Conecte-se conosco

Flash

Estudante de medicina baleado por sargento do trisal acreano tem alta após cirurgia

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

O acadêmico de medicina Flávio Endres de Jesus Ferreira, de 30 anos de idade, já está se recuperando em casa, segundo informação de amigos, após receber alta do Pronto-Socorro de Rio Branco.

No PS da capital passou por cirurgia por conta de ter sido baleado quatro vezes pelo sargento Erisson Nery, da Polícia Militar do Acre (PMAC), conhecido por ser um dos participantes do trisal acreano, que ganhou repercussão por meio da internet.

O episódio aconteceu na madrugada do último dia 28 de novembro, em um dos bares mais conhecidos e movimentados de Epitaciolândia, cidade vizinha à Cobija, na Bolívia, onde o estudante cursa medicina.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil de Epitaciolândia, sob responsabilidade da delegada de Brasiléia, Carla Ivane, que supre a ausência do titular da primeira cidade, Luís Tonini, que está de férias.

Há alguns dias, a delegada disse ao ac24horas que as investigações seguem em aberto e que deveria pedir ao judiciário a prorrogação do prazo inicial de 10 dias para a conclusão do inquérito.

Segundo a delegada, várias testemunhas foram ouvidas, algumas mais de uma vez, e um relatório sobre as imagens de câmeras de monitoramento do bar está sendo concluído com o fim de que o caso seja devidamente explicado.

Para o fechamento do inquérito policial, ainda estavam sendo aguardados os resultados dos exames realizados pela vítima, assim como a sua inquirição, que ainda não havia sido possível por conta de sua hospitalização.

O sargento Erisson Nery segue preso no Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Acre (Bope), em Rio Branco, para onde foi levado logo após ter a sua prisão preventiva confirmada em audiência de custódia, no dia 29 de novembro.

Comentários

Flash

Deputado Antônio Pedro reúne-se com equipe do Deracre e recebe a garantia que construção da ponte do Sibéria começa em fevereiro.

Publicado

em

O deputado estadual Antônio Pedro (DEM) reuniu-se nesta sexta-feira, 28, com a equipe técnica de planejamento do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre). Na pauta, a construção da ponte ligando o bairro Sibéria e o Centro, no município de Xapuri.

De acordo com a equipe do Deracre, o contrato com a empresa responsável pela obra já foi assinado e até o mês de fevereiro o governo do Estado anuncia o início da construção da ponte.

“Todos são sabedores que há muito tempo eu venho pedindo por essa obra e, graças a Deus, o governador Gladson Cameli tem procurado atender todos os anseios da população. É uma vitória para o povo de Xapuri, pois trata-se de um sonho antigo dos moradores do bairro Sibéria. Fico feliz com essa notícia, especialmente, por tratar-se da minha primeira demanda na Assembleia Legislativa, ainda 2015”, disse o deputado.

E acrescentou: “em muitos momentos as pessoas me diziam que não ia se concretizar, que a ponte não ia sair e, hoje, celebramos mais uma etapa vencida. Não desisti da luta, avançamos e logo mais o projeto sairá do papel. Agradeço ao governador Gladson que não esqueceu da nossa cidade e do nosso povo”, finalizou.

Comentários

Continue lendo

Flash

Cabeleireiro de Epitaciolândia diagnosticado com tumor no cérebro não resiste

Publicado

em

A Câmara Municipal de Epitaciolândia, em nome de todos os vereadores, publicou uma nota comunicando o falecimento do cabeleireiro Josafá de Lima da Paixão, de 51 anos, que tinha seu próprio negócio no centro da cidade.

Como foi comunicado no inicio do mês, Josafá foi ao trabalho e fez o que sabia fazer de melhor e retornou para sua casa e foi dormir. Ao se acordar no dia seguinte, percebeu que sua visão estava muito embaçada e não sentia parte do seu corpo.

Após procurar um neurologista, foi diagnosticado uma neoplasia cerebral (tumor), já em estágio avançado, que não pode ser operado, além do paciente correr risco de morte ou ficar em estado vegetativo (vivendo pelos aparelhos sem consciência).

Desde então, familiares e amigos solicitavam ajuda para manter os custos de Josafá referente ao seu tratamento. Infelizmente, não resistiu e faleceu nesta quinta-Feira, 27.

Matéria relacionada:

Cabelereiro acorda com parte do corpo paralisado e descobre tumor no cérebro. Família pede ajuda

A equipe do jornal OAltoAcre aproveita esta matéria para prestar sinceras condolências aos familiares por tão prematura e grande perda.

Comentários

Continue lendo

Flash

MPAC e Segurança Pública deflagram Operação Tempestade

Publicado

em

Agência de Notícias do MPAC

Gaeco e Segurança Pública cumprem mais de 120 mandados no Acre — Foto: Asscom/MP-ACNa manhã desta sexta-feira, 28, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em parceria com a Polícia Militar e a Secretaria de Segurança Pública, deflagrou a Operação Tempestade, visando dar cumprimento a 126 mandados expedidos pela Vara de Delitos de Organização de Criminosa.

Essa é uma das maiores operações do Gaeco nos últimos anos, e a sua origem se deu a partir da análise de documentos apreendidos em operação anterior, quando foram identificadas lideranças da organização criminosa “Comando Vermelho” com alto grau hierárquico, responsáveis pelos núcleos de cadastramento, contabilidade, e pagamento de “biqueiras” (pontos de venda de drogas).

Estão sendo cumpridos 81 mandados de prisões preventivas e 45 mandados de busca e apreensão em Rio Branco, bem como nos municípios de Sena Madureira, Porto Acre, Brasiléia, e Cruzeiro do Sul. Também há mandados a serem cumpridos nos presídios Francisco de Oliveira Conde, na capital, Moacir Prado, em Tarauacá, e no Complexo Anísio Jobim, em Manaus (AM).

Ao todo, mais de 150 policiais militares foram empregados na realização da Operação Tempestade, incluindo o apoio da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, com emprego do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), além de promotores de Justiça do Gaeco e servidores do MPAC.

Mais de 150 policiais estão empenhados na operação nesta sexta-feira (28) — Foto: Asscom/MP-AC

Operação Tempestade

O nome da Operação foi escolhido devido à magnitude da área de cumprimento dos mandados, incluindo diversos municípios do Acre, com extensão de Rio Branco a Cruzeiro do Sul, além do que, o período da deflagração corresponde àquele propenso para maior possibilidade de chuvas fortes no estado.

 

Comentários

Continue lendo

Em alta