos últimos oito anos. As condenações incluem diversos processos, entre os quais desvios ou problemas na administração do dinheiro público.

Investigações da Polícia Federal na Operação Contágio, também apurou supostas irregularidades em licitações que teriam ocorrido no primeiro semestre do ano de 2020 no município. Conforme a PF, um dos contratos investigados envolvia mais de R$ 500 mil para a compra de equipamentos de proteção individual (EPI’s) para profissionais da saúde que atuavam no combate à pandemia causada pela Covid-19, na mandato dele.

Comentários

Flash

Caminhão fica parcialmente submerso no rio ao tentar sair de balsa em Xapuri

Publicado

em

Um caminhão da empresa de energia que realizava trabalhos no Bairro da Sibéria, localizado do outro lado do Rio Acre, retornava para o lado da cidade de Xapuri pela balsa, quase acabou quase submerso.

Segundo foi informado, ao tentar sair da balsa, acabou por deslizar no barranco afastando a balsa fazendo com que caísse dentro do rio. Graças ao trabalho de manobra do operador do motor, teria evitado o pior.

Todos os ocupantes do veículo saíram a tempo e ninguém ficou ferido. O trabalho para a retirada do veículo iria acontecer até o início da noite, com auxilio de um trator o mais breve possível, para não atrapalhar o tráfego no local.

Em tempo, este não seria o primeiro caso de veículos caírem dentro do rio. Não foi informado quais providencias seriam tomadas em relação ao caso por parte da empresa.

Veja momentos quando o veículo cai dentro do rio e sua retirada.

Comentários

Continue lendo

Flash

Com aumento de casos, Comitê recomenda o uso de máscara e destaca a importancia da vacinação

Publicado

em

Foto: Guido Mieth / GettyImages

Em nova avaliação, Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 decide acompanhar casos de síndromes respiratórias, infecções hospitalares e monkeypox

No Acre, os casos suspeitos ou confirmados de síndromes respiratórias agudas, infecções hospitalares e varíola monkeypox também serão monitorados pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 no estado. A inclusão de novos agravos para análise foi decidida durante reunião virtual do comitê, realizada nesta quarta-feira, 6.

A medida considera o aumento no número de casos registrados e a necessidade da definição de estratégias para conter o avanço dos vírus causadores das doenças respiratórias e da varíola monkeypox. “Essa era uma discussão que já vínhamos fazendo. A inclusão desses agravos contempla a pauta de discussões. Isso otimiza trabalho, recursos humanos, para que possamos discutir pontos de convergência para a saúde”, explicou o promotor de justiça Ocimar Júnior, representante do Ministério Público do Acre no comitê.

Uso da Máscara
Como forma de conter o avanço da monkeypox, da covid e de outras doenças virais, o comitê recomendou o retorno da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. O acessório já é obrigatório em unidades de saúde e transportes coletivos.

Permanece também a recomendação da manutenção dos cuidados com a higiene das mãos, uso de álcool em gel, intensificação da higienização dos ambientes e, ainda, evitar aglomerações.
Outra medida deverá ser o retorno da cobrança das carteiras de vacinação em repartições públicas e eventos com grande número de pessoas.

Cuidados na escola
Seguindo Nota Técnica da Fiocruz, neste momento o Comitê de Acompanhamento não orienta a suspensão das aulas, mas reitera a necessidade da obrigatoriedade do uso de máscara, isolamento de casos suspeitos, ou confirmados, e suspensão de eventos no âmbito da escola.

Covid no Acre
O Acre registrou, nesta quarta-feira, 6, 461 novos casos de covid-19. Outros 8 aguardam resultado da análise dos testes. Conforme boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre),
em função do aumento do número de casos de covid-19, a Rede de Urgência e Emergência (RUE) foi reorganizada para o atendimento. Nas unidades de média e alta complexidade (UPAs e Pronto-Socorro) há 54 leitos reservados para covid, sendo 13 pediátricos.

De acordo com o chefe da RUE, Edvan Meneses, embora haja crescimento no número de novos casos, a hospitalização é baixa. “Nesse sentido, é importante destacar a importância da vacinação e da manutenção do cuidados, como uso de máscara e higienização”, enfatizou.

Vacinação
No Acre, a campanha de vacinação contra covid iniciou no dia 19 de janeiro de 2021.

De acordo com a Sesacre, desde o início da ação até o dia 2 de julho de 2022 foram administradas 1.497.720 doses da vacina contra covid-19. Destas, 675.753 foram de 1ª dose, 557.274 de 2ª dose, 19.045 de dose adicional, 221.554 de 1º reforço, 10.945 de 2º reforço, e 13.149 dose única.

Pelo menos 138.743 pessoas não receberam a 1ª dose da vacina e 254.214 pessoas ainda não tomaram a 2ª dose.

Atendimento

Na rede estadual de Saúde, a UPA do Segundo Distrito continua sendo referência para atendimento a pacientes que apresentem sintomas de covid.

Na rede de atenção básica do município de Rio Branco, o teste de covid-19 continua sendo disponibilizado em todas as unidades de Referência em Atenção Primária (Uraps). Para casos de sintomas gripais a população deve procurar a Urap Maria Barroso. O Atendimento é das 7h às 22h.

Classificação de risco

Na avaliação do comitê, ainda não há necessidade de reclassificação de faixa em nenhuma regional do Estado.

Considerando o momento de atenção, o Comitê Especial de Acompanhamento à Covid no Acre retomará as reuniões periódicas para avaliar a situação de saúde pública no estado. Inicialmente, sempre às quartas-feiras ou, extraordinariamente, quando necessário.

Um nova reunião ficou marcada para o próximo dia 8, desta vez com integrantes da comissão organizadora da Expoacre 2022 e representantes da Secretaria de Estado de Educação (SEE), para avaliar estratégias de prevenção no âmbito da rede estadual de educação e da Expoacre.

Comentários

Continue lendo

Flash

Polícia Civil incinera mais de uma tonelada de drogas em Rio Branco

Publicado

em

Ascom/Polícia Civil do Acre

Foram incinerados, na manhã desta quarta-feira (6), 1.150 quilos de drogas, entre cocaína e maconha, apreendidos durante ações policiais no estado do Acre

O procedimento de destruição das drogas foi coordenado pela Policia Civil por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DENARC) com a participação de autoridades representando o Poder Judiciário, o Ministério Público Estadual, o Departamento de Polícia Técnico/Científica e a Vigilância Sanitária do Acre.

As apreensões das drogas são provenientes das ações realizadas durante a “Operação Narco Brasil” que se encerra na data de hoje e de procedimentos realizados no período de 12 meses.

O evento é o demonstrativo claro do empenho das forças de segurança (Polícia Civil, Militar e Rodoviária Federal) no combate firme a criminalidade, sobretudo, ao tráfico de entorpecentes no Estado do Acre.

 

Comentários

Continue lendo

Em alta