Estrada de ferro deverá passar pelo Acre/Foto: Prosa e Política
Estrada de ferro deverá passar pelo Acre/Foto: Prosa e Política

O Acre está nesta lista: no trecho entre Lucas do Rio Verde e Vilhena a previsão é investir R$ 2,3 bilhões em 598 km de trilhos.

O Governo Federal de Mato Grosso decidiu priorizar a obra da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), e a licitação do trecho que liga Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá) a Campinorte (GO) deve sair no primeiro trimestre de 2014. É o que informa o site Mídia News.

De acordo com informações da publicação, o ministro dos Transportes, César Borges (PR), fez o anúncio na semana passada, após o leilão de concessão de trechos das BRs-060/153/262.

Segundo ele, “se o Tribunal [de Contas da União] aprovar este ano, lá para o mês de fevereiro vamos ter condições de já fazer o edital entre Lucas do Rio Verde e Campinorte”. “É o primeiro trecho que demos prioridade para ver se temos condições de licitar no primeiro trimestre do ano que vem”, afirmou.

Em visita a Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), na inauguração do terminal ferroviário do município, em setembro, o ministro e a presidente Dilma Rousseff (PT) já haviam se comprometido a tirar a Fico do papel.

O lançamento do edital para o leilão de concessão da Fico já foi adiado por diversas vezes nos últimos dois anos. Agora, com o anúncio de César Borges, a expectativa é que a promessa seja cumprida.

A previsão de investimento nesse trecho da Fico é de cerca de R$ 6 bilhões. O prazo para a construção da ferrovia será de 5 anos – com possibilidade de alteração em função de eventuais atrasos provocados pela demora na liberação de licenças.

Expansão até o Acre

Segundo o site, após a construção inicial, a empresa terá mais 30 anos para explorar o trecho e recuperar o investimento feito. O projeto completo da Fico prevê a integração entre Mato Grosso, Goiás e Rondônia, com início no entroncamento com a Ferrovia Norte-Sul, em Campinorte (GO). De lá, ela cortará o Estado de Mato Grosso de leste a oeste na região Médio-Norte, e está projetada para chegar até Vilhena (RO).

Ainda de acordo com informações, o Acre está nesta lista: no trecho entre Lucas do Rio Verde e Vilhena a previsão é investir R$ 2,3 bilhões em 598 km de trilhos, a serem implantados na segunda etapa da ferrovia.

A Fico faz parte de um projeto maior, que é a Ferrovia Transcontinental (EF-3540), que sairá do litoral norte do Rio de Janeiro, cortando Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre até o Peru – promovendo, assim, a ligação entre os oceanos Atlântico e Pacífico.

Comentários