Para celebrar a conquista da certificação internacional do “Brasil Livre da Febre Aftosa com Vacinação”, concedido pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE), o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf) promove de 3 a 5 de abril uma série de atividades no estado, em parceria com a Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Acre (SFA).

Ações semelhantes serão realizadas em todo o país, atendendo solicitação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que elegeu o 5 de abril como a data marco da conquista, de acordo com Ronaldo Queiróz, diretor-presidente do Idaf.

“O Acre é parte dessa conquista nacional. Este ano, celebramos 13 anos como zona livre de febre aftosa com vacinação, graças aos esforços do governo estadual e governo federal, por meio do Mapa SFA do Acre, das equipes do Idaf Acre e dos nossos pecuaristas, que sempre entenderam a importância de ter um rebanho com sanidade assegurada. Isso é bom para a economia e o desenvolvimento de criadores do estado e reflete na conquista do país”, ressalta Ronaldo Queiróz.

Nesta terça-feira, 3, as equipes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal acreano e da SFA se reúnem para conceder entrevista coletiva na qual devem explanar as estratégias de vacinação contra a febre aftosa.

“Teremos só mais três campanhas de vacinação contra a aftosa – maio, novembro e a última em maio de 2019. Porque nosso novo desafio, a partir de agora, é o Acre livre da aftosa sem vacinação. Acre e Rondônia estão na dianteira desse trabalho de exclusão da vacina e todo o trabalho das equipes do Idaf está focado nisso”, observou Queiróz.

O coordenador do programa de Febre Aftosa do Idaf, médico veterinário Jean Carlos Torres, alerta aos produtores que nessa última etapa da imunização do rebanho serão vacinados apenas os animais com até dois anos anos.

“Ao longo deste mês de abril, estaremos massificando essa informação, para que os criadores estejam atentos a essa informação”, concluiu Torres.

Agência Acre

Comentários