Estudante é esfaqueado dentro de escola em Cruzeiro do Sul

Os acusados também são alunos da instituição de ensino Na tarde desta quinta-feira(01), dois menores de 14 e 15 anos desferiram duas facadas contra um estudante, 15, dentro da Escola...

facas-estudantes-300x199Os acusados também são alunos da instituição de ensino

Na tarde desta quinta-feira(01), dois menores de 14 e 15 anos desferiram duas facadas contra um estudante, 15, dentro da Escola Estadual de Ensino Fundamental Comandante Braz de Aguiar, em Cruzeiro do Sul(AC).

Durante o horário do intervalo os dois acusados invadiram a escola, pulando o muro da instituição. Eles abordaram a vítima no pátio da escola e desferiram duas facadas, sendo uma no braço e a outra no peito direito. A lesão foi de natureza leve.

No momento que a Policia Militar chegou no local para atender a ocorrência, encontraram a vítima deitada no chão da secretaria da escola. O estudante foi conduzida até o PS e em seguida liberado. Os acusados se evadiram do local após desferirem as facadas. As duas facas foram encontradas pelo vigia da prefeitura nas proximidades da escola.

Segundo a diretora da escola, Rosimar Almeida, o caso é isolado, não sendo comum acontecer esse tipo de situação na instituição de ensino.

“ Em toda instituição que lida com o público é necessário seguranças, mas nossos problemas não são dentro da escola, normalmente são pessoas de fora que tentam entrar aqui, os muros não oferecem segurança, pois são muito baixos, mas em relação aos nossos alunos nunca tivemos problemas”, abordou.

A gestora ainda esclareceu, que segundo o depoimento do aluno envolvido no caso, já existia uma desavença entre com um dos autores, já vindo de outra escola.

Em nota, o delegado geral da Policia Civil, Elton Futigame, informou que o fato chegou ao conhecimento da Policia Civil através da PM, mas nem a vítima , nem os familiares compareceram na delegacia para registrar Boletim de Ocorrência Criminal afim de dar andamento no ato criminal. O delegado informou que a partir do conhecimento do caso, a polícia civil já está  tomando as medidas cabíveis.

Tribuna do Juruá – Vanísia Nery

Comentários